Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221
SAÚDE & BEM-ESTAR

Falando de saúde mental: como mantê-la diante a Pandemia!

24 março 2020 - 08h45Por LUCIANE SPERAFICO

A Psicoterapeuta e Mestre com formação em Psicologia Positiva destaca que vivemos um momento da crise do Coronavírus, que vem abalando a saúde mental, gerando estresse e aumento da ansiedade na população.

A constatação é da Organização Mundial da Saúde (OMS), e não é difícil constatar isso na nossa vida.

Pandemia como a que estamos vivendo costumam provocar pânico na população, é o caso da infecção pelo novo Coronavírus (COVID-19).

Confira algumas dicas da Psicoterapeuta sobre atitudes simples do dia a dia que podem minimizar o medo e a insegurança para manter a saúde mental:

As pessoas estão com sentimento de medo, incerteza, ansiedade e preocupação com o que está acontecendo mundialmente. Mas também percebemos que está sendo desenvolvida uma empatia com o próximo e um cuidado com si mesmo. 

O pensamento coletivo, com solidariedade ao outro, tem sido muito importante, portanto, uma atitude ideal nesse período é a filtragem de informações, pois as redes sociais ampliam muito o fluxo de notícias, mas muitas surgem de canais não oficiais e acabam disseminando o pânico.

É importante controlar a quantidade de tempo que você passa assistindo, lendo ou ouvindo notícias que te trazem angústia. Uma sugestão é separar horários específicos do seu dia para fazer isso. Outro cuidado importante é com as fake news. Informe-se com base em veículos confiáveis de informação e em fontes oficiais, como o site do Ministério da Saúde e da própria OMS.

Use as redes sociais como aliadas:

No momento em que muitas pessoas estão isoladas ou em quarentena, as redes sociais se tornam uma forma ainda mais importante de interação com os amigos e a família. E a própria OMS recomenda permanecerem conectados por e-mail, redes sociais, videoconferência e telefone.

Portanto, é importante tomar as precauções necessárias que estão sendo divulgadas pela mídia. A partir daí, desenvolve-se um pouco mais de tranquilidade e segurança.

Pare e se escute:

Durante os períodos de estresse, pare e preste atenção nas suas próprias necessidades e sentimentos. É dica da OMS também, procure atividades que você goste e que te façam relaxar. Também faça exercícios regularmente (mesmo que adaptados a um novo contexto), mantenha uma rotina de sono e procure se alimentar de forma saudável. Tudo isso vai colaborar com o seu corpo e a sua mente.

E não se esqueça de que agências de saúde pública e especialistas do mundo inteiro estão buscando soluções para enfrentar essa crise. Ou seja, não adianta se preocupar com o mundo e se esquecer de você.

É essencial reconhecer os esforços dos profissionais dessa área, que trabalham dia e noite pela saúde dos pacientes infectados e por soluções para essa crise.

Espalhe histórias positivas:

A OMS recomenda que as pessoas compartilhem histórias positivas sobre esse tema, como de pessoas que se recuperaram da covid-19 e compartilharam essa experiência. Não dá para negar que estamos vivendo uma crise sem precedentes na história recente, mas é preciso também ver o que há de positivo em meio a essa situação. Neste artigo, o pesquisador e professor de microbiologia na Universidade de Navarra Dr. Ignacio López-Goñi listou algumas boas notícias sobre o Coronavírus. Segundo a pesquisa, uma delas foi: Que vários indivíduos que foram infectados tiveram sintomas leves, e o vírus foi facilmente inativado lavando a mão e limpando superfícies, por isso o reforço na higienização.

Acolhimento:

“A gente passa a olhar com mais cuidado para nossa casa, nossa família. Isso é positivo. Filmes, séries e jogos são opções para aliviar esse peso. Além disso, temos várias opções como, por exemplo, desenvolver o lado gastronômico na cozinha, cuidar de plantas, fazer atividades manuais de artesanato, ler um bom livro. A criatividade e imaginação vai ajudar nessas horas”.

Aproveite também para planejar a vida profissional, organizar estratégias para retomar a vida quando tudo passar. É momento de desfrutar das refeições em casa, incremente esse momento arrumando uma bela mesa para a família ou para si mesmo.

Com muitos trabalhadores estão em casa realizando home office, o lar, nesse momento, pode ser repensado como um lugar de acolhimento. E como podemos realizar um serviço em casa sem estresse?

A palavra-chave é organização. Enquanto no local de trabalho as pessoas batem o ponto, em casa é diferente. A primeira coisa é estabelecer o horário de trabalho, para ter um norte. Crie uma rotina para que as coisas funcionem. Se fizermos uma agenda do dia, conseguimos nos organizar bem. Essa coisa de passar o dia de pijama dá mais depressão, lembra preguiça. O nosso corpo e nossa energia não fluem e isso vai gerando um desespero maior. É preciso criar um sistema físico e mental para que o cérebro não faça a associação de lar e descanso que está habituado a fazer. Tente seguir uma rotina corporativa, separe um cantinho para ser o seu escritório temporário e crie um ambiente produtivo. 

Pratique a Resiliência:

Resiliência é a arte de transformar toda energia de um problema em uma solução, é ser maduro o suficiente para saber levar uma situação difícil, mesmo sabendo que esta a ponto de perder o controle e se manter firme. É exercitar a mente para aprender com as dificuldades, ser otimista e entender que tudo passa e o que fica são partes da sua caminhada de vida que compõem quem você é. Em suma, tente perceber o que pode aprender com tudo o que está passando, olhe a situação de forma realista sem entrar em pânico. Descubra qual o seu melhor jeito de passar por tudo e lembre-se que isso não durará para sempre.

Agende sua Avaliação e Tratamento no CENAIPP

CENTRO DE ATENDIMENTO E INTERVENÇÃO EM PSICOPEDAGOGIA, PSICODIAGNÓSTICO/ PSICOLOGIA/ NEUROPSICOLOGIA/ COACH VOCACIONAL & CARREIRA.

 Os contatos: 

(67)9.9954-8716 ou (67) 3421-0550

Rua Ciro Melo, 2280 Centro- Dourados/MS

Facebook-Cenaipp

Sobre a Profissional - LUCIANE SPERAFICO”

* Mestre em Psicologia

* Psicanalista

* Psicopedagoga

* Pedagoga e Neuropedagoga

* Especialista Em Neuropsicologia

* Atualização Em Reabilitação Neuropsicológica

* Especialista Em Educação Especial com ênfase em Autismo

* Especialista Em Psicoterapia Cognitivo Comportamental

Screener da Síndrome de Irlen

*Analista Comportamental DISC pela SLAC

* Coach de Carreira &Coach Vocacional

*Facilitadora da metodologia LEGO SERIOUS PLAY e POINTS OF YOU

*Tutora Cogmed- Treinamento de Memória Operacional &Treino Cognitivo (Atenção)

*Formação em Psicologia Positiva e Terapia do Esquema

*Atualização em Mindfulness 

 

Leia Também

CORONAVÍRUS
Cientistas chineses anunciam descoberta contra covid-19
CORONEL SAPUCAIA
Menores são apreendidos transportando 48 kg de maconha em bicicleta
NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
ARTIGO
A fórmula contra o Coronavírus
MATO GROSSO DO SUL
Campo-grandenses são presos com 250 pacotes de cigarro em Ponta Porã
DOURADOS
Bandidos furtam mais de 3km de fios da avenida Guaicurus e Praça do Cinquentenário
Saúde e Bem-estar
J. P. Mansor oferece serviços de análises de águas e tratamentos de resíduos industriais
ECONOMIA
No primeiro dia do mês Governo libera pagamento de servidores que ganham até R$ 4 mil
PONTA PORÃ
Mulher contrata motorista de aplicativo e é presa tentando levar droga à Capital
SEM SINTOMAS
Quase metade das confirmações de coronavírus em MS já finalizou quarentena

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51