Menu
Busca sexta, 17 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
MUNDIAL

Estrelas do judô brasileiro perdem em estreia

25 agosto 2014 - 09h57

Um ano depois de receber o Mundial de judô no Rio pela segunda vez, os brasileiros frustraram as expectativas no primeiro dia do Mundial de 2014. Sarah Menezes, Felipe Kitadai e Eric Takabatake saíram sem medalhas. O torneio continua até o fim da semana.

Uma pequena maldição parece acompanhar a equipe. Em 2007, o Brasil organizou, no Rio, a competição pela primeira vez. Em casa, os judocas do país conquistaram três medalhas de ouro, com João Derly, Tiago Camilo e Luciano Correa, e uma de bronze, com João Gabriel Schlittler. No Mundial seguinte, em 2009, na cidade de Rotterdã, na Holanda, nenhum brasileiro subiu ao pódio. Na capital fluminense, em 2013, a equipe saiu com um título, de Rafaela Silva, e mais cinco medalhas. No Mundial de Chelyablinsk, até agora, o país somou apenas duas vitórias.

A frustração é maior ao analisar os feitos que os atletas que subiram ao tatame já tiveram na carreira. Sarah Menezes é campeã olímpica e chegou em segundo lugar do ranking. Felipe Kitadai é o sexto da lista da Federação Internacional e medalhista de bronze em Londres-2012. Os dois, porém, perderam em suas estreias.

O único que conseguiu vencer foi o estreante Eric Takabatake, de 23 anos, eliminado em seu terceiro combate. Nem mesmo Taciana Lima, brasileira que defende Guiné Bissau e ocupa o quarto lugar do ranking mundial, salvou o desempenho: ela também foi eliminada em sua estreia, perdendo para a medalhista olímpica de 2008, Paula Pareto, da Argentina.

Novas regras atrapalham campeã olímpica

Não que sirva de desculpa, mas o maior nome do judô feminino nacional, a ligeiro (48kg) Sarah Menezes, pareceu prejudicada por uma das novas regras que a Federação Internacional da modalidade está estreando nessa temporada: as lutas de apenas quarto minutos. Antes, eram cinco, como nos combates masculinos - entre outras mudanças, estão o fim dos juízes laterais e a proibição total das catadas de perna.

A piauiense enfrentou em sua única luta a francesa Amandine Buchard, vice-campeã europeia, e, desatenta, acabou levando um golpe ainda no primeiro minuto de luta. Com um yuko, a menor pontuação do esporte, atrás, a brasileira teve de correr atrás do resultado durante todo o combate. Com um minuto a menos, porém, não foi capaz de reverter o placar contra uma adversária mais nova, menos experiente, mas ainda assim muito forte – tanto que venceu a brasileira em seus últimos dois encontros.

Kitadai entra apático e é eliminado rapidamente

Primeiro eliminado, o medalhista de bronze dos ligeiros (60kg) em Londres-2012, Felipe Kitadai, também não conseguiu se impor contra o uzbeque Diyorbek Urozboev. Em uma luta muito parecida com a de Sarah, ele levou um yuko com menos de 20 segundos (inicialmente marcado como wazari) e não conseguiu encontrar nenhuma entrada no jogo do rival. Com 1min23s para o final da luta, porém, levou o ippon.

As únicas alegrias brasileiras no dia ficaram por conta do estreante Takabatake. Aos 23 anos, ele estreou em mundiais com duas vitórias, antes de ser eliminado pelo russo Beslan Mudranov, um dos favoritos do dia. Em sua primeira luta, ele derrotou o suíço Ludovic Chanmartin por ippon a 1min37s. Depois, despachou o ucraniano Hevorh Hevorhyan ao forçar quatro punições do rival.

Quando chegou a hora de enfrentar o russo, porém, a força do campeão europeu fez a diferença. Com 13 segundos de luta, Mudranov conseguiu jogar o brasileiro de costas no chão, com uma pegada pela cintura. O golpe não foi válido, já que o juiz tinha interrompido as ações pouco antes do início da técnica do russo, mas foi o suficiente para abalar a confiança do brasileiro. Tanto que, pouco menos de 30 segundos depois, veio o ippon.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
CAPITAL
Jovem de 19 anos morre em acidente com motocicleta
TELEFONIA
Governo edita decretos para tentar destravar licitação do 5G
Casal é preso por golpe ao vender carro alugado e alegar "furto"
Fundação de Cultura seleciona artesãos para participar de duas Feiras
OPORTUNIDADE
Fundação de Cultura seleciona artesãos para participar de duas Feiras
Grávida, Geisa Oliveira, ex seleção de basquete, morre aos 42 anos
CAMPINAS
Grávida, Geisa Oliveira, ex seleção de basquete, morre aos 42 anos
DOURADOS
Faculdade Intercultural Indígena publica moção contra o marco temporal
FOGO AMIGO
Militar baleado ao defender mulher na rua recebe alta de hospital
ESPORTE
Dourados enfrenta Miranda na semifinal da Copa Morena neste sábado
PARAGUAI
Com mandado de prisão em abertos, brasileiro é expulso do Paraguai
EDUCAÇÃO
UEMS regulamenta retomada gradual das atividades presenciais

Mais Lidas

DOURADOS
Após denúncias, casal é preso por tráfico no Jardim Guaicurus
24 HORAS DE VACINA
Dourados terá 'viradão' da vacina para aplicar doses em cinco grupos
DOURADOS
'Trevo do DOF' terá viaduto de 40m e ficará pronto em oito meses
DOURADOS
Homem morre no hospital depois de ser atropelado na área central