Menu
Busca sábado, 06 de março de 2021
(67) 99257-3397

Embalagens tóxicas são retiradas do meio ambiente

08 junho 2004 - 13h46

Entre maio de 2003 e maio de 2004 foram retiradas de todo Brasil 12.200 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos. Neste período a Bahia, o Paraná e o Mato Grosso se destacaram ao apresentar percentuais elevados de produto consumido versus embalagem recolhida: os três estados conseguiram retirar, respectivamente 85, 84 e 80% das embalagens dos agrotóxicos que foram utilizados. No acumulado entre janeiro e maio de 2004, os agricultores do País devolveram 6.702 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos e os Estados líderes em recolhimento foram Mato Grosso com 1.552 toneladas, Paraná com 1.455 e São Paulo com 1.102.Apenas no mês de maio foram devolvidas 1.381 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos em todo o Brasil. Mato Grosso, São Paulo e Paraná, foram os Estados que respectivamente mais recolheram embalagens e juntos representam quase 70% do que foi retirado de todo o País (MT representa 30,8% do recolhimento, ou seja, 425,7 toneladas, SP representa 21,5% do total recolhido ou 279 toneladas e PR representa 16,9% do que foi recolhido do meio ambiente de todo o Brasil ao retirar da natureza 142 toneladas de embalagens). A evolução no recolhimento em todos os Estados é evidente quando comparados os resultados obtidos de janeiro a maio de 2003 e de 2004: o Estado de Minas Gerais, por exemplo, aumentou seus índices de recolhimento em 697,7% (passou de 78 para 622 toneladas retiradas do meio ambiente), o Rio Grande do Sul recolheu 677,2% a mais em relação ao mesmo período do ano anterior (passou de 62 para 487,7 toneladas de embalagens vazias) e Alagoas conseguiu aumentar seus índices de recolhimento em 520% (passou de 8 para 50,7 toneladas). Com este progresso, o Brasil aumentou os volumes recolhidos em 189,6%, passando de 2.314 toneladas em 2003 para 6.702 toneladas retiradas do meio ambiente em 2004.Todos estes resultados afirmam, mais uma vez, que os números, em constante crescimento, são conseqüências do comprometimento e da integração de esforços de todos os agentes da cadeia: agricultores, distribuidores, cooperativas, fabricantes e poder público. As palestras realizadas junto aos agricultores e os esforços do instituto na educação também contribuem significativamente no processo de conscientização do produtor rural, o que assegura sucesso quanto à conservação do ambiente e da saúde humana. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia usa drone para achar e prender suspeito de planejar morte de policial
LADÁRIO
Polícia usa drone para achar e prender suspeito de planejar morte de policial
IMUNIZANTE
Covid-19: Moderna confirma 13 milhões de doses da vacina para o Brasil
Motorista que saiu de MS é preso com cocaína em Minas Gerais
POLÍCIA
Motorista que saiu de MS é preso com cocaína em Minas Gerais
JUDICIÁRIO
TJ/MS divulga resultado da prova de sentença do Concurso da Magistratura
GPS e drone descobrem área de vegetação desmatada ilegalmente 
NOVA ANDRADINA
GPS e drone descobrem área de vegetação desmatada ilegalmente 
FUTEBOL
Lances de mão na bola terão novas regras; entenda o que muda
BATAGUASSU
Homem é encontrado morto com tiros na cabeça em área de pasto
PANTANAL
Agesul interdita parcialmente ponte na MS-243, na região do Nabileque
CORUMBÁ
Bombeiros suspendem buscas por homem desaparecido há 12 dias em fazenda
PAGAMENTO
Guedes diz que governo antecipará 13º de idosos e dos 'mais frágeis'

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF