Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
FUTEBOL

Juíza nega tutela antecipada, e Scarpa segue vinculado ao Fluminense

10 janeiro 2018 - 12h07Por O Globo

Em litígio com o Fluminense, Gustavo Scarpa sofreu uma derrota na Justiça nesta quarta-feira, dia 10 de janeiro. A juíza Dalva Macedo, da 70ª Vara do Trabalho do Rio de Janeiro, não concedeu a tutela antecipada ao jogador, que tenta se desvincular do clube unilateralmente.

A magistrada decidiu rejeitar o pedido de Scarpa por entender que uma liberação imediata poderia dar caráter definitivo ao caso. O que aconteceria, por exemplo, se o jogador acertasse com uma nova equipe e, posteriormente, o Fluminense vencesse a ação. Assim, o meia segue vinculado ao tricolor e não pode assinar com outras equipes, a não ser que o próprio clube das Laranjeiras o negocie.

Agora, as duas partes serão ouvidas, e o processo seguirá normalmente. Além da rescisão, Scarpa cobra cerca de R$ 9 milhões entre pagamentos atrasados e os vencimentos que iriam até o fim do vínculo, em 2020.

"A tutela de urgência de natureza antecipada não será concedida quando houver perigo de irreversibilidade dos efeitos da decisão", diz a juíza.

Scarpa tenta, desde 22 de dezembro, a rescisão indireta do contrato. Na segunda-feira, Dalva argumentou que a reinvindação do jogador não atendia à legislação e deu mais 15 dias para que seus advogados anexassem no pedido os valores devidos pelo clube. Os representantes do jogador assim o fizeram imediatamente. Mas uma nova derrota veio nesta quarta.

O pedido de Scarpa se baseia no atraso de quatro parcelas do direito de imagem, uma de salário na carteira, duas férias e 13º (de 2016 e 2017). Além disso, o meia reclama que o clube atrasou seis meses de depósito de FGTS. Na última semana, essas pendências foram quitadas pelo Fluminense.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

RESGATE
Fuga de brasileira na fronteira teve ajuda da polícia paraguaia
PREVIDÊNCIA
Antecipação do BPC e do auxílio-doença é prorrogada até 30 de novembro
COXIM
“Ele atirou para se defender”, diz defesa de tatuador que matou colega
REGIÃO
UEMS Dourados abre inscrições a Mestrado em Recursos Naturais
POLÍCIA
Pedestre que morreu atropelado por caminhão na BR-262 tinha 39 anos
RACHADINHAS
MP pede que TCU apure se Bolsonaro usou órgãos oficiais em favor do filho
CAPITAL
Advogado preso por morte de PM em acidente consegue liberdade
PARCERIA COM A CHINA
Anvisa libera importação de matéria-prima para vacina do Butantan
MIRANDA
Mulher de 36 anos é multada por atropelado gato intencionalmente
EDUCAÇÃO
UEMS realiza pela 1ª vez Encontro de Iniciação Científica on-line

Mais Lidas

DOURADOS
Enquanto filma chuva, interno mostra ‘plantação’ de maconha em cela da PED
GRANDE DOURADOS
Cobertura de barracão de cerealista ‘voa’ com o vento; veja vídeo
BR-463
Homem para carro em bloqueio, desce atirando e morre em confronto com a polícia
DOURADOS
Délia decreta emergência por causa de danos provocados pela tempestade