Menu
Busca segunda, 19 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Estado abre concurso para contratar 3.800 professores

19 junho 2005 - 12h41

Os professores e professoras interessados em prestar concurso para lecionar na rede estadual de ensino já podem se preparar. Em outubro, o Governo de Mato Grosso do Sul vai realizar concurso público para preencher cerca de 3.800 vagas que serão criadas nas 363 escolas estaduais dos 78 municípios sul-mato-grossenses. Os candidatos aprovados serão chamados em janeiro e começarão a trabalhar no início do ano letivo de 2006.O processo de realização do concurso está em andamento. Estão sendo definidos o número exato de vagas que serão abertas, as disciplinas, a contratação da empresa que fará o certame e outros detalhes do edital, como período de inscrição e data de aplicação das provas. Conforme negociação entre os secretários de Estado de Gestão, Ronaldo Franco, e de Educação, Hélio de Lima, serão criadas de 3.500 a 3.800 vagas, decorrentes de abertura de novas salas de aula, aposentadoria e falecimento de servidores.Serão selecionados somente profissionais com formação superior em licenciatura (voltada ao ensino). As áreas mais carentes a serem preenchidas são Língua Portuguesa, Matemática, Química e Física. “Os professores de outras disciplinas podem ficar tranqüilos porque estamos definindo vagas para todas as áreas do conhecimento”, afirma Hélio de Lima. O salário inicial do professor com 20 horas-aula é de R$ 740 por mês.O concurso deste ano será diferente do anterior, realizado em 1999, cuja validade terminou em dezembro do ano passado. Os novos professores serão de educação básica, isto é, o candidato aprovado em Língua Portuguesa poderá lecionar em turmas dos ensinos médio e fundamental. No concurso anterior, o professor só podia lecionar na modalidade para a qual havia sido aprovado.“Os professores e as entidades que os representam aguardam esse concurso com ansiedade - agora ele está garantido. A contratação desse novo contingente de educadores dará um ganho de qualidade ao ensino da rede estadual, reforçando a nossa política de valorização da escola pública”, declara o secretário de Educação. Segundo Hélio de Lima, além de atender à reivindicação dos trabalhadores em educação e permitir a contratação de profissionais qualificados, o novo concurso vai reduzir o número de professores convocados e, com isso, trazer economia para os cofres do governo. Encargos sociais e contribuições previdenciárias serão recolhidos a instituições estaduais. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Parlamentares buscam acordos para vetos e mudança no Orçamento
BRASIL
Parlamentares buscam acordos para vetos e mudança no Orçamento
POLÍCIA
Homem que fez ameaças de morte em rede social é preso pela polícia civil
Preço médio da gasolina tem aumento em Dourados
ECONOMIA
Preço médio da gasolina tem aumento em Dourados
Casal de namorados é preso por tráfico de drogas em Nova Andradina
POLÍCIA
Casal de namorados é preso por tráfico de drogas em Nova Andradina
General Silva e Luna toma posse como presidente da Petrobras
BRASIL
General Silva e Luna toma posse como presidente da Petrobras
BRASIL
Anvisa autoriza novo ensaio clínico de vacina contra covid-19
BRASIL
Governo forma 254 novos sargentos da Polícia Militar e anuncia novas promoções
DIA DO ÍNDIO
Indígenas superam 'fakes' e já têm quase toda reserva imunizada contra a Covid-19
CORONAVÍRUS
Municípios devem alimentar sistemas de vacinas para receberem novas doses, diz secretário
DOURADOS
Envolvido na morte de idoso em Sitioca se apresenta à polícia

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
DOURADOS
Interno morre após briga com companheiro de cela da PED
PED
Arma de fabricação caseira é encontra em cela de interno morto