Menu
Busca quinta, 13 de maio de 2021
(67) 99257-3397

EUA lembram três anos do atentado contra o WTC

11 setembro 2004 - 13h40

A cidade de Nova York lembrou hoje com uma singela cerimônia realizada no "marco zero" as vítimas dos atentados terroristas cometido contra o World Trade Center que mataram 2.792 pessoas. A cerimônia começou com um minuto de silêncio às 8h46 (9h46 de Brasília), na hora em que o primeiro avião foi jogado pelos terroristas contra a torre norte, depois do qual começou a leitura dos nomes das vítimas por parte de seus pais e avôs. A partir desse momento, os familiares das vítimas desceram até o local onde há uma pequeno fonte de água que representa o lugar onde estavam as bases das torres. Os pais e avós leram os nomes das vítimas da tragédia frente a uma multidão, fazendo comentários pessoais. "Nós amamos você mais hoje do que ontem e vamos amar mais ainda amanhã", afirmou uma mãe. As cerimônias foram menores e mais brandas que as feitas nos dois primeiros anos dos ataques e alguns oradores usaram a data para comentários políticos ¿a dois meses das eleições presidenciais. Este será o último ano em que os familiares poderão ir ao fosso do "marco zero", lugar onde estavam assentadas as Torres Gêmeas, já que as tarefas de reconstrução na zona lhes impedirá de fazer isso nos próximos anos. Outro minuto de silêncio foi feito às 9h03 (10h03 de Brasília), momento em que o segundo avião se chocou contra a torre sul do complexo do World Trade Center. Dois momentos de silêncio mais, às 9h59 e às 10h29 (10h59 e 11h29 de Brasília), lembraram a queda de ambas as torres. A cerimônia, encerrada ao meio-dia (13h de Brasília), teve a participação do prefeito da cidade, Michael Bloomberg, o governador de Nova York, George Pataki, o ex-prefeito Rudolph Giuliani e o governador de Nova Jérsei, James McGreevey. O presidente George W. Bush, ao lado da primeira-dama Laura, fez um minuto de silêncio no gramado da Casa Branca, após participar de uma missa em memória das vítimas numa igreja de Washington. Também estão previstas cerimônias no Pentágono e na Pensilvânia, onde outros dois aviões seqüestrados caíram há exatos três anos. Em Boston, o candidato democrata à Presidência, John Kerry, chamou os americanos para lutarem juntos contra o terrorismo. "Nós devemos sempre lembrar que só vamos derrotar aqueles que procuraram nos destruir ficando juntos como uma só América."  

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Quinta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados
BRASILÂNDIA
Jovem de 23 anos destrói recepção de hospital durante surto
BRASÍLIA
Secretário Mario Frias é submetido a cateterismo de emergência
TRÊS LAGOAS
Homem que matou cantor a tiros em tabacaria é condenado a 46 anos
BRASIL
Câmara aprova projeto que pode restringir atuação da oposição
Homem contrai dívida de R$ 32 mil ao fazer portabilidade de empréstimo
BENEFÍCIO
Cultura prorroga prazo para entrega de documentação do FIC
POLÍCIA
Condutor de lancha envolvida em acidente com morte presta depoimento
EDUCAÇÃO
Metas do Inep para o ano não incluem aplicação do Enem 2021
IVINHEMA
Três dias depois de ser envenenada pela mãe, criança recebe alta

Mais Lidas

INDÁPOLIS
'Frio' e com roupa ainda suja de sangue, assassino de tio não mostrou arrependimento ao ser preso
PANDEMIA
Novo decreto mantém toque de recolher às 21h e autoriza abertura de cinema em Dourados
DOURADOS
Descontrolado, pastor xinga policiais por ser orientado a diminuir som de igreja
CLIMA
Inmet alerta Dourados para perigo de chuvas intensas e declínio de temperatura