Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221

Ex-presidente da Funai diz que "máfias" agem na Fundação

02 dezembro 2003 - 15h36

Em depoimento na Subcomissão Permanente da Amazônia no Senado, o ex-presidente da Funai(Fundação Nacional do Índio), Eduardo Almeida, confirmou a existência de grupos organizados dentro da instituição destinados a desestabilizar o que chamou de verdadeiro trabalho em defesa da manutenção da cultura, dos costumes e da história dos povos indígenas, em favor de interesses de grupos econômicos, principalmente os ligados aos madeireiros e mineradores. Pressionado pelo senador Mozarildo Cavalcanti (PPS-RR), o ex-presidente da Funai, entretanto, se negou a citar os nomes das pessoas que, segundo ele, fazem parte da “máfia” que controla a instituição e tenta prejudicá-la. Mozarildo considerou “uma leviandade” as acusações de Eduardo Almeida já que, durante todo o depoimento, conforme observou, sequer concedeu uma única pista para que os membros da subcomissão pudessem iniciar uma apuração destinada a esclarecer as possíveis irregularidades.O ex-presidente da Funai denunciou também a existência do crime organizado dentro das áreas indígenas. Segundo ele, esses grupos atuam, principalmente, no tráfego de madeira e de armas. E disse que tanto a Polícia Federal quanto a Funai estão desaparelhadas para combater os criminosos.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: número de mortes no Brasil sobe para 136
COVID-19
Estado confirma mais cinco casos de coronavírus; Dourados segue com dois
INTERNACIONAL
Novo embaixador dos Estados Unidos chega ao Brasil
MATO GROSSO DO SUL
Bombeiros fazem alerta para aumento de 133% na quantidade de incêndios
DEFENSORIA PÚBLICA
DPU cria canal para denúncias durante o enfrentamento ao coronavírus
MATO GROSSO DO SUL
Calendário de vacinação contra aftosa será mantido
BRASIL
Bolsonaro dá passeio em Brasília após Mandetta enfatizar isolamento
ACIDENTE
Motociclista morre ao colidir em touro em cidade do interior
ESTAVA NA PED
Mato-grossense é preso com por tráfico de drogas em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS