Menu
Busca quarta, 16 de junho de 2021
(67) 99257-3397
ESPORTES

Bronze no Pan de Ginástica assegura quinta vaga brasileira para Tóquio

04 junho 2021 - 22h20Por Agência Brasil

Entre os homens, a ginástica brasileira já tinha quatro vagas, devido à classificação da equipe masculina no Mundial de 2019, na Alemanha. Caio Souza, que conquistou o ouro nesta sexta-feira, fez parte daquela seleção, assim como Arthur Zanetti, Arthur Nory e Francisco Barreto. Por isso, o resultado dele não foi considerado para colocação olímpica.

Com isso, as vagas masculinas do Pan ficaram com os Estados Unidos, graças à medalha de prata de Paul Juda, e com o Brasil, devido ao bronze de Diogo. Apesar de a classificação ser do país e não do atleta, a Confederação Brasileira de Ginástica (CBG) deve oficializar o paulista de 19 anos como um dos cinco integrantes da delegação em Tóquio.

"Eu sonhei com esse resultado, estava com dificuldade para dormir por conta da ansiedade. Por incrível que pareça, foi 95% igual ao meu sonho. Foi maravilhoso, não tem nem como explicar a felicidade que sinto agora. Muito tempo sem competição, fiz exatamente o que precisava. Não vou sair daqui achando que poderia ter feito mais, porque para mim foi um dia perfeito", disse Diogo após a medalha, conforme nota da confederação.

O Pan marcou a estreia de Diogo pela seleção principal. O paulista de 19 anos foi medalhista de prata (barra fixa) e de bronze (geral) nos Jogos Olímpicos da Juventude em 2018, em Buenos Aires (Argentina).

No sábado (5), as ginastas da seleção feminina disputam uma das duas vagas olímpicas a serem distribuídas no Pan. Das cinco representantes no Parque Olímpico, somente Flávia Saraiva está garantida em Tóquio, via Mundial de 2019. Jade Barbosa, por sua vez, torceu o joelho esquerdo no treino de quinta-feira (3) e não poderá competir. O Canal Olímpico do Brasil transmite a competição ao vivo a partir das 9h10 (horário de Brasília).

Rebeca Andrade, Lorrane Oliveira e Christal Bezerra estão na briga pela vaga, que, se conquistada, é destinada ao país. Ou seja: mesmo que uma determinada atleta seja a responsável pela classificação, pode não ser exatamente ela a representante nos Jogos (embora esta seja a tendência da CBG, como no masculino).

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Câmara aprova incentivo fiscal a quem doar a pesquisas contra covid-19
IMUNIZAÇÃO
População indígena lidera índice de vacinação no Brasil
FUTEBOL
Náutico domina Vila Nova, mantém 100% e segue na ponta da Série B
STF
Ministro concede a Wilson Witzel direito de não comparecer à CPI da Covid
Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas
POLÍTICA
Câmara aprova MP que libera verba para municípios atingidos por chuvas
MINISTÉRIO DO TURISMO
Nove em cada 10 empreendedores que acessaram recursos são pequenas empresas
JUSTIÇA
CNJ aprova resolução sobre orientações jurídicas para casamentos
UNIGRAN
XVIII Jornada Acadêmica de Psicologia aborda efeitos da pandemia na Psicanálise
FUTEBOL
Copa América: seleção treina na Granja Comary
CODESUL
Governador propõe unificação de atas de preços e mutirão pós-pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente morre atropelado na BR-163 e condutor foge do local
DOURADOS
Homem tem carro furtado depois de ir com quatro pessoas para motel na BR-463
DOURADOS
Adolescentes e jovem são levados para DP para esclarecer furto de carro em motel
DOURADOS
Após filas e aglomerações, secretário faz duras críticas à população