Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Presidente do Corinthians diz que não vê culpa em morte de torcedor

21 fevereiro 2013 - 15h00

O presidente do Corinthians, Mario Gobbi, deu entrevista coletiva nesta quinta-feira, um dia depois da tragédia que matou um torcedor boliviano no jogo entre San Jose e o time paulista, pela primeira rodada da Libertadores. Para ele, a morte foi uma fatalidade. E não houve dolo.

"Não houve uma briga entre torcidas. Não houve um mal-estar. E aí, em consequência disso, gerou um mal-estar que causou isso. Cada um estava no seu lugar. Foi uma fatalidade. Se tivesse uma briga, um mal-estar e, naquele instante, alguém...Poderia se cogitar que alguém agiu por dolo. Não tem por que cogitar por dolo. Pela experiência que tenho na minha carreira, tudo indica que se trata de uma fatalidade", disse, em São Paulo, o mandatário, que já exerceu o cargo de delegado de polícia.

“Presume-se que foi uma fatalidade. Exceto provem o contrário, que alguém usou um artifício para dolosamente atingir outro, foi isso que aconteceu. Ou tem a prova ou é uma fatalidade. O que tenho visto pelas redes, por jornais, me parece ter sido um acidente involuntário quando o torcedor foi soltar os fogos. Eu não posso crer que alguém vá a um jogo de futebol para matar outro. Se acreditar 1% nisso, tenho que deixar o futebol”, afirmou o dirigente. “Acidentes ocorrem, existem”, completou.

Nesta quinta-feira, Corinthians colocou a bandeira do clube e também a do Brasil a meio-mastro no CT Joaquim Grava, em São Paulo, nesta quinta-feira. A equipe alvinegra pode ser punido pela morte do torcedor boliviano, mas dificilmente será excluída da Copa Libertadores de 2013, segundo dirigentes da Conmebol.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Governo lançará linha de antecipação de pagamento a fornecedores
ESTADO
Teletrabalho mobiliza servidores da SAD para cumprimento de metas anuais
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
COVID-19
Guarda Municipal faz mais de 400 atendimentos no toque de recolher, mas somente duas prisões
BRASIL
Laboratório descarta morte por coronavírus em Brasília
MS
Pico das notificações que testaram positivo para o novo coronavírus foi em 19 de março
COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
ARQUITETURA & DESIGN
8 séries na Netflix para os apaixonados por arquitetura
BRASIL
BC poderá pedir justificativa se bancos negarem crédito
NEGÓCIOS & CIA
Coronavírus: 8 dicas para usar o marketing digital a favor da sua empresa

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados