Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Corinthians reserva acorda e bate Mirassol no último jogo antes do retorno dos titulares

27 janeiro 2013 - 20h17

UOL

Em sua última chance neste início de ano, o time reserva do Corinthians finalmente acordou, fez 1 a 0 no Mirassol e conquistou a primeira vitória no Campeonato Paulista. Sob o sol escaldante do interior paulista e com a ajuda providencial do reforço Renato Augusto, a equipe B alvinegra se redimiu dos dois tropeços anteriores e deve ver, já na próxima quarta, o retorno dos campeões mundiais de 2012.

Agora, o Corinthians soma quatro pontos no Estadual e se afasta da zona do rebaixamento após três rodadas disputadas. Mais do que isso, a equipe de Tite evita a desagradável marca de ter o pior início de temporada desde 2001.

Para evitar o dado negativo, Tite tratou de fazer mudanças no time em relação à formação que empatou com o Paulista e perdeu da Ponte Preta. Mesmo estreante, Igor deu mais sustentação à lateral esquerda que seu antecessor Welder. Foi Renato Augusto no meio-campo, no entanto, quem mudou a cara do Corinthians.

Como esperava a comissão técnica, o meia, reforço que veio do Bayer Leverkusen por cerca de 3,5 milhões de euros (R$ 9 mi), aprimorou a criação da equipe. Com ele de peça central no trio de meio-campo, o Corinthians se movimentou mais e criou chances como não havia feito nos dois jogos iniciais.

Giovanni e Romarinho, por exemplo, foram especialmente beneficiados, já que tiveram mais companhia para tabelar e receberam passes em profundidade de Renato nas costas da defesa. Foi pela ponta direita, no entanto, que o Corinthians abriu o placar.

Aos 6 minutos, Renato Augusto apareceu na linha de fundo, recebeu de Edenílson e cruzou de primeira. Romarinho, livre, tocou de cabeça, com categoria, no canto direito do goleiro Diego e fez 1 a 0. Foi a senha para o Corinthians se soltar.

Sempre sob o comando de Renato, que se movimentou pelos dois lados do campo e mostrou disposição para ajudar na marcação, o Corinthians dominou no ataque. A diferença no marcador só não foi maior porque Romarinho, Giovanni e até o volante Guilherme não aproveitaram as chances que tiveram, e o time começou a cansar.

Renato Augusto, por exemplo, virou quase um segundo atacante ao lado de Romarinho no segundo tempo, aparentemente sentindo o cansaço. A calmaria na frente expôs as falhas defensivas do time. Com Felipe mais nervoso que nos primeiros jogos e a dupla de volantes um pouco desatenta nos rebotes, Danilo Fernandes teve de trabalhar.

Em um dos lances, ele fez uma bela defesa quase à queima-roupa, no ângulo direito, arrancando aplausos da torcida presente em Mirassol. A dificuldade ofensiva do time da casa acabou pesando para a manutenção do 1 a 0. A melhor chance de todas foi de Rodrigo Possebon, que aos 49 minutos do segundo tempo viu uma bola sobrar limpa para ele, dentro da área, bater por cima do gol.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Idoso de 60 anos pode ser a primeira morte por coronavírus em Três Lagoas
INFORMAIS
Lei que cria auxílio de R$ 600 é publicada no 'Diário Oficial da União'
SIDROLÂNDIA
Bandidos invadem escola, furtam botijões de gás e alimentos
IMUNIZAÇÃO
Caminhoneiros serão incluídos na campanha de vacinação contra gripe
JUSTIÇA
Pedido de exoneração feita por servidor incapaz é considerado nulo
CONVOCAÇÃO
Governo fará cadastro não obrigatório de profissionais de saúde para o SUS
CAMPO GRANDE
Justiça mantém prisão de suspeito de furtar várias vezes mesmo atacadista
BANCO DO BRASIL
Servidores estaduais podem renovar empréstimos consignados com carência
PROCURADO
Identificado chefe de quadrilha que cavou túnel para roubar banco na Capital
LEÃO
Mais de 9,1 milhões de contribuintes entregaram declaração do IR

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações