quarta, 19 de janeiro de 2022
Dourados
37°max
25°min
Campo Grande
34°max
24°min
Três Lagoas
36°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Empresas de ônibus continuam desrespeitando usuário

10 outubro 2003 - 08h24

Usuários que se utilizam ônibus urbanos em Dourados, continuam sendo desrespeitados pelas empresas que prestam esse tipo de serviço.As reclamações se avolumam no dia-a-dia do terminal de transbordo, sem que uma solução seja apresentada pelas empresas e pela prefeitura que é responsável pelo serviço.Na noite de quarta feira, mais uma vez foi constatada a precariedade do serviço de transporte coletivo em Dourados e a falta de respeito e consideração com que a população é tratada.O ônibus da empresa Junior(campeã nas reclamações) que faz a linha do Aeroporto no horário das 234 horas quebrou deixando os passageiros à vontade da empresa. A Junior, obrigatoriamente, teria que enviar um carro socorro para substituir o que havia quebrado. Esta providência não foi tomada. Coube ao ônibus que faz a linha Izidro Pedroso ser deslocado para atender os passageiros do Aeroporto. Um dos passageiros ironizar a solução dada pela Junior “essa gente, nada mais fez do que desvestir um santo para vestir outro”, alusão feita pelo cancelamento da viagem que faria o ônibus da linha Execro Pedroso, para atender o Aeroporto.A empresa em outras oportunidades, ao ser questionada para problema da falta de carros para suprir possíveis acidentes ou defeitos, simplesmente alega não ter “carro reserva”.Já a prefeitura pelo seu Departamento de Trânsito se exime de tomar uma atitude mais dura contra as empresas. Se existe um contrato e este não seguido possivelmente existem punições ou sanções previstas. Para os usuários o que falta é vontade por parte da prefeitura para fazer valer o que está escrito nos contratos. E que o órgão responsável está conivente com a atual situação, fazendo ouvidos de mercador para as reclamações dos usuários do serviço de transporte urbano em Dourados que é de baixa qualidade.Na noite de quarta feira funcionárias da Estação de Transbordo, passaram por maus momentos, com ameaças de agressão por parte dos passageiros, enquanto que fiscais da empresa e seus funcionários deixavam o local rapidamente.O próprio PROCON órgão de defesa do consumidor alerta para os direitos do cidadão: Nestes casos, o passageiro pode se valer de outro tipo de transporte e após pagar pelo serviço, exigir um recibo e com testemunhas ele será ressarcido do valor pago pela empresa que tiver ocasionado o problema. Além, dependendo do caso, entrar com ação por “danos morais ou danos e perdas”.  Para muitos usuários a única coisa que a prefeitura fez até agora foi autorizar aumentos nos preços das passagens:" Em dois anos eles subiram três vezes o valor da passagem, um aumento de sete em sete meses, que convenhamos é um abuso” definiu um passageiro revoltado com a situação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ANASTÁCIO

Homem que matou a mulher com golpes de machado vai continuar preso

JUDICIÁRIO

STF autoriza saída de Roberto Jefferson de Bangu para exames

Polícia Civil fecha pela sétima vez ponto de distribuição de drogas
CAPITAL

Polícia Civil fecha pela sétima vez ponto de distribuição de drogas

PRAZO

Inscrições em concursos do IBGE para 200 mil vagas terminam na sexta

No 10º dia de buscas, bombeiros voltam à área onde idosa sumiu
SÃO GABRIEL

No 10º dia de buscas, bombeiros voltam à área onde idosa sumiu

OPORTUNIDADE

Detran-MS abre mais um leilão para circulação e sucata aproveitável

CHAPADÃO DO SUL

Assaltantes de relojoaria são localizados e presos horas após o crime

AJUDA

Caixa começa a pagar a 3ª parcela do Auxílio Brasil nesta terça

Ladrão que agrediu homem dentro de casa foi espancado até a morte

MUNDO

Cantora tcheca antivacina morre após pegar Covid de propósito

Mais Lidas

GRIPE

Influenza H3N2 mata douradense de 25 anos sem comorbidades

DOURADOS

Idoso é flagrado mantendo relações sexuais com cadela e vai para a delegacia

DOURADOS

Mulher 'ostenta' pistola em bairro e acaba presa por porte ilegal

DOURADOS

Após perturbação de sossego, idosa registra queixa contra vizinho