Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
(67) 9860-3221

Estadualização: MS pediu substituição e não novos trechos

15 janeiro 2004 - 12h34

Ao contrário do que foi divulgado ontem, Mato Grosso do Sul não pleiteou novos trechos de rodovias federais. Na audiência do governador Zeca do PT com o ministro dos Transportes, Anderson Adauto, foi discutida a substituição de três trechos das BRs 060 e 463 por um outro trecho, ainda na BR-060. A “permuta”, segundo o secretário de Infra-Estrutura e Habitação, Carlos Augusto Longo Pereira, não altera o desembolso de recursos já feito pela União e também não implica em custos adicionais ao contrato de estadualização, porque está sendo pedida a substituição numa extensão que corresponde à quilometragem dos novos trechos oferecidos em troca.O governador Zeca do PT pediu a substituição dos 112,5 quilômetros da BR-463, entre Ponta Porã e Dourados, outros 37,9 quilômetros da BR-060, entre Nioaque e Guia Lopes e também de 91,8 quilômetros da mesma rodovia entre Jardim e Bela Vista. Segundo o secretário de Infra-Estrutura, o governador Zeca ofereceu os trechos em troca dos 245,4 quilômetros da BR-060, a partir do entroncamento da BR-163, na localidade de São Pedro e Capim Verde (acesso a Camapuã) até Chapadão do Sul, na divisa de Mato Grosso do Sul com Goiás.Na exposição de motivos que justifica a permuta, o governador Zeca lembra que os trechos inicialmente estadualizados demandam à fronteira do Brasil com o Paraguai, onde prevalecem os interesses da União na questão da segurança pública, pois são corredores onde os organismos policiais federais têm atuação intensiva no combate ao narcotráfico e contrabando. Os trechos que o Estado quer substituir também são estratégicos para a soberania nacional, já que interligam unidades militares dispostas na fronteira.No ano passado, Mato Grosso do Sul assumiu a manutenção de 685 quilômetros de estradas federais, recebendo como compensação da União R$ 89,1 milhões, dos quais R$ 45 milhões foram repassados em julho do ano passado, R$ 25 milhões deverão ser repassados até o fim do mês de janeiro, e o restante, R$ 19,1 milhões o Estado deverá receber até junho deste ano, conforme calendário definido também na reunião de ontem no Ministério dos Transportes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Estado deve poupar R$ 187 milhões após STF suspender parcelas da dívida com a União
FURTO
Homem e uma mulher grávida são presos após furtar mercearia
CLIMA
Dourados deve ter março mais seco em três anos
CAMPO GRANDE
Motorista é preso após ser flagrado com 13 garrafas de cerveja em carro
SAÚDE
Equipes da Sanesul continuam na rua para garantir água tratada e de qualidade
DOURADOS
Após consumo de drogas e cachaça, travesti é assassinada a facadas no Canaã I
ESTADUAIS
Pagamento de servidores que ganham até R$ 2 mil está disponível
IMUNIZAÇÃO
Caminhoneiros terão prioridade em campanha de vacinação contra gripe
EMPREGO
Inscrições para o programa Jovem Aprendiz dos Correios começam hoje
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Homem é preso por atirar com rifle em direção aos pés de esposa

Mais Lidas

FRONTEIRA
Acidente na MS-164 em Ponta Porã leva pai e filho a óbito
DOURADOS
Homem entra em veículo e anuncia assalto com arma de brinquedo; vídeo
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
NOTA PREMIADA
Lista de ganhadores já está disponível para consulta