Menu
Busca quinta, 21 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397

Empresas de ônibus continuam desrespeitando usuário

10 outubro 2003 - 08h24

Usuários que se utilizam ônibus urbanos em Dourados, continuam sendo desrespeitados pelas empresas que prestam esse tipo de serviço.As reclamações se avolumam no dia-a-dia do terminal de transbordo, sem que uma solução seja apresentada pelas empresas e pela prefeitura que é responsável pelo serviço.Na noite de quarta feira, mais uma vez foi constatada a precariedade do serviço de transporte coletivo em Dourados e a falta de respeito e consideração com que a população é tratada.O ônibus da empresa Junior(campeã nas reclamações) que faz a linha do Aeroporto no horário das 234 horas quebrou deixando os passageiros à vontade da empresa. A Junior, obrigatoriamente, teria que enviar um carro socorro para substituir o que havia quebrado. Esta providência não foi tomada. Coube ao ônibus que faz a linha Izidro Pedroso ser deslocado para atender os passageiros do Aeroporto. Um dos passageiros ironizar a solução dada pela Junior “essa gente, nada mais fez do que desvestir um santo para vestir outro”, alusão feita pelo cancelamento da viagem que faria o ônibus da linha Execro Pedroso, para atender o Aeroporto.A empresa em outras oportunidades, ao ser questionada para problema da falta de carros para suprir possíveis acidentes ou defeitos, simplesmente alega não ter “carro reserva”.Já a prefeitura pelo seu Departamento de Trânsito se exime de tomar uma atitude mais dura contra as empresas. Se existe um contrato e este não seguido possivelmente existem punições ou sanções previstas. Para os usuários o que falta é vontade por parte da prefeitura para fazer valer o que está escrito nos contratos. E que o órgão responsável está conivente com a atual situação, fazendo ouvidos de mercador para as reclamações dos usuários do serviço de transporte urbano em Dourados que é de baixa qualidade.Na noite de quarta feira funcionárias da Estação de Transbordo, passaram por maus momentos, com ameaças de agressão por parte dos passageiros, enquanto que fiscais da empresa e seus funcionários deixavam o local rapidamente.O próprio PROCON órgão de defesa do consumidor alerta para os direitos do cidadão: Nestes casos, o passageiro pode se valer de outro tipo de transporte e após pagar pelo serviço, exigir um recibo e com testemunhas ele será ressarcido do valor pago pela empresa que tiver ocasionado o problema. Além, dependendo do caso, entrar com ação por “danos morais ou danos e perdas”.  Para muitos usuários a única coisa que a prefeitura fez até agora foi autorizar aumentos nos preços das passagens:" Em dois anos eles subiram três vezes o valor da passagem, um aumento de sete em sete meses, que convenhamos é um abuso” definiu um passageiro revoltado com a situação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
ECONOMIA
Emprego cresce na indústria em um movimento atípico para dezembro
STJ
Sessão que formará lista tríplice para o novo ministro será convocada e fevereiro
4ª Câmara Cível não reconhece união estável post mortem
TJMS
4ª Câmara Cível não reconhece união estável post mortem
Prefeitura republica decreto por incorreção e autoriza funcionamento de bares
DOURADOS
Prefeitura republica decreto por incorreção e autoriza funcionamento de bares
Dourados registra mais quatro óbitos por coronavírus e soma 154 novos casos
PANDEMIA
Dourados registra mais quatro óbitos por coronavírus e soma 154 novos casos
DOURADOS
Conselho do Fundeb cobra prefeitura a quitar salários de educadores
DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
DOURADOS
Flagrante de cocaína em ônibus que levava fieis para Aparecida originou operação da PF
PANDEMIA
MS tem mais de 12 mil pessoas em isolamento domiciliar por coronavírus
ESTADO
Nova administração do Tribunal de Justiça será empossada nesta sexta-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Promotor vê preconceito em comentários contra vacina para índios e denuncia à PF
DOURADOS
Mulher é presa acusada de dar cobertura para assaltantes que rendiam família
VILA ÍNDIO
Enfermeiro de 50 anos é primeiro vacinado contra Covid-19 em Dourados
DOURADOS
Dupla é presa após assaltar entregador em frente conveniência no Jardim Flórida