Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Enduro eqüestre: Deficiente disputa prova nos Emirados Árabes

04 dezembro 2003 - 12h26

Aos 14 anos ele perdeu completamente a visão por causa de um glaucoma, mas isso não o impediu de continuar montando a cavalo, uma de suas paixões desde a infância, e de começar a praticar provas de enduro eqüestre. Hoje, Luiz Alberto Melchert de Carvalho e Silva, 48 anos, estará em Abu Dhabi, nos Emirados Árabes, para disputar o National Day Cup, uma das provas mais tradicionais de enduro da região que reunirá cerca de 150 inscritos em pleno deserto. Luiz Alberto viajou a convite do Sheikh Mansoor, admirador e praticante do esporte.“Fiquei feliz com o convite. Na realidade o Sheikh me convidou depois de ler uma artigo sobre a minha história em uma revista especializada de circulação mundial. Acho que ele se surprendeu pelo fato de um cego participar de enduro”, disse Luiz, que durante a competição vai acompanhado por outro endurista, Vilson Nunes Soares. Ele cavalga ao lado de Luiz, em um outro cavalo, dando dicas sobre o percurso, indicando a direção “Nem no Brasil participo de uma prova sozinho. O Vilson sempre me acompanha”, contou.Em Abu Dhabi, ele vai enfrentar um percurso de 120 quilômetros pelo deserto. “Nunca participei de uma prova como essa e acho que vai ser bem difícil se comparada às competições de enduro em que participo no Brasil”, afirma. A diferença, segundo ele, está no tipo de terreno. “No Brasil cavalgamos em trilhas no meio da mata o que nos permite ter mais noção de espaço”, compara.No deserto, apesar de também termos as demarções com estacas e bandeiras a cada quilômetro, corremos o risco de nos perder por causa da imensidão do espaço”, diz Luiz. Outros fatores que contribuem para deixar essa prova mais difícil é a areia, as dunas, as oscilações de temperatura e o ar seco. “Nem eu e nem o cavalo estamos acostumados com isso. Vamos enfrentar termômetros abaixo de zero de madrugada, quando for dada a largada, e de 30 graus durante o dia. Se conseguir completar a prova para mim já está bom”, afirma. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Homem é executado a tiros ao parar com Mercedez em semáforo
POLÍTICA
Bolsonaro admite voltar ao PSL em vez de 'investir' em outro partido
CRIME AMBIENTAL
Assentado é multado em R$ 20 mil por provocar incêndio na propriedade
UFGD
Editora lança obras em comemoração aos 15 anos de Universidade
POLÍCIA
Professor preso em operação contra pedofilia será afastado de escolas
REGIÃO
Detran/MS finaliza leilão e contabiliza quase R$ 800 mil em arrecadação
MEIO AMBIENTE
Ação conjunta apreende carreta com produtos perigosos de sucatas de baterias
EDUCAÇÃO
IFMS altera cronograma de seleção para cursos de idiomas
CAPITAL
Polícia faz buscas por suspeito de matar jovem p´roximo a unidade de saúde
POLÍTICA
Senador Nelsinho Trad relata cenário de devastação na capital do Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades