Menu
Busca quinta, 28 de outubro de 2021
(67) 99257-3397

Empresa é multada por fazer funcionária se vestir de palhaço

01 abril 2008 - 11h28

O Tribunal Superior do Trabalho (TST) confirmou nesta segunda-feira (31) uma decisão da justiça trabalhista de Minas Gerais que condena a TNL Contax S.A, terceirizada da Telemar, a indenizar uma supervisora por danos morais. A empresa foi condenada em R$ 4 mil após obrigar a funcionária a se fantasiar de palhaço, caipira e baiana para "animar" a equipe que comandava.
Segundo a sétima turma do TST, uma decisão diferente da tomada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 3ª Região (TRT-MG) necessitaria de reexame de fatos e provas, o que é proibido por uma súmula do tribunal superior. As informações são do site do TST.

A funcionária que ganhou o direito a indenização trabalhou na Telemar de Belo Horizonte de dezembro de 2003 a junho de 2005, sempre com contrato com empresas terceirizadas.

Segundo testemunhas ouvidas no processo, a autora da ação e outros supervisores trabalhavam diariamente fantasiados para alegrar a equipe, por determinação do gerente da Telemar, e se submetiam às ironias dos colegas.

De acordo com a assessoria do TST, a Contax alegou, em sua defesa, que a funcionária não era obrigada a se fantasiar "diariamente" e que o fato ocorreu apenas em ocasiões especiais, como na festa do "dia das bruxas".

Na ação, ajuizada inicialmente na 10ª Vara do Trabalho de Belo Horizonte, a supervisora também teve reconhecidos o vínculo empregatício com a Telemar e indenização por assédio moral.

Ao analisar os recursos das empresas e da trabalhadora, o TRT-MG avaliou que expor a funcionária a situações de vexame resultou em violação a sua dignidade e integridade psíquica e emocional. No recurso, o tribunal também decidiu aumentar a indenização de R$ 2 mil (estipulada pela Vara do Trabalho) para R$ 4 mil.
 
O TRT entendeu também que a situação causou sofrimento moral e violou o direito de personalidade da funcionária, o que fez ela se sentir inferiorizada e ridicularizada perante os colegas. A decisão também determinou a culpa da empresa, pois o procedimento era determinado pelo gerente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Alan anuncia o pagamento antecipado do 13º salário no Dia do Servidor Público
DOURADOS
Alan anuncia o pagamento antecipado do 13º salário no Dia do Servidor Público
Vídeo flagra caminhão 'entalado' no túnel de acesso ao Parque das Nações
DOURADOS
Vídeo flagra caminhão 'entalado' no túnel de acesso ao Parque das Nações
BRASIL
Fiocruz e AstraZeneca assinam acordo para importação de IFA em 2022
Condutor de caminhonete que "roletou" preferencial levava o avô para fazer exame
DOURADOS
Condutor de caminhonete que "roletou" preferencial levava o avô para fazer exame
BRASIL
Câmara: votação da PEC dos precatórios pode ocorrer na próxima semana
DOURADOS
Três alunos testam positivo para a Covid-19 e escola suspende aulas por sete dias
DOURADOS
Caminhonete 'roleta' preferencial e causa acidente envolvendo mais cinco carros
MIRANDA
Serpente peçonhenta é capturada em residência
FERIADO
PMR intensificará fiscalização em rodovias de MS durante feriado
MEIO AMBIENTE
Tucano encontrado às margens de rodovia é devolvido à natureza

Mais Lidas

DOURADOS
Jovem formou consórcio com amigos para comprar e usar ecstasy em festas
LAGUNA CARAPÃ
Motorista morre prensado ao tombar caminhão na MS-379
DOURADOS
Jovem que se formou há dois meses é presa com ecstasy no Parque Alvorada
DOURADOS
Jovem negro e com tatuagem "Jesus Cristo", vítima fatal de acidente ainda não foi identificada