Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Famílias começam contabilizar prejuízo no cemitério

15 janeiro 2004 - 14h09

Famílias de pessoas que tiveram túmulos depredados na madrugada desta quinta-feira em Dourados começaram a contabilizar os prejuízos e refazer o que foi destruído pelos vândalos. Alguns parentes disseram que o valor financeiro é o que menos importa, mas o fator emocional de ver as sepulturas destruídas é o que mais causa revolta. Na manhã de hoje o secretário de Serviços Urbanos da prefeitura de Dourados, Laércio Arruda, disse que o município não tem vigia para fazer a fiscalização noturna os cemitérios da cidade. (Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMAMBAI
Motociclista morre após colisão contra Hilux na região de fronteira
DOIS ANOS
TJ/MS prorroga a validade do VIII Concurso Público de Servidores
PREVENÇÃO
Paraguai estende isolamento total contra o coronavírus até 12 de abril
CORONAVÍRUS
'Se sair andando todos de uma vez, vai faltar para rico e pobre', diz Mandetta
BATAGUASSU
Homem é preso após tentar atropelar e ameaçar manter família em cárcere
ARTIGO
COVID-19: Reflexões a respeito do primeiro caso registrado em Dourados
CORUMBÁ
Sete bolivianos são flagrados tentado entrar irregularmente no Brasil
ECONOMIA
Judiciário destina R$ 89 mil para combate ao COVID-19 em Dourados
FRONTEIRA
Jovem é encontrado desacordado após ser espancado no meio da rua
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados