Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905
GRUPO B

Itaporã abandona Estadual de futebol: “desânimo tomou conta”

01 fevereiro 2016 - 18h35

O presidente do Itaporã Futebol Clube, Tony Montalvão, anunciou nesta segunda-feira (01), a decisão de deixar a direção do time e com isso o mesmo ficará fora do Campeonato Estadual. A falta de apoio do poder público municipal, comerciantes e torcedores, foram motivos citados por Montalvão para a desistência que foi anunciada em coletiva de imprensa realizada na Funed (Fundação de Esportes de Dourados).

Montalvão citou sobre a importante conquista da equipe que conseguiu o acesso para série A do campeonato no período em que esteva na liderança e que mediante isso aguardava apoio já prometido em outros momentos, o que ele afirma que não ocorreu.

No aspecto financeiro, ele cita que vários problemas foram resolvidos desde que esteve na função.

“Pegamos o clube praticamente falido, pagamos as dívidas, pois devia filiação, CBF, comércio local, dívidas trabalhistas e quitamos tudo isso. Clocamos o time para jogar com salários em dia, boa alimentação, bom material e sempre só o que vinha eram promessas de ajuda. O time acabou tendo o acesso, sendo campeão e não veio ajuda nenhuma”, citou.

O presidente conta que para ele, o que mais teria influenciado foi a maneira descomprometida com que o poder público municipal lidava com o setor de esporte e que isso ligado ao conjunto de fatores relacionados a falta de assistência impulsionou a desistência.

“O que mais pesou não foi nem pelo apoio de parte financeira, foi mais pelo desrespeito de como foi tratado o negócio. O prefeito não investia, se atrasava para reuniões marcadas e não tinha respeito. Os empresários falavam que a ajuda ia chegar e nunca chegava, a própria torcida estava desmotivada, e eram apenas cerca de 160 pessoas por jogo e 30 entrava na ‘faixa’ e com tudo isso o desânimo tomou conta da empresa”, diz.

O técnico do time Ney César reafirmou sobre a falta de subsídios para o trabalho e afirmou que mediante ao trabalho que não foi valorizado, houve um desgaste dos profissionais. Para ele, com a classificação alcançada, a parte financeira teria que estar bem preparada, o que não era a realidade e também não havia perspectivas.

“O presidente já vinha pedindo um apoio em todos os sentidos para que o Itaporã viesse forte, o que aconteceu foi que voltamos a primeira divisão apenas com promessas e sabemos que nessa fase é difícil e o presidente vem alertando para isso. Com o projeto que temos hoje fica difícil de dividir despesas, nós sentimos pois o Itaporã foi como um ‘filho’ e é difícil ter que sair da competição por falta de apoio. Esperávamos promessas melhoria em alguns pontos e não ocorreu nada e houve um desgaste com essa situação”, disse.

Quanto ao futuro dos profissionais que atuavam no Itaporã, Montalvão cita que já estão encaminhados no time Misto de Três Lagoas, o qual ele afirma estar com boa preparação de equipe e financeira.

“Nenhum dos jogadores vão ficar desempregados, nem a comissão técnica, eles vão ser remanejados para o Misto de Três Lagoas e que está com um orçamento necessário para tocar um bom campeonato. Essa é uma boa equipe para brigar no grupo, está bem forte”, explicou.

O presidente cita que os trâmites para deixar o time já estão encaminhados, e com isso a possibilidade desse voltar ao campeonato ocorre apenas se alguém se habilitar a assumir a presidência no prazo de menos de 24 horas. Para ele, não há perspectiva de que isso venha a ocorrer.

“O documento da minha renúncia deve chegar amanhã a federação e com isso o time volta apenas se alguém assumir antes disso. Penso que não há ninguém que se habilite, pois nada foi sinalizado até agora”, diz.

Com a medida, o Itaporã fica suspenso por dois anos em qualquer competição nacional. O time havia desistido de disputar a série D do Campeonato Brasileiro em 2014.

A saída da equipe influencia diretamente o Sete de Setembro. O time de Dourados estrearia na competição contra o Itaporã, no estádio Chavinha, no dia 14 de fevereiro, porém, só entrará em campo seis dias depois, diante do Corumbaense, no Douradão. A partida está inicialmente agendada para as 20h.


Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Distribuição de vacina será acompanhada pelas forças de segurança federais e estadual
MEDIDA
Proibição de corte no fornecimento de água segue até o fim de janeiro na capital
SEU BOLSO
Órgãos de proteção alertam consumidor sobre compra de material escolar
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
Permanece alta taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 em Dourados
PANDEMIA
Permanece alta taxa de ocupação de leitos UTI Covid-19 em Dourados
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS
Primeira etapa de pré-matrícula da Reme vai até quinta-feira
MS
Denúncia anônima pelo 181 da PM ajuda no combate de crimes
SIDROLÂNDIA
Homem leva facadas pelas costas e é socorrido em estado grave
CAPITAL
Jovem é baleado e homem preso é suspeito de ser mandante do crime

Mais Lidas

DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas  
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
DOURADOS 
Prefeitura anula 75 das exonerações anunciadas no meio da semana