quarta, 08 de dezembro de 2021
Dourados
35°max
21°min
Campo Grande
32°max
22°min
Três Lagoas
35°max
20°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Enduro eqüestre: Deficiente disputa prova nos Emirados Árabes

04 dezembro 2003 - 12h26

Aos 14 anos ele perdeu completamente a visão por causa de um glaucoma, mas isso não o impediu de continuar montando a cavalo, uma de suas paixões desde a infância, e de começar a praticar provas de enduro eqüestre. Hoje, Luiz Alberto Melchert de Carvalho e Silva, 48 anos, estará em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para disputar o National Day Cup, uma das provas mais tradicionais de enduro da região que reunirá cerca de 150 inscritos em pleno deserto. Luiz Alberto viajou a convite do Sheikh Mansoor, admirador e praticante do esporte.“Fiquei feliz com o convite. Na realidade o Sheikh me convidou depois de ler uma artigo sobre a minha história em uma revista especializada de circulação mundial. Acho que ele se surprendeu pelo fato de um cego participar de enduro”, disse Luiz, que durante a competição vai acompanhado por outro endurista, Vilson Nunes Soares. Ele cavalga ao lado de Luiz, em um outro cavalo, dando dicas sobre o percurso, indicando a direção “Nem no Brasil participo de uma prova sozinho. O Vilson sempre me acompanha”, contou.Em Abu Dhabi, ele vai enfrentar um percurso de 120 quilômetros pelo deserto. “Nunca participei de uma prova como essa e acho que vai ser bem difícil se comparada às competições de enduro em que participo no Brasil”, afirma. A diferença, segundo ele, está no tipo de terreno. “No Brasil cavalgamos em trilhas no meio da mata o que nos permite ter mais noção de espaço”, compara.No deserto, apesar de também termos as demarções com estacas e bandeiras a cada quilômetro, corremos o risco de nos perder por causa da imensidão do espaço”, diz Luiz. Outros fatores que contribuem para deixar essa prova mais difícil é a areia, as dunas, as oscilações de temperatura e o ar seco. “Nem eu e nem o cavalo estamos acostumados com isso. Vamos enfrentar termômetros abaixo de zero de madrugada, quando for dada a largada, e de 30 graus durante o dia. Se conseguir completar a prova para mim já está bom”, afirma. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL

Aluna de autoescola 'afoga' carro, motorista se irrita e esfaqueia pedestre

POLÍTICA

'Melhor perder a vida do que a liberdade', diz Ministro da Saúde Queiroga

Polícia apreende veículo carregado com maconha na região de fronteira
PARANHOS

Polícia apreende veículo carregado com maconha na região de fronteira

EX-PRESIDENTE DA CÂMARA

Justiça anula condenação de Eduardo Cunha a mais de 24 anos de prisão

Acidente envolvendo caminhonete e carretas deixa um morto na BR-158
CASSILÂNDIA

Acidente envolvendo caminhonete e carretas deixa um morto na BR-158

ENTRADA NO BRASIL

Governo rejeita barrar viajantes não vacinados e exigirá quarentena de 5 dias

Integrante do PCC foragida desde 2019 é presa por matar adolescente

EDUCAÇÃO

Instituto Federal abre 1.140 vagas em cursos técnicos a distância

NAVIRAÍ

Polícia Militar Ambiental recupera veículo furtado na rodovia MS-489

CASO TRIPLEX

MP vê prescrição e decide não apresentar nova denúncia contra Lula

Mais Lidas

OPERAÇÃO GEMINUS

Dono de transportadora de Dourados é preso em Operação que investiga tráfico de cocaína

REGIÃO

Douradense se afoga em balneário de Fátima do Sul

RIO DOURADOS

Bombeiros localizam corpo de douradense que se afogou em Fátima do Sul

OPERAÇÃO GEMINUS

PF cumpre 11 mandados em Dourados contra esquema de tráfico internacional de drogas