Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Embrapa lança duas variedades de bananeiras resistentes

31 agosto 2004 - 11h13

A Embrapa apresenta hoje duas variedades de bananeiras mais resistentes. O evento está sendo realizado esta manhã no Auditório do Parque de Exposições Agropecuárias Angelino Beviláqua (Expoagro), em Manaus/AM, com a presença de produtores rurais e entidades ligadas à pesquisa e extensão do Estado do Amazonas e dos pesquisadores Luadir Gasparotto, José Clério e Mirza Carla Pereira, da Embrapa de Manaus e do pesquisador José Carlos Nascimento, da Embrapa Mandioca e Fruticultura (Cruz das Almas/BA), unidade responsável pela produção de alguns híbridos de bananeiras já disponibilizadas na Amazônia.A Prata Caprichosa apresenta rendimento agronômico de três a cinco vezes superior e maior resistência ao despencamento que a cultivar Prata Comum, com sabor idêntico.A Prata Garantida tem número e tamanho de frutos e produtividade superiores as cultivares Prata São Tomé e Prata Comum. Os frutos apresentam sabor mais adocicado do que os da Prata São Tomé e possuem resistência ao despencamento quando comparados à Prata Comum.A cultivar Pelipita está sendo recomendada pela Embrapa com o objetivo de substituir as bananas D"angola ou Pacovan e Terra ou Pacovi, as quais têm sofrido redução significativa nas suas produções devido ao ataque severo da sigatoka-negra.Os frutos da cultivar Pelipita apresentam vantagens comparativas em relação aos frutos da banana D"angola ou Pacovan, tais como 650% mais fibra e 625% menos gordura na polpa, o que lhe confere maiores digestibilidade e rendimento industrial, quando empregadas na fabricação de farinha e banana "chips".A Embrapa pesquisa alternativas de combate à sigatoka-negra desde a desde a entrada da doença no Brasil, em 1998. Já recomendou cinco variedades e agora vai aconselhar os produtores a adotarem mais três cultivares.A sigatoka- negra, causada pelo fungo Mycosphaerella fijiensis, já dizimou bananais nativos na região Norte, Centro Oeste e mais recentemente vem atingindo as plantações do Vale do Ribeira, em São Paulo, onde se concentrada 20% da produção nacional de bananas.A experiência adquirida com a sigatoka negra pelos pesquisadores da Embrapa Amazônia Ocidental, Luadir Gasparotto e José Clério, está provocando uma série de convites de produtores rurais, institutos de pesquisa e de desenvolvimento do Vale do Ribeira para prestarem apoio técnico.Na primeira semana de agosto, os pesquisadores estiveram a convite da UNESP (Universidade Estadual de São Paulo) na cidade de Registro participando de um seminário sobre medidas de controle da doença e de visitas nos campos de plantações.O que viram, relata José Clério, foi o total avanço da sigatoka-negra em todos os bananais visitados. Esse fato, somado às ocorrências já registradas credenciaram a Embrapa a prosseguir os estudos contra a sigatoka-negra.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem acusado de matar ex-mulher é preso
FEMINICÍDIO
Homem acusado de matar ex-mulher é preso
EM ANÁLISE
Projeto prevê multa por atos contra as mulheres em eventos esportivos
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
FUTEBOL
Botafogo vence e deixa Minas Brasília no Z4 do Brasileiro Feminino
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
PANDEMIA
Em Dourados, mais de 20 pessoas aguardam vagas em leitos para Covid
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
POLÍTICA
Bolsonaro participa de manifestação de agricultores e religiosos
DOURADOS
Dois são presos tentando roubar mercado no Jardim Clímax
ARTIOGO
Missão de mãe
REGIÃO
Polícia apreende veículo com adulteração de sinal identificador
SAÚDE
Estudo investiga como começa e evolui o câncer de esôfago
DOURADOS
Relojoaria na Avenida Marcelino Pires é furtada

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste