Menu
Busca terça, 02 de março de 2021
(67) 99257-3397

Fetems realiza ato público em frente à secretaria de Educação

29 outubro 2003 - 12h02

A Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) amanhã, a partir das 10 horas, em frente à secretaria estadual de Educação, no Parque dos Poderes, em Campo Grande, o Ato Público por uma Educação Pública de Qualidade e Contra a Municipalização do Ensino Fundamental. A manifestação faz parte de uma série de atividades realizadas em todo o país durante o mês de outubro: a Ciranda pela Educação, que pretende desafiar o Executivo e o Legislativo a colocarem a Educação "no centro da roda", no centro de suas prioridades.Mara Carrara, presidenta da Fetems, explica que, no país, as atividades são coordenadas pela Campanha Nacional pelo Direito à Educação, que representa uma ação articulada de dezenas de entidades de todo o Brasil, incluindo ONGs, sindicatos, universidades, secretários de Educação e organizações estudantis e juvenis. Em Mato Grosso do Sul, a Fetems coordena o Comitê Estadual, que hoje representa os 67 sindicatos municipais de trabalhadores em Educação existentes no Estado.De acordo com a dirigente, estão sendo esperados 350 sindicalistas do interior, além dos profissionais da Educação de Campo Grande, para que participem do ato. Ela esclarece que a partir das 8h30. os manifestantes irão se concentrar na entrada do Parque dos Poderes (acesso pela Av. Afonso Pena) para depois se dirigirem à secretaria de Educação, onde vão ralizar o ato. O secretário Hélio de Lima já avisou que vai receber uma comissão de dez representantes da Fetems.Os dirigentes pretendem entregar um documento ao secretário contendo uma série de reivindicações. As principais solicitações da Fetems referem-se a um maior investimento público na Educação, com aumento progressivo de recursos até alcançar 7% do PIB brasileiro (Produto Interno Bruto) - toda a riqueza produzida, em bens ou serviços, no país. Hoje, os investimentos nacionais com Educação são da ordem de 4,6% do PIB. A Federação também solicita que o Estado destine de fato pelo menos 25% de sua receita líquida em Educação, conforme prevê a Constituição Estadual, e continue investindo no Ensino Fundamental (1ª a 8ª séries).

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Senado aprova MP que prevê 7 dias para Anvisa autorizar vacina
História "mal contada" de casal leva à prisão e apreensão de Jeep furtado
CORUMBÁ
História "mal contada" de casal leva à prisão e apreensão de Jeep furtado
Ladrão furta oficina e vai preso vendendo peças em ferro-velho
Ladrão furta oficina e vai preso vendendo peças em ferro-velho
JUSTIÇA
Decisão de desembargadores livra deputado do uso de tornozeleira eletrônica
MEDIDA
Nova Andradina poderá ter estado de calamidade prorrogado até 30 de junho
MS
Termos de adesão e cooperação para seletiva estadual dos Jogos Escolares são assinados
DOURADOS 
Homem é preso em flagrante por furto no Jardim Rasslem
REGIÃO
Ação conjunta combate exploração de madeira de área protegida em MS
PANDEMIA
Reinaldo volta a cobrar União por agilidade na liberação de vacinas
BRASIL
Dólar fecha em forte alta, após Bolsonaro zerar impostos federais sobre diesel e gás de cozinha

Mais Lidas

ACIDENTE
Veículo pega fogo ao colidir em coqueiro entre Dourados e Itaporã
PRÓXIMO AO TRANSBORDO
Nova 'cracolândia': comerciantes relatam medo e ameaças no centro de Dourados
DOURADOS
Jovem colide moto e embriagado tenta fugir do hospital, mas é detido
DOURADOS 
Preso após agredir esposa, homem é investigado por engravidar a própria filha adolescente