Menu
Busca domingo, 29 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
DENÚNCIA

MP pede afastamento de Eurico Miranda da presidência do Vasco

14 setembro 2017 - 08h39

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro pediu o afastamento de Eurico Miranda da presidência do Vasco da Gama. Ele é acusado pelos promotores de acobertar torcidas organizadas que promovem a violência nos estádios. O telejornal Bom Dia Brasil da Rede Globo teve acesso, com exclusividade, à denúncia apresentada ao juizado do torcedor.

A ação do Ministério Público Estadual pede a destituição definitiva do presidente Eurico Miranda, dos vice-presidentes e da diretoria do Vasco da Gama, além de multa de R$ 500. O MPRJ baseou-se em relatórios do grupamento especial de estádios da PM,, sobre a confusão no fim do jogo entre Flamengo e Vasco, no dia 8 de julho, em São Januário.

Na ação civil pública, os promotores afirmam que o Vasco da Gama descumpre artigos do estatuto do torcedor, sobre a prevenção da violência nos esportes. Segundo o Ministério Público, a insegurança durante jogos é estimulada pela prática do clube em apoiar e incentivar a torcida organizada força jovem, atualmente punida com ordem de afastamento de qualquer arena esportiva por conta de episódios de violência.

Inconformados com a derrota, torcedores vascaínos jogaram bombas e objetos nos jogadores do flamengo e nos policiais militares, tentaram invadir o gramado. A polícia reagiu, jogando gás de pimenta, mas isso acabou afetando também os torcedores que não estavam envolvidos no tumulto, principalmente aqueles que estavam lá com filhos e mulheres.

As imagens mostram que alguns deles tiveram que escalar as cabines da imprensa para escapar da selvageria. O conflito continuou do lado de fora do estádio, e acabou em tragédia, com a morte do torcedor David Rocha Lopes, baleado no peito.

Na época, o presidente do Vasco, Eurico Miranda, disse que a confusão foi provocada por grupos de oposição política à atual diretoria. O estádio de São Januário foi interditado por seis meses, mas o clube conseguiu, na Justiça, a liberação e jogou sem torcida contra o Grêmio, no último dia 9.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UTI's destinadas a casos de Covid em Dourados estão lotadas
PANDEMIA
UTI's destinadas a casos de Covid em Dourados estão lotadas
MS
PMA apreende dezenas de petrechos ilegais de pesca em rio Miranda e da Prata
Oficinas comunitárias para revisão do Plano Diretor de Dourados tem início nesta segunda
PROJETO
Oficinas comunitárias para revisão do Plano Diretor de Dourados tem início nesta segunda
Com portões fechados, Operário vence o Comercial pelo placar mínimo e abre
ESTADUAL
Com portões fechados, Operário vence o Comercial pelo placar mínimo e abre
MUNDO
Ataque com carro-bomba deixa mortos e feridos no Afeganistão
DOURADOS
Traficante que levaria droga para SP é preso na BR-163
POLICIAL
Criminoso imita abordagem de polícia para cometer roubo em Dourados
OPORTUNIDADE
Empresas de SC e RS contratam 5 mil indígenas do Estado para a colheita da maçã
DOURADOS
Domingo de calor e pouca probabilidade de chuva
BRASIL
Eleitores de 57 cidades voltam às urnas neste domingo no segundo turno

Mais Lidas

DOURADOS
Com leitos de UTI's lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Primeira noite com novo toque de recolher tem flagrante de festa com 119 adolescentes
DOURADOS
Decreto é republicado por incorreção, agora com brechas para esporte coletivo e boliche
DOURADOS
Homem é preso com arma após ex-namorada correr até viatura da PM e denunciar ameaça