terça, 16 de agosto de 2022
Dourados
33°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Fetems realiza ato público em frente à secretaria de Educação

29 outubro 2003 - 12h02

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) amanhã, a partir das 10 horas, em frente à secretaria estadual de Educação, no Parque dos Poderes, em Campo Grande, o Ato Público por uma Educação Pública de Qualidade e Contra a Municipalização do Ensino Fundamental. A manifestação faz parte de uma série de atividades realizadas em todo o país durante o mês de outubro: a Ciranda pela Educação, que pretende desafiar o Executivo e o Legislativo a colocarem a Educação "no centro da roda", no centro de suas prioridades.Mara Carrara, presidenta da Fetems, explica que, no país, as atividades são coordenadas pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que representa uma ação articulada de dezenas de entidades de todo o Brasil, incluindo ONGs, sindicatos, universidades, secretários de Educação e organizações estudantis e juvenis. Em Mato Grosso do Sul, a Fetems coordena o Comitê Estadual, que hoje representa os 67 sindicatos municipais de trabalhadores em Educação existentes no Estado.De acordo com a dirigente, estão sendo esperados 350 sindicalistas do interior, além dos profissionais da Educação de Campo Grande, para que participem do ato. Ela esclarece que a partir das 8h30. os manifestantes irão se concentrar na entrada do Parque dos Poderes (acesso pela Av. Afonso Pena) para depois se dirigirem à secretaria de Educação, onde vão ralizar o ato. O secretário Hélio de Lima já avisou que vai receber uma comissão de dez representantes da Fetems.Os dirigentes pretendem entregar um documento ao secretário contendo uma série de reivindicações. As principais solicitações da Fetems referem-se a um maior investimento público na Educação, com aumento progressivo de recursos até alcançar 7% do PIB brasileiro (Produto Interno Bruto) - toda a riqueza produzida, em bens ou serviços, no país. Hoje, os investimentos nacionais com Educação são da ordem de 4,6% do PIB. A Federação também solicita que o Estado destine de fato pelo menos 25% de sua receita líquida em Educação, conforme prevê a Constituição Estadual, e continue investindo no Ensino Fundamental (1ª a 8ª séries).

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA

Eleições 2022: restam 2 dias de prazo para solicitar voto em trânsito

Casa fica destruída por incêndio causado por queda de raio
NOVA ANDRADINA

Casa fica destruída por incêndio causado por queda de raio

GERAL

TJ/MS disponibiliza nova edição da Revista Trimestral de Jurisprudência

CAMPO GRANDE

Identificação de homem assassinado e que teve corpo queimado com óleo pode levar 10 dias

ELEIÇÕES 2022

TSE autoriza que mais militares façam inspeção das urnas

COSTA RICA

Adolescentes denunciam servidor por assédio sexual em prefeitura

NÚMEROS DA PANDEMIA

Média de mortes por Covid volta a cair após 29 dias de estabilidade

POLÍCIA

Baleado, ladrão invade casa e pede para ficar até socorro chegar

BRASIL

Teto do ICMS pode ser revisto se estados perderem receita, diz Guedes

CAPITAL

Homem de 31 anos sofre tentativa de homicídio por dupla em moto

Mais Lidas

TRAGÉDIA

Passageiro tem corpo dilacerado ao cair de moto e ser atropelado por carreta 

ESTADO GRAVE

Mulher é esfaqueada por vizinho por se recusar a emprestar carregador

NOVA ANDRADINA

Funcionário de companhia de água encontra feto de bebê em esgoto

REGIÃO

Homem é preso por embriaguez após tombar carreta com placas de Dourados