Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905
FUTEBOL

Empresa parceira do Corinthians fecha com o Sete por três anos

28 setembro 2017 - 14h50Por Da Redação

As definições que a torcida mais espera ainda estão longe de acontecer no Sete de Dourados. Antes de anunciar a Comissão Técnica e os jogadores que vão vestir a camisa do time em 2018, o comando do clube trabalha para captar apoiadores para a temporada.

Empresas parceiras em 2017 devem continuar e outras estão sendo procuradas. Por enquanto, a maior novidade é a chegada da Innova Capture, empresa paulista de meios de pagamento que, entre outras atividades, fornece máquinas para recebimentos de cartões de crédito.

Logo após o Campeonato Brasileiro, a dúvida que mexia com a torcida do Sete era a permanência ou não do gestor Tony Montalvão. Após a competição, o dirigente, decepcionado com a desclassificação, disse que a parceria da TNY Sports com o clube estaria chegando ao fim, mas a situação foi revertida nas semanas seguintes e o acordo não só permanece como foi ampliado. Agora, as categorias de base também são geridas pela empresa.

A chegada da Innova ao clube foi negociada pessoalmente por Tony, que foi diversas vezes em São Paulo conversar com os diretores da empresa.

“Eles estão vindo para o mercado sul-mato-grossense e o Sete terá apoio exclusivo”, afirma. A empresa tem acordo com o Corinthians, que deve estampar a marca na camisa no Paulistão 2018 e colocou no mercado a “Fielzinha”, que deve render ao clube paulista, pioneiro na área, cerca de R$ 50 milhões em cinco anos.


À princípio, a Innova vai estampar sua marca na camisa do Sete, mas o espaço máster está condicionado à chegada de novas empresas. O acordo assinado será válido por 36 meses. “O prazo proposto foi ótimo para o Sete. O clube vai receber um valor fixo, mais um proporcional de taxa de administração de cada cartão”, explica Montalvão.


De acordo com Tony, empresas que derem apoio logístico para o Sete neste ano devem seguir com o clube, como o Shopping Avenida Center, Gales Hotel e a Conti. O material esportivo segue sendo fornecido pela douradense RM Camisetas, que veste outros clubes do Estado. “Essas continuam e estamos trabalhando para que outras empresas vejam no Sete uma boa oportunidade de expor sua marca”, explica.
Campo


No gramado, a preocupação ainda está longe do time profissional para a próxima temporada. Os trabalhos estão todos centrados nas equipes de base. “Estamos reestruturando o Centro de Treinamentos e selecionando atletas para as categorias de base que também ganhou novos integrantes na Comissão Técnica”.


Além das categorias de base para disputar competições Sub-13, Sub-15 e Sub-17, o Sete passa a contar também com a parceria da Escolinha de Futebol Zico 10 para acompanhar crianças de 5 a 12 anos.

O acordo entre a TNY Sports e Zico foi firmado em recente viagem de Tony ao Rio de Janeiro, onde se reuniu com o ex-jogador do Flamengo. O objetivo é enviar o sistema de ensino e observar talentos para encaminhar para grandes equipes do país nessas categorias de iniciação.
 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ACIDENTE
Colisão entre carros termina em capotamento em Avenida de Coxim
DIÁRIO OFICIAL
Ministério da Justiça cria órgão para gerir fundo de segurança pública
TRÁFICO
Jovens que ganhariam R$ 2,8 mil por percurso de 2,3 mil quilômetros com drogas são presas
COVID-19
Mato Grosso do Sul tem 19 mortes por coronavírus e 1.418 confirmados
CAMPO GRANDE
Mulher de 53 anos morre após queda em banheiro
UEMS
Inscrições para Mestrado em Educação Científica terminam 2ª-feira
DOURADOS
Homem é capturado e entregue à polícia com espingarda
MÚSICA
Cantor e compositor Evaldo Gouveia morre de Covid-19 no Ceará
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown