Menu
Busca quinta, 16 de julho de 2020
(67) 99659-5905
ESPORTES

Brasileiro desbanca bicampeão da São Silvestre e vence meia maratona

02 fevereiro 2020 - 11h35Por Agência Brasil

Após dois anos, o Brasil retornou ao topo do pódio da Meia Maratona Internacional de São Paulo, que neste ano teve transmissão ao vivo da TV Brasil. O paulista Daniel Nascimento, de 21 anos, foi o vencedor da prova masculina, com tempo de 1 hora, 4 minutos e 34 segundos. A marca rendeu ao atleta de Bauru (SP) — que já havia sido o melhor brasileiro da última edição da Corrida de São Silvestre (11º lugar) e conquistado a etapa nacional de Cross Country — índice para representar o país no Mundial de Meia Maratona, que será em 29 de março na cidade de Gydnia, na Polônia.

Daniel manteve-se o tempo todo entre os primeiros colocados e conseguiu se aproveitar do desgaste do queniano Edwin Rotich, bicampeão da São Silvestre e principal favorito, para concluir os 21 quilômetros de prova à frente dos rivais. O também queniano Nicolas Kosgei chegou em segundo, seguido pelo brasileiro Gilmar Lopes, vice-campeão em 2019. Rotich concluiu a corrida na quarta posição, com Giovani dos Santos — que havia sido o último homem brasileiro a ganhar a Meia Maratona, em 2016 — completando o pódio.

O resultado de Daniel igualou o histórico no masculino entre brasileiros e quenianos na Meia Maratona de São Paulo, com sete vitórias para cada país em 14 edições. No feminino, porém, as africanas estenderam o domínio (agora, são nove triunfos quenianos, contra quatro de corredoras do Brasil) com a vitória, de ponta a ponta, de Janet Cheruto. A queniana — que é treinada por um ex-atleta brasileiro, Moacir Marconi, o Coquinho — concluiu a prova com 1 hora, 16 minutos e 55 segundos, quase dois minutos a frente da carioca Rejane Ester da Silva, que nos quilômetros finais superou a ugandense Emily Chebet para terminar em segundo. Chebet ficou em terceiro, seguida por duas brasileiras: Viviane Amorim Figueiredo (4ª) e Maria Silvania da Silva (5ª).

A 14ª edição da Meia Maratona de São Paulo reuniu cerca de 7,5 mil atletas de várias partes do país. A largada e a chegada foram na Praça Charles Miller, em frente ao Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu. O percurso teve como destaques a descida e — no retorno — a subida da Avenida Pacaembu. O trajeto também contemplou pontos marcantes da cidade de São Paulo, como o Elevado João Goulart (conhecido como "Minhocão, que liga as regiões oeste e central da capital paulista) e a esquina entre as avenidas Ipiranga e São João, popular na música "Sampa", da Caetano Veloso.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Capital ultrapassa Dourados em mortes por coronavírus após quase um mês
CAMPO GRANDE
Adolescente morre após acidente entre moto e caminhão
POLÍCIA
Veículo e objetos furtados no Jardim Paulista são recuperados
BRASIL
Paulo Guedes testa negativo para covid-19, informa ministério
DOURADOS
Acidente deixa motociclista ferido no Jardim Clímax
AGRONEGÓCIO
Mato Grosso do Sul começa colheita do milho com projeção de 72 sacas por hectare
TRÁFICO
Homem é preso com droga que seria entregue em Dourados
PANDEMIA
Casos confirmados de coronavírus passam de 15,3 mil e MS soma mais oito mortes
PANDEMIA
Sem mortes há três dias, Dourados confirma 120 casos de Covid-19 em 24h
CAMPO GRANDE
Motorista morre após ser atingido por carro e bater cabeça em meio-fio

Mais Lidas

DOURADOS
Criança baleada por atirador em noite sangrenta morre no hospital
PANDEMIA
Prefeita de Dourados, Délia Razuk testa positivo para coronavírus
INFORME PUBLICITÁRIO
Chama reinaugura supermercado em novo endereço com novidades e promoções
DINHEIRO PÚBLICO
Gaeco faz operação em Dourados e vai à casa de ex-secretária de Saúde