Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
JOGOS DA JUVENTUDE

Natação de MS começa com tudo e três pódios são garantidos nos JEJ Blumenau

28 novembro 2019 - 12h35Por Da Redação

Os nadadores de Mato Grosso do Sul mostraram que não percorreram pouco mais de 1.266 quilômetros rumo a Blumenau-SC à toa, para participarem da etapa nacional dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ). Na quarta-feira (27.11), primeiro dia de disputas do terceiro bloco de modalidades da competição, uma medalha de ouro e duas de bronze foram obtidas pela natação sul-mato-grossense. 

As provas aconteceram no Complexo Esportivo do Serviço Social da Indústria (Sesi) e seguem até sexta-feira (29.11). A delegação de Mato Grosso do Sul, formada por 52 atletas e nove técnicos, tem o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte). Neste bloco também estão o ciclismo, ginástica rítmica, xadrez, vôlei de praia e tênis de mesa. 

A primeira condecoração sul-mato-grossense nesta nova fase dos Jogos foi assegurada, durante a manhã, por Sammer Campos Abdallah, nos 50m livre masculino, pela faixa etária de 12 a 14 anos (categoria A). O atleta de Campo Grande, do Colégio Elite Mace, fechou a disputa com 24s89. Em segundo lugar ficou Vinícius Cruz, de Santa Catarina, com 25s06 e o cearense Vitor Macedo, que fez 25s16, completou o pódio. 

De acordo com o técnico Durval Barbosa Filho, Abdallah está em evolução e vive um momento vitorioso em sua trajetória nas piscinas. No município catarinense, mesmo debilitado devido a uma virose, conseguiu dar conta do recado. “O desempenho dele foi muito bom, sendo que ficou doente. Desde sábado (23.11) ele não nada, está tomando antibiótico. Então, está bem debilitado e começar a competição com uma medalha de ouro para a autoestima dele foi muito bom. O tempo também foi muito bom”.

Para o treinador, uma antevisão do desempenho do atleta era impossível, pelo fato de a prova ser significamente acirrada. “Nos 50m livre tudo pode acontecer. Procurei passar a ele o mínimo de responsabilidade para que pudesse nadar bem. Sabíamos da condição física dele e isso não podia atrasá-lo. Acho que ele conseguiu nadar relaxado, nadou bem e ganhou a prova”. 

Em setembro deste ano, Abdallah levou para casa cinco ouros em provas individuais, foi recorde nos 100m livre e teve o melhor índice técnico da categoria infantil do Torneio Centro-Oeste de Natação. No mês seguinte, o nadador de 13 anos fez história pelo Estado no Campeonato Internacional Infantil e Juvenil de Natação – Troféu Chico Piscina, ao ser o primeiro competidor sul-mato-grossense a conquistar três medalhas em uma edição do campeonato.

Quartetos afiados

Abdallah também esteve no quarteto que ajudou Mato Grosso do Sul a subir mais uma vez ao pódio. Desta vez, pelo revezamento 4x50m livre masculino, a medalha foi bronzeada e contou com os embalos de Eduardo Benites (Colégio Elite Mace, da capital), Felipe John (Centro de Ensino Tic Tac, de Campo Grande) e Eduardo Vieira Ferrari (Escola Municipal João Pedro Fernandes, de Maracaju).

A medalha de terceiro lugar ficou em evidência no peito dos sul-mato-grossenses, depois de baterem 1min43s40 de tempo. Santa Catarina, com a marca de 1min41s13, ficou em segundo. O ouro foi para o Distrito Federal, que encerrou a prova em 1min40s30. 

“Essa é uma prova muito interessante, porque conta com a participação de todos, que têm de dar o melhor e realmente foi isso que aconteceu. Sammer abriu, Felipe John fechou. O meio foi muito bom com o Benites e Ferrari. Todos estão de parabéns, o quarteto fantástico nadou bem e trouxe uma medalha para Mato Grosso do Sul”, avalia Filho.

Mais tarde, foi a vez das meninas, que fecharam o primeiro dia com mais um bronze. Júlia Maria Freitas, do Colégio Elite Mace; Victoria Beatriz Vilela,do Colégio Salesiano Dom Bosco; Isabelle Santos, do Colégio Militar e Rafaela Teixeira, da Escola Estadual 26 de Agosto atingiram 1min53s87 de tempo no revezamento 4x50m livre feminino (15 a 17 anos).

A prata foi alcançada pelas donas da casa, Santa Catarina, que fecharam a disputa com 1min49s70. São Paulo assegurou a dourada, ao fazer 1min48s67.

Na trave

Por pouco a bandeira de Mato Grosso do Sul não foi exibida mais vezes no pódio. Em três provas, os nadadores do Estado terminaram na quarta colocação: Júlia Maria Freitas (nos 100m costas e 800m livre) e Pedro Henrique Pena (100m costas), ambos na categoria B (15-17 anos). 

Com fome só de medalhas

A fome passou longe dos técnicos sul-mato-grossenses nesta quarta-feira (27.11), devido ao ritmo frenético das disputas na água. Ou talvez não tiveram tempo de senti-la. É o que revela o treinador Durval Filho, que esteve ao lado de mais dois profissionais no comando técnico: Celso Henrique Ferreira, de Campo Grande e Antônio Gomes da Silva, de Corumbá. 

Segundo Filho, a parceria entre os três é essencial para o progresso dos nadadores, que também sentem essa união entre os técnicos. “Se a gente não trabalhar em equipe, não conseguimos nada. Hoje, nenhum dos três almoçou, porque não deu, a competição se desenrolou de uma maneira que não deu tempo de comer. A gurizada foi, comeu, descansou, porque precisam. A gente se vira. Depois, jantamos, tiramos o atraso”.

“Essa interação entre nós técnicos é importante para passar segurança aos atletas. Muitos não treinam conosco, mas conhecemos todos e nossa função é direcioná-los para que obtenham o melhor resultado possível”, finaliza.

Até o momento, juntando-se os três blocos de modalidades da competição, desde 16 de novembro, a delegação de Mato Grosso do Sul já conquistou 22 medalhas, das quais nove são de ouro, duas de prata e 11 de bronze.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Valtteri Bottas vence GP da Áustria na abertura da Fórmula 1
CORONAVÍRUS
SES amplia agendamento de testes de diagnóstico em Corumbá e Três Lagoas
MEIO AMBIENTE
Homem é autuado por crime ambiental após derrubar 10,6 hectares de árvores em MS
ECONOMIA
Planejamento e pesquisa ajudam microempresa a ter crédito na pandemia
PANDEMIA
Dourados tem 25 pacientes com coronavírus internados em leitos de UTI
SAÚDE
Exercício físico na quarentena pode não melhorar bem estar emocional
CRIME AMBIENTAL
Com ajuda de drone, PMA identifica desmatamento ilegal autua proprietário
ECONOMIA
Noventa dias após lei do auxílio emergencial, ainda há desempregados e mães sem nada
FUTEBOL
Fluminense e Botafogo se enfrentam hoje pela semifinal da Taça Rio
FISCALIZAÇÃO
PMA autua usina sucroenergética em R$ 189 mil por incêndio em lavoura de cana e matas protegidas

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta