Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Estudo aponta crescimento de ICMS de 35 municípios

10 novembro 2004 - 17h04

Estudo revela que 34 municípios de Mato Grosso do Sul terão o índice de recebimento do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias) elevado em 2005 por causa do bom desempenho verificado em suas economias. O resultado, publicado recentemente no Diário Oficial do Estado, implicará em mais recursos para que os prefeitos, que tomarão posse em janeiro, possam investir mais em seus municípios. Para chegar ao índice a que cada município tem direito no ICMS, a Secretaria Estadual de Receita e Controle baseia-se nos seguintes critérios e percentuais: Valor adicionado (75%), receita própria (3%), extensão territorial (5%), números de eleitores (5%), ICMS ecológico (5%) e uma parte igualitária entre os 77 municípios (7%).Os dados publicados são do movimento econômico de 2003, e refletem o perfil mais atualizado da economia de cada município, já que valor adicionado é exatamente o resultado dos valores de todas as saídas de mercadorias ocorridas no território municipal deduzido os valores das mercadorias entradas, acrescido dos valores das operações de transporte e telecomunicações. O prefeito eleito de Ponta Porã, Flávio Kayatt (PSDB), por exemplo, cujo município tem índice de 2.0409 este ano, administrará a partir de janeiro com índice de 2.3676, uma diferença de 0,3267, perdendo apenas para Naviraí, o primeiro na classificação entre as 34 cidades beneficiadas com o critério de elevação. Os demais municípios são: Amambai, São Gabriel do Oeste, Brasilândia, Jateí, Nova Andradina, Caarapó, Fátima do Sul, Chapadão do Sul, Japorã, Tacuru, Rio Brilhante, Sidrolândia, Bataguassu, Água Clara, Costa Rica, Porto Murtinho, Paranhos, Aral Moreira, Bela Vista, Caracol, Maracaju, Bandeirantes, Nova Alvorada do Sul, Glória de Dourados, Douradina, Ribas do Rio Pardo, Corumbá, Anastácio, Rochedo, Selvíria, Três Lagoas e Dois Irmãos do Buriti. O estudo revelou ainda os municípios que terão menos recursos como parte de suas cotas no ICMS, baseado nos mesmos critérios, a partir do próximo exercício financeiro. São eles: Campo Grande, Dourados, Paranaíba, Coxim, Sonora, Bodoquena, Santa Rita do Pardo, Bonito, Terenos,  Rio Verde, Mundo Novo, Inocência, Camapuã, Aquidauana, Sete Quedas, Batayporã, Anaurilândia, Angélica, Ladário, Nioaque, Cassilândia, Novo Horizonte do Sul, Alcinópolis, Taquarussu, Aparecida do Taboado, Coronel Sapucaia, Ivinhema, Guia Lopes da Laguna, Deodápolis, Miranda, Itaporã, Rio Negro, Pedro Gomes e Vicentina.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Futuros policiais militares iniciam curso de formação em Dourados 
SEGURANÇA PÚBLICA
Futuros policiais militares iniciam curso de formação em Dourados 
JOGOS DE TÓQUIO
Thiago Braz fica com o bronze no salto com vara
10 mitos e verdades sobre micropigmentação de sobrancelhas
BELEZA E ESTÉTICA
10 mitos e verdades sobre micropigmentação de sobrancelhas
Ladrões arrombam contêiner e levam ferramentas avaliadas em R$ 3 mil
DOURADOS
Ladrões arrombam contêiner e levam ferramentas avaliadas em R$ 3 mil
EDUCAÇÃO
Resultado da 2ª chamada do Prouni está disponível
LEGISLATIVO DE MS
Neno quer construção de ponte entre aldeias de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti
JOGOS OLÍMPICOS
Abner fatura 1º bronze no boxe; Bia vence e avança à semi em Tóquio
CÃES E GATOS
CCZ visita casas no Jardim Água Boa nesta semana para vacinação contra raiva
ARTIGO
Fique por dentro das alterações no benefício Loas
PANDEMIA
Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS
DOURADOS
Motorista embriagado foge, causa acidente e termina preso