Menu
Busca quarta, 20 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
JOGOS UNIVERSITÁRIOS

Atletas da luta olímpica e judô garantem primeiras medalhas de MS nos JUBs Brasília

14 outubro 2021 - 10h18Por Da Redação

Saíram as primeiras medalhas de Mato Grosso do Sul nos Jogos Universitários Brasileiros (JUBs) Brasília 2021, na quarta-feira (13). As conquistas vieram nas modalidades wrestling (luta olímpica) e judô, sendo dois ouros, uma prata e um bronze. A delegação sul-mato-grossense tem o apoio do Governo do Estado, por intermédio da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), para participar do maior evento esportivo universitário da América Latina.

Primeiras vezes

Esta foi a edição de estreia do wrestling no programa esportivo dos JUBs e, consequentemente, das duas representantes sul-mato-grossenses na modalidade. E a primeira participação foi dourada, confirmando o favoritismo de Mato Grosso do Sul, estado destaque no país. Assíria Daniela Maurício da Silva, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), foi campeã na categoria até 53 kg, no estilo livre feminino.

A atleta de Campo Grande coleciona títulos na fase escolar e começou com tudo a etapa universitária de sua carreira. “Estou bem feliz pelo resultado, porque tenho trabalhado bastante por isso. Achei o evento bem organizado e espero participar mais vezes”, destacou Assíria. Sua parceira de treino, Amanda Lima Leal, que levou o nome da Faculdade Estácio de Sá de Campo Grande (FESCG), também subiu ao lugar mais alto do pódio, pela categoria até 57 kg, no estilo livre feminino.

Tradição no pódio

No judô, a quarta-feira (13) foi dedicada às lutas entre os mais pesados. Maria Fernanda Pio Sabbo, da Universidade Católica Dom Bosco (UCDB), assegurou a prata na categoria meio-médio (até 63 kg). A sul-mato-grossense fez quatro lutas e acabou derrotada na final para Paula Silveira, de Minas Gerais.

A outra medalha na arte marcial japonesa foi faturada por Karla Rocha de Oliveira, da UCDB, que disputou a categoria pesado (acima de 78 kg) e ficou com o bronze. Giovane Cano, da Unigran Capital, encerrou sua participação nos JUBs em quinto lugar.

“Estou muito feliz com o resultado dos atletas, de modo geral. Essas meninas vêm treinando bastante com o objetivo de chegar aqui e medalhar. Foi alcançado. Agora, é voltar e treinar mais para arrumar alguns detalhes para sermos campeões na próxima edição”, frisou o técnico da delegação de judô, Diogo Rocha.

O sensei também celebrou as duas medalhas alcançadas no primeiro dia de combates. “Esses JUBs, em especial, estão com nível de campeonato brasileiro sênior da Confederação, que hoje é um dos maiores na categoria adulta no Brasil. Praticamente todos que competem os nacionais estão aqui em Brasília. Mato Grosso do Sul sempre sai de competições com medalhas e nos orgulha sermos vistos como uma das potências do judô nacional”.

Duelo decisivo

Lívia de Souza Lima ainda não sabe o que é perder no tênis de mesa nos JUBs Brasília 2021. A mesa-tenista da Unigran Capital, que carrega inúmeras convocações à seleção brasileira de base da modalidade, fez duas partidas e venceu ambas por 3 sets a 0. Primeiro, vitória sobre Camila Kubo, da Universidade Federal Fluminense (UFF/RJ), com parciais de 11x5, 11x9 e 11x7. O segundo confronto, pela fase de grupos, foi conterrâneo. Lívia superou Maria Fernanda Tamaciro, da UCDB, com parciais de 11x2, 11x3 e 11x1.

A campo-grandense vai à mesa nesta quinta-feira (14) para a sua terceira e decisiva partida. Em jogo, a liderança do grupo, diante de Tamyres Fukase, da Universidade Paulista (Unip/SP). “Estou tranquila para este jogo, por ser uma atleta que já conheço, sei o que preciso fazer, e darei o meu melhor para isso. Este jogo é o mais importante por nós duas sermos as melhores pontuadas da Confederação presentes no torneio”, explicou Lívia.

Classificação encaminhada

O voleibol feminino da UCDB chegou à segunda vitória consecutiva na primeira fase. Após duelo emocionante contra a Universidade Norte do Paraná (Unopar) – Unidade Boa Vista (RR) na estreia, vencendo no tie-break, as comandadas do técnico Genilson Oliveira tiveram um segundo jogo tranquilo nesta quarta-feira (13). As sul-mato-grossenses bateram a Universidade Federal do Amapá (Unifap/AP) com sobras, por 3 sets a 0 (parciais de 25x8, 25x11 e 25x8) e encaminharam a classificação às quartas de final.

Quem também venceu a segunda seguida e deu passo importante rumo à próxima fase foi o basquete feminino. As meninas da Unigran triunfaram diante da Universidade Federal de Goiás (UFG/GO), pelo placar de 73 a 21. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Após turbulência em janeiro, prefeito projeta salários de fim de ano em dia
DOURADOS
Após turbulência em janeiro, prefeito projeta salários de fim de ano em dia
SIDROLÂNDIA
De bicicleta, mulher morre após ser atropelada em rodovia
Jovem é assaltado em bairro nobre de Dourados
PORTO MADEIRO
Jovem é assaltado em bairro nobre de Dourados
Homem é encontrado morto ao lado de caminhão e polícia apura o fato
VILA VARGAS
Homem é encontrado morto ao lado de caminhão e polícia apura o fato
TAC prevê acessibilidade em pontos de ônibus até 2022
DOURADOS
TAC prevê acessibilidade em pontos de ônibus até 2022
DOURADOS
Interno fica gravemente ferido em briga na PED
SAÚDE & BEM-ESTAR
Exercícios físicos e saúde ocular: há alguma relação?  O Instituto dos Olhos Dourados fala sobre
DOURADOS
Jovem é preso com cocaína em veículo na Vila Industrial
BRASIL
Inscrições para o Exame Nacional de Residência começam hoje
LEGISLATIVO DE MS
Deputados estaduais analisam quatro projetos nesta quarta

Mais Lidas

RIO BRILHANTE
Mulher é presa após se masturbar em praça pública
LEGISLATIVO
Em Dourados, projeto quer criar Dia Municipal do Torcedor Flamenguista
CAPTURA
Cobra é capturada em para-choque de carro na região central de Dourados
DOURADOS
Preso por violência doméstica passa por audiência de custódia e tem preventiva decretada