Menu
Busca quinta, 26 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
PARADESPORTO

MS assegura mais 19 medalhas nas Paralimpíadas Escolares, em São Paulo

22 novembro 2019 - 08h25Por Da Redação

A delegação sul-mato-grossense na etapa nacional das Paralimpíadas Escolares, no Centro de Treinamento Paralímpico, em São Paulo-SP, assegurou mais 19 medalhas no segundo dia de disputas, nesta quinta-feira (21.11). As modalidades medalhistas foram o atletismo, a natação e o parabadminton. A competição termina na sexta-feira (23.11).
A equipe de Mato Grosso do Sul na capital paulista tem o apoio do Governo do Estado, por meio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte).

Das medalhas 19 condecorações conquistadas nesta quinta, cinco foram de ouro, oito de prata e seis de bronze. Agora, Mato Grosso do Sul soma 54 medalhas (26 douradas, 17 prateadas e 11 bronzeadas) ao todo na maior competição paradesportiva para atletas em idade escolar do mundo.

Estreia com bronze

O destaque do segundo dia de disputas foi a terceira colocação de Analanda Mafissoli no parabadminton, modalidade estreante nas Paralimpíadas Escolares. A sul-mato-grossense alcançou o bronze na classe SU5, automaticamente após derrota na semifinal para Marya do Carmo, do Maranhão (parciais: 21x17 / 14x21 e 20x22).

Na fase classificatória, pelo grupo A, Analanda venceu as três partidas que disputou. Estreou com vitória sobre a catarinense Kauane Cantovinsch, por 2 a 0 (5x21 / 7x21). Depois, bateu Yasmin Dias, do Distrito Federal, pelo placar de 2 a 1 (11x21 / 24x22 / 14x21) e Ana Carolina Reis, de Goiás, por 2 a 0 (22x24 / 14x21).

A atleta de 17 anos conta que pratica o esporte há seis meses, com o técnico Roney Ferreira, em Três Lagoas. “Não esperava o bronze, achei que não ia me sair tão bem pelo pouco tempo de treino, mas estou muito feliz que a medalha veio”.

Esta é a segunda vez que Analanda participa das Paralimpíadas. Na primeira, representou o Estado no tênis de mesa, antes de se encantar pela modalidade com peteca (chamada de volante ou birdie). “Me apaixonei, tem de ter garra, ir atrás, não desistir nunca e é um esporte que envolve corrida e tudo que eu gosto. É bem emocionante”.

Em ascensão no Brasil, o badminton já é desenvolvido em Mato Grosso do Sul, por meio do Programa Escolar de Formação e Desenvolvimento Esportivo, da Fundesporte. “É uma sensação muito boa ter o badminton em nosso Estado, é uma coisa que outros podem ter. Me sinto muito bem com isso, é gratificante saber que temos o badminton”, finaliza Analanda.

De acordo com o técnico Roney Ferreira, o bronze em São Paulo é importante para demonstrar o crescimento do esporte em Três Lagoas e no Estado inteiro. A modalidade é pratica no município sul-mato-grossense há quatro anos. “Fiquei muito feliz que conseguimos a medalha de bronze com a Analanda, o que é um feito e tanto. Mostra que treinamos e fazemos um bom trabalho. Isso evidencia também que estamos no caminho certo. Se não fosse o incentivo da Fundesporte, não estaríamos aqui com este trabalho”.

A modalidade estreante tem 36 competidores entre os cerca de 1.220 atletas que participam do evento, vindos de 26 Estados e do Distrito Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Briga por dívida termina com homem ferido a golpes de facão
ECONOMIA
Operação Pátio Zero: mais de 400 motocicletas estão disponíveis em leilão
PF vai às ruas em MS por fraudes em fornecimento de combustíveis à prefeitura
POSTO EXCLUSIVO
PF vai às ruas em MS por fraudes em fornecimento de combustíveis à prefeitura
Aposta única acerta as seis dezenas e leva mais de R$ 3 milhões
MEGA-SENA
Aposta única acerta as seis dezenas e leva mais de R$ 3 milhões
Prestação de contas de candidatos deverão ser realizadas até dia 15 de dezembro
TV DOURADOS NEWS
Prestação de contas de candidatos deverão ser realizadas até dia 15 de dezembro
SAÚDE
SES realiza webinário sobre 'Febre Amarela: Humana, Animal e Imunização'
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382
BRASIL
Senado aprova projeto de lei que reformula a Lei de Falências
TEMPORÁRIOS
Indígenas de MS começam ser contratados para colheita da maçã no sul
FRONTEIRA
Após tentar matar o irmão, idoso abandona arma, munições e desaparece

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia
IMPROBIDADE
Caso de vereador que perdeu mandato em Dourados tem desfecho no STJ