Menu
Busca terça, 22 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Embrapa abrirá na África primeiro escritório internacional

27 abril 2006 - 15h41

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) vai inaugurar até o final deste ano a sua primeira representação no exterior, a Embrapa África. O escritório irá funcionar em Gana, na capital Acra, e terá um custo estimado em US$ 500 mil por ano. Inicialmente, vão trabalhar no escritório dois pesquisadores brasileiros. O memorando de entendimento entre Brasil e Gana foi assinado ontem (26), durante a abertura da exposição Ciência para a Vida, montada em comemoração aos 33 anos de criação da Embrapa. Segundo o coordenador de Cooperação Internacional da Embrapa, Sotto Pacheco, a unidade na África terá a missão de adaptar as tecnologias brasileiras que podem ser utilizadas em solo africano. A criação do escritório segue a atual política externa do governo brasileiro de estreitar os laços de cooperação com a África. "A missão do escritório é facilitar e aprimorar os mecanismos e instrumentos utilizados na cooperação técnica entre a Embrapa e os países da África", afirma Pacheco. Segundo o coordenador, há uma demanda crescente para a transferência de tecnologia agrícola de ambiente tropical para os países africanos. As principais parcerias envolvem a produção de frutas tropicais, algodão, arroz e caju. A Embrapa já possui dois laboratórios no exterior, um nos Estados Unidos e, outro, na Europa (França), que têm a missão de desenvolver tecnologia de ponta. O escritório africano, ao contrário dois laboratórios, será de ações desenvolvimentistas. "Com a presença física, poderão ser desenvolvidos projetos que servirão como vitrine de tecnologia gerada pela Embrapa e que poderão ser adaptadas ao ambiente africano", afirma o coordenador.O escritório vai atender a todo o território africano, com ênfase nos países africanos de língua portuguesa. O Brasil também será beneficiado com o empreendimento. "Nós poderemos nos beneficiar de materiais genéticos nativos da África, como material genético de pastagem. Poderemos fazer intercâmbio desse material, trazê-los para o Brasil e incorporá-lo ao nosso sistema agropecuário", prevê Sotto Pacheco. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher é presa após polícia encontrar drogas, celulares e dinheiro em residência
DOURADOS
Mulher é presa após polícia encontrar drogas, celulares e dinheiro em residência
Empresa propõe R$ 2 milhões por 12 mil cestas básicas para Assistência Social
DOURADOS
Empresa propõe R$ 2 milhões por 12 mil cestas básicas para Assistência Social
CULTURA
Palco Virtual apresenta produções inéditas de artes cênicas
MATO GROSSO DO SUL
Previstas cinco matérias para análise dos deputados da ALEMS
Entendendo a contribuição da Hipnose clínica no Tratamento dos Transtornos Emocionais
SAÚDE & BEM-ESTAR
Entendendo a contribuição da Hipnose clínica no Tratamento dos Transtornos Emocionais
DOURADOS
Ouvidos e liberados, suspeitos de roubar mercado em Dourados usavam moto furtada
INFRAESTRUTURA
Marçal pede agilidade na licitação de obras do aeroporto em Dourados
INFORME PUBLICITÁRIO
Grandes ofertas no Arraiá do Supermercados Pires; confira!
DOURADOS
Quatro empresas não recorrem e licitação do tapa-buracos segue com três na disputa
OBRAS
Revitalização do Parque dos Poderes terá foco na preservação da vegetação nativa

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"
MONTE ALEGRE
Vídeo mostra ação de dupla armada em mercado de Dourados
IMPORTUNAÇÃO SEXUAL
Mulher é assediada durante pesquisa em Dourados e registra ocorrência