Menu
Busca terça, 02 de junho de 2020
(67) 99659-5905

Emendas de Geraldo Resende beneficiam 27 municípios

16 dezembro 2009 - 07h10

Confirmando sua condição de municipalista, o deputado federal Geraldo Resende está beneficiando 27 cidades com a inclusão de emendas individuais no Orçamento Geral da União de 2010. O parlamentar está atendendo pleitos de prefeitos, vereadores e lideranças comunitárias desses
municípios com recursos para as áreas de saúde, infraestrutura (asfalto e drenagem), turismo e esportes.

Entre as cidades beneficiadas com verbas para asfalto e drenagem estão Aquidauana, Batayporã, Bonito, Deodápolis, Fátima do Sul, Mundo Novo, Nioaque, Nova Alvorada do Sul, Paranhos, Ribas do Rio Pardo e Rio Verde de Mato Grosso (todas com emendas de R$ 400 mil).

Já as cidades de Amambai, Rio Brilhante, Corumbá, Ivinhema e Itaporã receberão R$ 500 mil. Por sua vez, Angélica e Japorã terão R$ 200 mil para investimentos nessa área, sendo que Dourados e Ponta Porã terão R$ 1 milhão. Também serão beneficiadas as cidades de Glória de Dourados, Juti Laguna Carapã, Sete Quedas e Tacuru, todas com emendas de R$ 300 mil cada.

Já na área de educação, Geraldo Resende honrou compromisso assumido com estudantes, pais, professores e direção da Escola Estadual Presidente Vargas, em Dourados, destinando R$ 750 mil para a reconstrução daquele estabelecimento de ensino. Na área de esportes, Geraldo apresentou uma emenda de R$ 250 mil para o município de Jateí, que será destinada à construção de um complexo desportivo.

Na área de turismo, Geraldo beneficiou com emendas individuais as cidades de Campo Grande e Nova Alvorada do Sul. No primeiro caso, a emenda é de R$ 100 mil, para a conclusão da implantação do Museu Histórico e Filosófico, enquanto que para o segundo, a emenda, de R$ 400 mil, será utilizada na revitalização da Praça Ambrosio de Souza Barbosa.

Outra área beneficiada é a da justiça. Geraldo Resende apresentou duas emendas que beneficiam Campo Grande, nesse setor. Uma delas, de R$ 300 mil, será para a construção de edifício anexo à Justiça Federal; a outra, é para a construção do edifício sede do Tribunal Regional do Trabalho, 24.ª Região.

Segundo Geraldo Resende, as emendas individuais ao Orçamento de 2010 por ele apresentadas procuram atender, o máximo possível, pedidos dos prefeitos de sua base eleitoral. “Gostaria de atender muito mais municípios e com valores ainda maiores. Mas temos que trabalhar com a realidade e destinar um montante que possibilite a realização de algumas obras emergenciais”,
salientou.

Ontem, Comissão Mista de Orçamento (CMO), da qual Geraldo Resende é um dos titulares, aprovou o último dos dez relatórios setoriais do Orçamento de 2010, o de Infraestrutura. O relatório concentra os investimentos das áreas de Comunicações, Transportes e Minas e Energia. São quase R$ 115 bilhões, a maior parte do orçamento das empresas estatais. As emendas individuais de Geraldo e dos demais parlamentares estão aprovadas pelos relatórios setoriais da Câmara.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM
Dois são presos após realização de festa em residência durante pandemia
JUDICIÁRIO
STF marca julgamento sobre Weintraub de inquérito das fake news
PIQUIRI
Adolescente some em pescaria e bombeiros fazem buscas em Rio
DOURADOS
Pesquisa da UFGD pretende auxiliar em novos planejamentos de teletrabalho
ACIDENTE
Homem morre após cair do telhado de casa enquanto fazia reparos
APOSENTADORIA
INSS: último balanço mostra 1,8 milhão de benefícios represados
POLÍCIA
Foragido há dois anos acusado de matar idoso estrangulado é preso
CONVERSA COM BIAL
'O presidente esqueceu de combinar comigo', diz Aras sobre nota de Bolsonaro
JUSTIÇA
TJ/MS manda Delegado acusado de furtar droga de volta para a prisão
GERAL
Cartórios de notas realizam serviços por videoconferência em todo país

Mais Lidas

DOURADOS
HU emite nota de esclarecimento sobre atendimento de mulher que morreu com Covid-19
PANDEMIA
Com mais 27 casos, Dourados ultrapassa 300 confirmações de coronavírus
PANDEMIA
Dourados registra mais 19 casos de coronavírus em 24 horas
6ª VARA CÍVEL
Empresário vai à Justiça contra toque de recolher em Dourados