Menu
Busca terça, 07 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Exposição Raizes será aberta neste sábado em Ponta Porã

07 março 2013 - 11h29

Em meio a muita expectativa, acontece neste sábado, às 20 horas no Hotel Pousada do Bosque, em Ponta Porã, o vernissage da exposição Raízes, que reúne obras da artista plástica, Maia Faria. São 18 quadros e painéis que apresentam o resultado de uma criteriosa pesquisa que a artista fez sobre o universo dos índios kadweu.

A abertura da exposição deverá receber um grande público, em razão do interesse que a mesma vem despertando. Maia faria não esconde sua satisfação com os rumos que a mostra vem tomando, afinal de contas, fazia vários anos que ela havia deixado de lado uma de suas grandes paixões, que é a pintura, em função de não dispor de tempo para a essa prazerosa atividade.

“Nos últimos cinco anos, por mais que quisesse, não encontrava tempo hábil para pintar, pois tive que me dedicar inteiramente as funções de diretora da Casa de Cultura Dona Zica, entidade que funcionou no distrito aquidauanense de Piraputanga. Agora que a entidade fechou suas portas, estou tendo novamente a oportunidade de me “entregar” ao mundo fascinante da pintura.

Estou muito feliz com o resultado dos meus recentes trabalhos sobre os nossos índios kadweu. Pesquisei bastante, lembrei de cenas que vivenciei, olhei fotos e mais fotos, deixei minha imaginação fluir livremente e o resultado poderá ser apreciado na exposição que começa neste sábado.

Sei dos inúmeros problemas enfrentados pelos nossos índios, mas procurei explorar mais o lado belo de sua existência. Espero que as pessoas gostem, afinal tudo foi feito com muito carinho. Além disso, esse evento cultural é o primeiro trabalho que realizo inteiramente voltado para o povo de Ponta Porã, cidade que nos acolheu tão bem”, lembrou Maia Faria.

###Exposição Raízes
Nota-se nos trabalhos da artista plástica Maia Faria, que fazem parte da exposição Raízes, uma saudável preocupação em retratar o lado belo, ingênuo e poético que cerca o mundo dos índios kadweu. O colorido das telas aliado a cenas rotineiras do cotidiano, demonstram com exatidão esse caminho percorrido por Maia.

Os 18 trabalhos que estarão expostos no Hotel Pousada do Bosque, a partir das 20 hs deste sábado, na cidade de Ponta Porã, são os seguintes:

###Criação
Mostra uma índia durante o processo final de confecção dos famosos vasos artesanais, uma atividade que sempre esteve presente na cultura dos kadweu.

###Amor
Este trabalho apresenta um mãe indígena amamentando seu filho. Esse momento repleto de ternura, revela o cuidado e a proteção que as índias dedicam aos seus filhos.

###Rotina
Mostra uma cena corriqueira verificada numa aldeia kadweu. A tela mostra os índios desenvolvendo suas tarefas, em plena harmonia com a natureza, retratada através da alimentação das araras num comedouro de barco de babaçu.

###Repouso
Como diz o nome, esse trabalho mostra uma índia descansando numa rede feita de tecelagem, sob um tapete com motivos kadweu. As cores remetem a uma suposta brasilidade...

###Companheiros
Menino ajuda companheiro a colocar o cocar, preparando-se para as festividades na aldeia.

###Olhos de Pássaros
Num aparente diálogo, jovem indígena e passarmos promovem uma cena bastante interessante. Esse foi um dos primeiros trabalhos concebidos por Maia Faria, desde que passou a se aventurar pelo universo dos kadweu.

###Tapioca
Esta obra mostra a realização de uma tarefa bastante importa na aldeia. Jovem índia prepara a tapioca, que fornecia o necessário carboidrato consumido pela sua família.

###Combate
Indígenas com os traços fortes e definidos da cultural kadweu, pintados sobre seus respectivos corpos. Essa cena, marca a preparação dos índios para um combate.

###Susto
Assustada ou perplexa, a jovem índia presencia algo inusitado. Esse trabalho evidencia uma cena que habita o universo indígena.

###Amizade
O lado simples e contagiante verificado na amizade entre um indígena e um macaquinho.

###Festa
Esse quadro mostra a intensa alegria no semblante do pequeno indígena, que munido do seu arco e flecha, perpetua um momento tão marcante na nossa imaginação. Afinal, é dia de festa na aldeia....

###Misicigenação
Este trabalho é composto de 4 painéis de diferentes dimensões, que juntos formam um rosto. Entretanto, as várias parte da face parecem não ser da mesma pessoa, o que representa a fragilidade da cultura indígena que está se perdendo rapidamente em decorrência do contato o homem branco e seu valores.

###Sobrevivencia
Painel que traz um pequeno indígena se dedicando a uma conhecida tarefa – a pesca.

###Sonho
Criança indígena no colo de sua mãe, dorme serenamente.

###Sabedoria
Os anos passaram deixando saudades de um tempo que ficou para traz. Este painel mostra uma índia velha, com o olhar perdido, como se estivesse a procura de um mundo que sucumbiu...

###Beijo
Outra painel que reflete com exatidão o contato do índio com a natureza que o cerca. Uma integração vivenciada desde o nascimento e tão natural quanto a vida.

###Dengue
Como o próprio nome diz, esse painel traz uma índia velha acometida pela dengue, doença que vem causando imensos problemas para a população sul-mato-grossense e é claro, vem afetando também a comunidade indígena. A artista concebeu este trabalho, após um internamento de cinco dias num hospital da região, buscando justamente se livrar dessa terrível doença. Ou seja, a obra chamada de Dengue foi criada quando a artista passava por maus-bocados por causa da doença que leva o mesmo nome.

A exposição Raízes, após o vernissage deste sábado, 09 de março, as 20 hs no Hotel Pousada do Bosque, em Ponta Porã, vai permanecer no local a disposição dos interessados, até o dia 10 de abril. Por Luis Carlos Pael.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SÃO PAULO
Sul-mato-grossense leva 12 facadas e crime é transmitido ao vivo
JUDICIÁRIO
STF: acordos de redução de salários devem passar por sindicatos
CAPITAL
Polícia localiza pai que fez ‘zerinho’ com filho no para-lama de moto
ÁGUA CLARA
Ex-prefeito é condenado a devolver R$ 430 mil por contratos sem licitação
EDUCAÇÃO
Enem: começa prazo para solicitação de isenção de taxa
CAMPO GRANDE
Após se envolver em acidente, homem é agredido e tem carro roubado
IMUNIZAÇÃO
Saúde distribui 300 mil doses de vacinas contra influenza aos municípios
BOLSAS
Fundect prorroga Edital com 50 vagas de remuneração de R$ 4 mil
NOVO HORIZONTE
Homem é preso em flagrante após tentar matar ex-mulher a facadas
TECNOLOGIA
Clientes do Banco do Brasil podem sustar cheques por aplicativo

Mais Lidas

DOURADOS
Dois homens são executados por dupla de moto no Jardim Carisma
FLEXIBILIZAÇÃO
Com restrições, comércio volta a funcionar amanhã em Dourados
COVID-19
Estado tem mais três confirmações do novo coronavírus em 24 horas, todas no interior
DOURADOS
Polícia apura que filho matou pai a pauladas após agredir a mãe grávida