sábado, 04 de dezembro de 2021
Dourados
35°max
22°min
Campo Grande
32°max
21°min
Três Lagoas
37°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Falta de estrutura atrapalha ecoturismo em Bataguassu

13 dezembro 2003 - 08h04

A falta de estradas em boas condições de trafego e rede de energia elétrica para atender a demanda crescente de pousadas, hotéis fazendas e condomínios rurais às margens da represa formada pelas obras de construção da Usina Sérgio Mota, estão inviabilizando os investimentos em turismo em Bataguassu na divisa com o Estado de São Paulo.  As estradas que dão acesso a alguns pesqueiros na região de Bataguassu estão intransitáveis em decorrência das fortes chuvas  que estão caindo na região. O problema se agrava por não haver um reparo constante nessas estradas. A estrada que dá acesso ao Pesqueiro Favaretto é uma delas. Com um investimento de cerca de R$ 100 mil, seu proprietário Antonio Favaretto já lamenta a queda na procura pelo local. “São dezenas de turistas que estão vindo pra cá e quando vêem a estrada pensam em desistir e voltar pra trás”, argumentou. Outro problema é a falta de uma rede trifásica de energia elétrica que possibilitaria a ampliação do investimento. Faveretto diz que nem todos os apartamentos do pesqueiro podem ser ligados pois o aporte de energia para região não é suficiente para a demanda. No Hotel Fazenda Toca do Peixe as obras também estão paralisadas aguardando que as autoridades locais e estaduais tomem providência para solucionar os problemas. Pelo menos três condomínios ás margens do lago também estão com suas obras paralisadas. Os proprietários têm autorização apenas para fazer a ligação elétrica considera essencial para uma moradia comum. Aparelhos de ar condicionado e bombas para poços artesianos não são permitidos.  Os turistas que freqüentam os pesqueiros de Bataguassu e os pescadores da região praticam três modalidades de pesca  a de subsistência, integrada na cultura regional, que constitui importante fonte de proteína para as populações ribeirinhas; pesca esportiva, que se tornou o principal atrativo do turismo regional, especialmente no Estado; e pesca profissional, atividade tradicional, onde atuam centenas de pescadores em toda a região.  Mesmo com todas dificuldades os turistas continuam lotando os pesqueiros da região onde a pesca de algumas espécies está permitida principalmente a de tucunaré que é o peixe que mais atrai os pescadores do Mato Grosso do Sul e de São Paulo. As belezas naturais da região também são outro atrativo para quem gosta de apreciar a das aves da região ou do pôr do sol às margens do grande lago.(Antonio Coca)

Deixe seu Comentário

Leia Também

Aeronave cai na região do chaco paraguaio e mata três norte-americanos

Aeronave cai na região do chaco paraguaio e mata três norte-americanos

BRASIL

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão por crise hídrica

CAPITAL

Advogado é preso em flagrante em operação contra a pornografia infantil

SUPOSTA 'RACHADINHA'

Ex-funcionário de Carlos Bolsonaro diz que nunca teve crachá na Câmara

PONTA PORÃ

Operação contra o tráfico aéreo prende ladrão de avião na fronteira

REGIÃO

Provas do concurso para a Polícia Civil serão realizadas neste sábado

NOVO HORIZONTE

Polícia Militar prende mulher acusada de tráfico de drogas

UEMS

I Seminário sobre Aplicação de Biossólidos em Solos será em 8 de dezembro

POLÍCIA

Policiais penais apreendem mais de um quilo de maconha em cela da PED 

SEU BOLSO

Vale-gás é de R$ 52 e começa a ser pago neste mês, diz governo

Mais Lidas

DOURADOS

Presos em entreposto no Parque Alvorada usavam loja de celular como fachada para tráfico

CRIME

Operação contra o tráfico em Dourados levou 23 para delegacia e fechou "shopping" da droga

TRAGÉDIA

Trabalhador morre após queda de laje em Dourados

REGIÃO

Envio de 23t de maconha à São Paulo foi comemorado por 'patrão do tráfico' com prostituta de luxo