Menu
Busca domingo, 01 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Fies: prazo para recadastramento termina no final de agosto

25 julho 2007 - 15h52

A Caixa Econômica Federal abriu prazo para o recadastramento dos alunos que já são beneficiários do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior, o Fies. O período de aditamento dos contratos, que vale também para bolsistas parciais do ProUni, se encerra no dia 31 de agosto. 
Para evitar sobrecarga no sistema do FIES, os alunos beneficiados podem optar pela renovação de seu cadastro por meio do aditamento simplificado ou não simplificado, para evitar atrasos no recadastramento. 
 
O aditamento simplificado é realizado na Instituição de ensino, onde o estudante receberá um documento denominado "Termo de Anuência", em três vias, que devem ser assinadas pelo representante da Instituição e pelo próprio estudante.   O beneficiário também pode optar pelo não simplificado. Neste caso, feito diretamente na Caixa. 
 
Atualmente o Fies tem mais de 455 mil beneficiários distribuídos por todo o Brasil. Os estudantes atendidos pelo programa têm até 50% do custo de seus estudos financiados pelo banco estatal. O pagamento da dívida começa a ser feito cerca de sete meses após a conclusão da graduação. 
 
Atualmente tramita no Senado Federal um projeto de Lei do Executivo que propõe alteração nas regras do Fies. O projeto foi aprovado no final de junho no Plenário da Câmara de onde seguiu para a apreciação dos senadores. 
 
Na Câmara, a proposta foi relatada pelo deputado federal Rogério Marinho (PSB-RN), que incluiu no texto original algumas novidades. Dentre elas, o financiamento de 100% da mensalidade dos cursos de graduação. 
 
O prazo para a amortização da dívida foi ampliado a fim de que o recém-formado consiga realizar o pagamento através do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Essa possibilidade é uma antiga solicitação dos estudantes trabalhadores, que precisam melhorar o desempenho, aprimorar o conhecimento e elevar sua condição profissional. 
 
O uso do fiador solidário é outra opção para os estudantes financiarem o curso e funciona da seguinte maneira: um grupo de no máximo cinco estudantes,  se juntam, para que um seja fiador do outro, não colocando em risco a qualidade do crédito contratado.
 
Foi aprovada também a diminuição dos juros propostos pelo governo. Para licenciaturas e magistérios foram mantidos os 3,5% ao ano, para os outros cursos, os juros passaram para 5,5%. Os alunos de mestrado e doutorado também serão beneficiados pelo Fies, com juros de 6,5% ao ano. "Introduzir os juros simples é uma forma de incentivar e estimular o estudante a concluir a graduação, licenciatura, mestrado e doutorado", explicou o deputado. 
 
Para o deputado, é preciso facilitar a formação dos estudantes, pois as universidades públicas não oferecem o número de vagas necessárias para aqueles que não tem como pagar uma faculdade privada. "Não há vagas nas universidades públicas. Em 2005, de quase cinco milhões de estudantes matriculados em curso de graduação, aproximadamente três milhões e meio estuda em instituições privadas", afirma Marinho. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Brasil tem 20.503 casos e 464 mortes por covid-19 em 24 horas
SAÚDE
Brasil tem 20.503 casos e 464 mortes por covid-19 em 24 horas
Comissão Temporária Covid-19 ouve ministro das Comunicações
POLÍTICA
Comissão Temporária Covid-19 ouve ministro das Comunicações
PRIVACIDADE
Descumprir Lei de Proteção de Dados pode gerar punições a partir deste domingo (1)
Internações por Covid-19 seguem estáveis em Dourados
PANDEMIA
Internações por Covid-19 seguem estáveis em Dourados
Projeto fixa regras para perfis em redes sociais de pessoas falecidas
CIÊNCIA, TECNOLOGIA E COMUNICAÇÕES
Projeto fixa regras para perfis em redes sociais de pessoas falecidas
EDUCAÇÃO
Cursos gratuitos capacitarão mulheres em situação de vulnerabilidade
GERAL
Fóssil de dinossauro é encontrado no interior de SP
POLÍCIA
Mais um é autuado em três dias por maus tratos ao deixar gado sem alimento
GERAL
Manifestações pelo voto auditável reúnem pessoas e várias capitais
ESPORTE
Em jogo frio, Caxias e Joinville não saem do zero pela Série D

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Bilhete ao lado de corpo esquartejado indica próximos "alvos" de criminosos
PARAGUAI
Militares executados na fronteira eram sargentos da FTC
PANDEMIA
Dourados vai liberar acesso a estabelecimentos apenas para pessoas vacinadas
PANDEMIA
Homem e mulher são mais recentes vítimas da Covid-19 em Dourados