Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
TRADIÇÃO

São Silvestre quer evitar intrusos e reunir 30 mil corredores hoje em SP

31 dezembro 2017 - 07h18Por G 1

A São Silvestre vai tomar as ruas de São Paulo na manhã deste domingo, a partir das 7h20 (de MS). A tradicional corrida de 15km chega a sua 93ª edição e encerra mais uma vez o calendário esportivo do ano.

Novamente os africanos aparecem como favoritos em meio a cerca de 30 mil corredores de 40 países, entre profissionais e amadores. A novidade para a prova de 2017 é o combate aos chamados pipocas, corredores penetras que disputam espaço com os inscritos e desequilibram a distribuição de água. 

Fim dos pipocas

A São Silvestre sempre é marcada por centenas de corredores amadores que se fantasiam e carregam cartazes com as mais variadas mensagens. Só que muitos desses corredores não estão inscritos na prova, não pagaram para participar da festa. São os pipocas. O número de penetras bateu recorde no ano passado. A organização da corrida estima que entre 10 e 15 mil corredores participaram da prova sem inscrição. O que causou problemas, o principal deles foi a falta de água distribuída para os participantes.

Para conter os pipocas, a São Silvestre mudou o local da largada, avançando 150m na Avenida Paulista. Assim os organizadores conseguiriam monitorar melhor a entrada do túnel José Roberto Fanganiello Melhem, principal ponto de invasão dos intrusos.

Os acessos da concentração na Avenida Paulista também vai ser restrito aos participantes inscritos. Entre 5h e 10h, só pessoas credenciadas e com a numeração no peito vão poder entrar pela Rua Frei Caneca (elite), pela Alameda Ministro Rocha Azevedo (setores azul e amarelo), pelas Ruas Peixoto Gomide e Plínio Figueiredo (setor vermelho) e pela Alameda Casa Branca (setor cinza). O acesso de torcedores na largada e na chegada será restrito.

Xô, chuva!

Se o calor foi um vilão da São Silvestre no ano passado, neste ano a chuva ameaça dar as caras neste domingo. A previsão do tempo indica que vai chover no último dia de 2017 em São Paulo, mas no horário da prova a chance de chuva é mínima. Está previsto céu nublado para a corrida, com a temperatura subindo durante a manhã. A máxima para o dia é 28°C, e a mínima 19°C. Mas não há tempo ruim que assuste os atletas.

- Eu tive a oportunidade de vencer essa prova em 2006, com chuva, temporal, e eu costumo falar que a São Silvestre tem seu brilho próprio. Não há condição climática que vá apagar o brilho próprio da corrida - disse Franck Caldeira.

Domínio africano

Quenianos e etíopes mais uma vez são os favoritos ao título da São Silvestre. Entre os homens, os africanos venceram as últimas seis provas. O último brasileiro a vencer foi Marilson Gomes dos Santos, em 2010. O domínio da África no feminino é ainda maior: 10 anos. Lucélia Peres foi a última brasileira a vencer, em 2006, ano que teve dobradinha dos anfitriões com Franck Caldeira.

Liderando o pelotão africano está o queniano Paul Lonyangata, campeão da Maratona de Paris neste ano. Ele é estreante no páreo paulistano, mas já quer sair com a vitória. Seu maior rival vai ser o etíope Dawit Admasu, campeão em 2014. Os brasileiros Franck Caldeira e Giovani dos Santos vão tentar quebrar a sequência africana.

Entre as mulheres, as quenianas Flomena Daniel, Leah Jerotich e Paskalia Chepkorire, além da etíope Yimer Wude Ayalew, tricampeão da São Silvestre, são as favoritas. Joziane Cardoso e Tatiele de Carvalho são as principais brasileiras da prova.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BATAGUASSU
Homem esfaqueia marido da ex por não aceitar fim de relacionamento
OBSERVATÓRIO DO CLIMA
Fundo Amazônia tem R$ 2,9 bilhões paralisados pelo governo Bolsonaro
MEIO AMBIENTE
Dois são autuados por derrubada de árvores para exploração de madeira
EDUCAÇÃO
Sesi/MS oferece aulão online gratuito preparatório para o Enem
CASSILÂNDIA
Cliente não paga conta de bar e atira contra o comerciante
EVENTO
VI Encontro Estadual de Juízes dos Juizados Especiais será em novembro
CRIME AMBIENTAL
Paranaense é preso com pescado abaixo da medida e acima da cota
ESPORTE
Piso no Guanandizão para a Supercopa de Vôlei começa a ser montado
TRÁFICO
Polícia Federal prende mecânico com 85 quilos de cocaína em Dourados
OPERAÇÃO SERÁ
Polícia tenta localizar possíveis músicas inéditas de Renato Russo

Mais Lidas

DOURADOS
Guarda encerra festa organizada por adolescente em plena pandemia, apreende droga e até arma artesanal
DOURADOS
PM é acionada e consegue evitar suicídio de homem em hotel
DOURADOS
Homem invade casa, tenta estuprar jovem e é detido por populares
DOURADOS
Homem é socorrido às pressas após levar golpes de facão na cabeça