Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Ex-presidente da Funai diz que "máfias" agem na Fundação

02 dezembro 2003 - 15h36

Em depoimento na Subcomissão Permanente da Amazônia no Senado, o ex-presidente da Funai(Fundação Nacional do Índio), Eduardo Almeida, confirmou a existência de grupos organizados dentro da instituição destinados a desestabilizar o que chamou de verdadeiro trabalho em defesa da manutenção da cultura, dos costumes e da história dos povos indígenas, em favor de interesses de grupos econômicos, principalmente os ligados aos madeireiros e mineradores. Pressionado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PPS-RR), o ex-presidente da Funai, entretanto, se negou a citar os nomes das pessoas que, segundo ele, fazem parte da “máfia” que controla a instituição e tenta prejudicá-la. Mozarildo considerou “uma leviandade” as acusações de Eduardo Almeida já que, durante todo o depoimento, conforme observou, sequer concedeu uma única pista para que os membros da subcomissão pudessem iniciar uma apuração destinada a esclarecer as possíveis irregularidades.O ex-presidente da Funai denunciou também a existência do crime organizado dentro das áreas indígenas. Segundo ele, esses grupos atuam, principalmente, no tráfego de madeira e de armas. E disse que tanto a Polícia Federal quanto a Funai estão desaparelhadas para combater os criminosos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

COMITIVA
Temer se encontra primeiro-ministro interino do Líbano
COTAÇÃO
Dólar sobe e fecha acima de R$ 5,40 nesta sexta
SAÚDE
Leishmaniose fez três vítimas fatais e infectou 44 pessoas em MS neste ano
BOCAIÚVA
Operação mobiliza mais de 30 policiais contra o tráfico de papagaios em MS
EUROPA
Flamengo confirma saída de lateral Rafinha
DOURADOS
Jovens são detidos por algazarra em praça pública durante a madrugada
SAÚDE & BEM - ESTAR
A importância de manter seu plano de saúde neste momento
BANDEIRA LARANJA
Dourados segue com grau de risco médio em mapa estadual da Covid
TRÁFICO
Polícia apreende 1,5t de maconha durante ações nas BR's de MS
PANDEMIA
Mais de 60% dos municípios de MS declararam situação de calamidade pública

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades