Menu
Busca segunda, 25 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
INTERNACIONAL

CBJ convoca seleção de Judô com atleta de MS

10 novembro 2020 - 14h28Por Agência Brasil

A Confederação Brasileira de Judô (CBJ) convocou, na segunda (09), os judocas que representarão o Brasil no Campeonato Pan-Americano Sênior da modalidade. O torneio acontecerá em Guadalajara, no México, entre os dias 19 a 22 de novembro. O sul-mato-grossense Rafael Silva Baby (+100kg), está entre eles.

Entre os homens, ainda foram chamados Eric Takabatake (60kg), Daniel Cargnin (66kg), Eduardo Katsuhiro (73kg), Eduardo Yudy Santos (81kg), Rafael Macedo (90kg), Rafael Buzacarini (100kg), Leonardo Gonçalves (100kg) e David Moura (+100kg). Já no feminino, a equipe será formada por Larissa Pimenta (52kg), Eleudis Valentim (52kg), Jéssica Pereira (57kg), Ketelyn Nascimento (57kg), Ketleyn Quadros (63kg), Maria Portela (70kg), Beatriz Souza (+78kg), Maria Suelen Altheman (+78kg).

O Pan-Americano distribui até 700 pontos no ranking mundial classificatório para os Jogos Olímpicos de Tóquio. A previsão da Confederação Pan-Americana de Judô é fazer outro Pan em 2021 antes dos Jogos. No entanto, apenas o melhor resultado entre as duas edições contará para o ranking olímpico.

“A FIJ fez uma determinação de que, por conta da pandemia e da impossibilidade de todos os países participarem de campeonatos continentais, apenas a melhor pontuação do atleta é que vai computar no ranking. Dessa forma, isso permite a gente utilizar dois atletas diferentes em Pan-Americanos desde que ele faça um bom resultado, por exemplo, agora em 2020. Se ele for campeão não terá como alcançar uma pontuação maior. Então, a gente já poderia ter a opção de levar um atleta diferente que esteja ainda brigando pela vaga e criar uma situação dentro da categoria de mais competitividade e de crescimento dos próprios atletas”, detalha Ney Wilson, gestor de Alto Rendimento da CBJ. “Além disso, é uma possibilidade a mais para os atletas que não estão 100% para lutar o Pan-Americano agora e eles teriam nova oportunidade no Pan de 2021.” Essa será a segunda competição internacional desde a paralisação do calendário, em março, pela pandemia do novo coronavírus. Em outubro, a seleção disputou o Grand Slam de Budapeste e conquistou três bronzes, na categoria pesado (+78 kg), Beatriz Souza e Maria Suelen Altheman, e William Lima, no meio-leve (66kg).

Os convocados estão concentrados em Pindamonhangaba, interior de São Paulo, para os últimos treinos antes da competição. O embarque da delegação para o México acontecerá no dia 18 de novembro. 

Em 2019, o Brasil foi campeão por equipe e liderou o quadro de medalhas individuais do Pan de Lima, no Peru, com quatro ouros, oito pratas e três bronzes. Dos quatro campeões, Larissa Pimenta, Daniel Cargnin e Rafael Silva Baby estarão em Guadalajara para defender seus títulos. A única exceção é Mayra Aguiar, que se recupera de lesão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Churrasco de peões em fazenda termina com um morto e outro ferido
SUSTENTABILIDADE
Inscrição em edital para organizações quilombolas termina amanhã
TRÊS LAGOAS
Mulher é espancada pelo marido enquanto dormia por suspeita de traição
DORES LOMBAR
Roberto Jefferson pede atendimento médico e é levado para hospital
FRONTEIRA
Homem ameaça matar família, atira contra residência e foge
CONTAS
Guedes reafirma flexibilização do teto de gastos e cobra reformas
Idosa denuncia ter sido agredida por homem que conhece desde criança
IMUNIZAÇÂO
Confira como será a vacinação contra a Covid-19 nesta segunda-feira
JARDIM
Motociclista não resiste e morre ao cair sozinha de motocicleta
FÓRMULA 1
Verstappen segura Hamilton, vence GP dos EUA e amplia liderança

Mais Lidas

CÁRCERE PRIVADO
Tentativa de sequestro a criança termina com jovem preso em Dourados
CLIMA
Vendaval atinge Dourados e deixa rastro de destruição
ACIDENTE
Morto em acidente na BR-163 voltava de festa em Caarapó
DOURADOS
Vento supera 40 quilômetros por hora e grande perigo de tempestade inicia de tarde