Menu
Busca sábado, 27 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Falta de saneamento é responsável por 68% das internações

10 junho 2004 - 15h34

A falta de saneamento básico além de prejudicar a saúde da população, eleva os gastos da saúde com o tratamento às vítimas de doenças causadas pela falta de abastecimento de água adequado, sistema de tratamento de esgoto e coleta de lixo. Segundo estudo da Coordenação de Pós graduação e Pesquisa em Engenharia da Universidade Federal do Rio de Janeiro, 68% das internações nos hospitais públicos são decorrentes de doenças provocadas por água contaminada.

O governo federal já liberou para obras de saneamento R$ 2,1 bilhões, recursos provenientes do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço e do Fundo de Amparo ao Trabalhador. Esse dinheiro será usado no setor de saneamento de 300 municípios de 15 estados. A previsão do governo é assegurar para o setor neste ano R$ 4, 6 bilhões, diz o secretário nacional de Saneamento do Ministério das Cidades, Abelardo Oliveira Filho.

O tratamento de esgoto sanitário é o serviço de saneamento básico mais deficiente no Brasil. Segundo o IBGE, mais da metade dos 5 mil 507 municípios brasileiros existentes em 2000 não dispunha do serviço. O secretário nacional de Saneamento do Ministério das Cidades, Abelardo Oliveira Filho, informou que poucos recursos foram aplicados nos últimos 8 anos em obras para garantir serviços de abastecimento de água, rede de tratamento de esgoto, drenagem das águas da chuva, e coleta de lixo.

A preocupação do governo, de acordo com o Secretário, é garantir que esse dinheiro seja bem utilizado. Nós constatamos que o pouco dinheiro destinado ao setor não foi bem aplicado. “São estações de tratamento sem rede coletora, quilômetros de tubulação que vão do nada para lugar nenhum” exemplifica o secretário. Abelardo Oliveira Filho destacou ainda a importância da participação da população na fiscalização destes gastos. . Ele informou que o Ministério das Cidades criou o Conselho Nacional das Cidades para aumentar a participação da sociedade na definição das políticas públicas, da fiscalização e do controle dos gastos, além de acompanhar a execução das obras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Prefeitura arrecadou mais de R$ 133 milhões em fevereiro
DOURADOS
Prefeitura arrecadou mais de R$ 133 milhões em fevereiro
Museu da Língua Portuguesa será reinaugurado no dia 17 de julho
BRASIL
Museu da Língua Portuguesa será reinaugurado no dia 17 de julho
Após 11 meses do primeiro caso, Dourados perdeu uma vida a cada 80 diagnósticos de Covid-19
PANDEMIA
Após 11 meses do primeiro caso, Dourados perdeu uma vida a cada 80 diagnósticos de Covid-19
LOTERIA
Apostas para a Dupla de Páscoa começam na segunda; prêmio pode chegar a R$ 30 mi
Jovem morre após colidir moto contra caminhão
ANASTÁCIO
Jovem morre após colidir moto contra caminhão
POLÍTICA
Recém-formados da área da saúde poderão ter incentivo a atuar pelo SUS
IMUNIZAÇÃO
Dourados recebe terceiro lote de vacinas contra a Covid-19
TRÁFICO
Polícia encontra mais de 4t de maconha escondida em mata
PANDEMIA 
Covid-19: Dourados registra 85 novos casos e 2 óbitos
VACINAÇÃO
Dourados recebe novo lote com 2.890 doses de Coronavac e Astrazeneca

Mais Lidas

DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
DOURADOS 
Mulher é esfaqueada na região central e encaminhada ao HV em estado grave
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio