Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
FUTEBOL

Neymar é suspenso por dois jogos após expulsão contra Olympique de Marselha

16 setembro 2020 - 18h50Por GE

Em reunião realizada nesta quarta-feira, dia 16 de setembro, a comissão disciplinar da Liga de Futebol Profissional da França (LFP) puniu o atacante brasileiro Neymar com dois jogos de suspensão pela expulsão no clássico contra o Olympique de Marselha. A LFP também decidiu abrir investigação contra o zagueiro espanhol Alvaro González, pivô da confusão com o camisa 10 do Paris Saint-Germain.

Neymar acusou Álvaro González de o ter xingado de "macaco filho da p..." durante o clássico deste domingo entre Paris Saint-Germain e Olympique de Marselha, válido pelo Campeonato Francês. No segundo tempo, o brasileiro acertou um tapa no espanhol, foi expulso e deixou o campo protestando novamente ter sido sido vítima de racismo. Havia a possibilidade de Neymar pegar até sete jogos de suspensão, e Álvaro González poderia ser punido com um gancho de 10 partidas.

Além dos dois jogos de suspensão, a LFP também puniu Neymar com um terceiro jogo com sursis. Isso significa que o brasileiro só pagará essa terceira partida de suspensão caso se envolva em qualquer problema disciplinar nos próximos dez jogos de competições da LFP. Depois desse prazo, se não houver outra infração, esse terceiro jogo de punição fica anulado.

Possível ofensa homofóbica de Neymar sob análise

O presidente da comissão disciplinar, Sébastien Deneux, disse que a investigação vai analisar mais profundamente as imagens das discussões entre Neymar e González, para estabelecer "o que realmente foi dito e efetivamente ouvido". Segundo ele, as análises desta quarta recaíram apenas sobre "elementos objetivos".

Deneux não descartou uma nova investigação sobre uma possível ofensa homofóbica de Neymar contra González.

- A investigação revelará se existem outros fatos que podem levar a consequências disciplinares - afirmou ele à imprensa francesa.

Kurzawa pega seis jogos de suspensão; Di María será investigado

O clássico de domingo, pela segunda rodada do Campeonato Francês, foi marcado por muita confusão entre os jogadores, com três expulsões no PSG e duas no Olympique. Todos os jogadores expulsos foram punidos.

A pena mais dura recaiu sobre o lateral-esquerdo Kurzawa, do PSG, que pegou seis jogos de suspensão pela briga com o lateral Amavi, que pegou três partidas. O volante Leandro Paredes, do PSG, foi suspenso por dois jogos, com mais um de sursis. Benedetto, atacante do Olympique, pegou um jogo de gancho.

Embora não tenha sido expulso, Di María vai ser investigado pela LFP por ter cuspido na direção de Alvaro González durante a partida. A próxima reunião da comissão disciplinar da liga será na quarta-feira da semana que vem.

Após a partida, Neymar se manifestou com veemência sobre o assunto nas nas redes sociais. No dia seguinte, adotou um outro tom, mas manteve o pedido de punição a Álvaro González. Por sua vez, o espanhol se defendeu das acusações, alegando ser contra qualquer tipo de discriminação.

PSG monta equipe para dissecar imagens e provar insultos racistas contra Neymar, diz jornal
Outro elemento que surgiu na polêmica envolvendo Neymar e Álvaro González, foi a leitura labial feita pelo canal espanhol "Gol" da discussão entre os dois jogadores. “Puta Maricon” (em português, "puto viado"), seria o xingamento homofóbico retrucado por Neymar em resposta aos insultos – racistas segundo o brasileiro - proferidos por González.

Emissora responsável pela transmissão da partida, a "Télefoot" informou que não encontrou insultos racistas nas imagens disponíveis do jogo. De acordo com a emissora, foi possível identificar ofensas de Álvaro ao atacante brasileiro, mas sem conteúdo racista. A TV ressaltou que entregou todas as imagens à liga que organiza o Campeonato Francês.

Ainda nesta quarta-feira, o grupo "SOS Racisme" fez um protesto em frente à sede da Federação Francesa de Futebol (FFF), em Paris, contra o presidente da entidade, Noël Le Graët. O mandatário da federação declarou em entrevista à rádio "RMC" que não existe racismo no futebol, ao comentar a denúncia de Neymar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO
Bombas flutuantes são ativadas para garantir abastecimento de água em Corumbá
ECONOMIA
Economistas defendem investimentos públicos e taxação de ricos
INCENTIVO
Em segunda edição do programa, UEMS concede 711 auxílios para acesso à internet
POLÍCIA
Idoso é encontrado morto em valeta na região central de Itaporã
DOURADOS
Em MS, interessados em adquirir imóvel podem ter desconto no valor da entrada
ESPORTE
Vasco empata com Bragantino e entra, provisoriamente, no G4
PANDEMIA
Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS
CONSUMIDOR
Após denúncias, Procon autua seis agências bancárias
PANDEMIA
Em um mês, mais de 5 mil aulas para primeira habilitação foram realizadas de forma online em MS
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Comissão mista se reúne para ouvir formuladores das propostas de reforma tributária

Mais Lidas

ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
DEODÁPOLIS
Homem morre ao bater moto de frente com caminhonete da patroa