Menu
Busca terça, 21 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ELEIÇÕES 2014

Escolha do substituto de Campos será segunda-feira no Recife, diz deputado

15 agosto 2014 - 14h30

Dirigentes do Partido Socialista Brasileiro (PSB) devem se reunir na próxima segunda-feira (18), no Recife, para definir a substituição de Eduardo Campos na disputa à Presidência da República, nas eleições deste ano. Campos morreu terça-feira (13), vítima de um acidente aéreo, em Santos (SP). A realização ainda depende do dia em que o ex-governador de Pernambuco for enterrado.

A informação sobre o futuro da chapa que era encabeçada pelo socialista foi divulgada hoje (15) pelo deputado Gonzaga Patriota (PE), que está na capital pernambucana. “A reunião está confirmada”, afirmou. A escolha depende de aprovação das executivas dos partidos que participam da coligação que sustentava a candidatura de Campos.

Até o final da manhã de hoje, a previsão era que a reunião da Executiva do partido ocorresse na quarta-feira (20) em Brasília. “Mas, se o enterro ocorrer no domingo, vamos nos reunir na segunda-feira mesmo, aqui no Recife, já que o Brasil inteiro está aqui”, antecipou à Agência Brasil.

Patriota evitou prever o resultado desse encontro, mas defendeu o nome de Marina Silva. “Não posso falar pelo partido mas acredito que, quando a gente confia em uma pessoa e coloca essa pessoa como vice, como Eduardo fez com Marina, não vejo como os seguidores de Eduardo não definirem como prioridade o desejo de ter Marina como sua substituta. Se coloco alguém como meu vice, é porque essa pessoa é de minha inteira confiança”, avaliou.

Para o parlamentar, a ex-senadora representa a solução mais viável para o partido, mas Patriota evitou cravar o nome mais provável para compor a chapa como novo vice, na chapa com Marina na coligação Unidos Pelo Brasil (PSB, PPS, PPL, PHS, PRP, PSL).

A reportagem da Agência Brasil não conseguiu contato com assessoria do PSB para confirmar a data da reunião para substituir o nome de Campos na cabeça da chapa. Ontem (14), em um comunicado oficial, o PSB informou que a decisão sobre quem vai disputar o cargo pelo partido será tomada quando a legenda julgasse oportuno.

Pelas regras da Justiça Eleitoral, os partidos têm dez dias para indicar um substituto para seu candidato, em caso de morte. A legislação aponta como preferência para substituição um integrante do mesmo partido, o PSB, ao qual Marina se filiou para concorrer, após ter o registro do seu partido, a Rede Sustentabilidade, inviabilizado para estas eleições.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOVA YORK
Discurso de Bolsonaro abre debate da 76ª Assembleia Geral da ONU
AGRO
Semagro e Iagro lançam campanha para produção de alimentos seguros
Caminhão-tanque com etanol pega fogo e quase vai pelos ares
CHAPADÃO DO SUL
Caminhão-tanque com etanol pega fogo e quase vai pelos ares
TEMPO
Terça-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
Homem é preso com carro roubado no RJ que seria levado para a Bolívia
IFA
Fiocruz recebe na quarta insumos para produzir 5,2 milhões de doses
NOVA ANDRADINA
Homem é preso pela após agredir esposa durante discussão
BRASIL
Governadores dizem que alta na gasolina é 'problema nacional'
Idoso morre após 1 mês internado e família procura ciclista suspeito
REGIÃO
Mais Social: beneficiários já podem utilizar créditos nesta terça-feira

Mais Lidas

DOURADOS
'Buguinha' é presa e diz que matou caseiro por legítima defesa
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
DOURADOS
Envolvida em execução de detetive é presa novamente em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina