Menu
Busca sábado, 17 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Em reunião, PT busca organizar reação a denúncias e debater rumos

18 junho 2005 - 16h22

A reunião do Diretório Nacional do Partido dos Trabalhadores que acontece neste fim de semana, pode debater diversos temas e tomar decisões que têm conseqüências diretas nos rumos do governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e na apuração das denúncias atualmente sustentadas pelo deputado Roberto Jefferson, presidente do PTB, contra integrantes do comando do PT. Entre os temas que podem entrar em debate na reunião, que foi convocada de forma extraordinária, estão as providências que o partido tomará em relação às acusações de Jefferson. Ontem, o ministro demissionário José Dirceu discursou no Ato em Defesa do PT e da Democracia. "Eu quero me colocar à disposição do PT para percorrer o Brasil, para fazer atos nas ruas, nas praças públicas, nas fábricas, nas escolas e nos assentamentos", disse, em relação à mobilização nacional que o partido organiza para responder às atuais acusações. Dirceu anunciou esta semana seu afastamento da Casa Civil da Presidência para voltar ao mandato de deputado federal e se defender na Câmara. O presidente do PT, José Genoino, um dos 83 integrantes do diretório, disse ontem que o possível afastamento do secretário de Finanças do PT, Delúbio Soares, e do secretário-geral, Silvio Pereira, não está em pauta neste fim de semana. Os dois são acusados por Jefferson de pagar suposta propina a parlamentares em troca de apoio ao governo, no chamado esquema do "mensalão", e de participar de fraudes de licitações em estatais. A reunião iniciou-se agora pela manhã com a chamada análise de conjuntura, uma discussão sobre o atual panorama político e econômico do país. Tendências minoritárias do diretório querem usar a reunião para discutir os rumos da atual política econômica. Para Markus Sokol, da corrente O Trabalho, que tem dois representantes no diretório, "ainda é tempo de adotar uma outra politica e sinalizar para a maioria dos 53 milhões que elegeram Lula que nós estamos em condiçõe de realizar essas aspirações (de mudança)". Sokol pede, especificamente, mudanças em relação à Lei de Responsabilidade Fiscal e ao superávit primário estabelecido pela Lei de Diretrizes Orçamentárias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Bolsonaro visita cidade de Goiás com Pazuello e causa aglomeração
COLAPSO
Bolsonaro visita cidade de Goiás com Pazuello e causa aglomeração
Jovem com problemas emocionais se despede de familiares e desaparece
CAMPO GRANDE
Jovem com problemas emocionais se despede de familiares e desaparece
PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil ultrapassa 371 mil mortos por Covid; 2.865 mortes em 24 horas
APLICATIVO
Celulares podem ajudar no combate a fraudes em bombas de combustíveis
COXIM
'Descontrolado', adolescente é apreendido por pilotar moto e dar tiros
MOEDA FORTE
Paraguaios aproveitam valorização do guarani para compras no Brasil
Jovem de 19 anos é preso e multado por pescar com petrechos ilegais 
DOSES LIMITADAS
Drive-thru nos Bombeiros neste domingo começa às 8 horas
TRÁFICO
Polícia apreende mais de uma tonelada de maconha em caminhonete furtada 
SAÚDE
Bolsonaro confirma que passará por nova cirurgia para corrigir hérnia

Mais Lidas

DOURADOS
Motociclista é preso após passar 'fumando um baseado' ao lado de viatura
CRIME AMBIENTAL
Goiano preso com minhocas terá que pagar multa de quase meio milhão de reais
AMEAÇA DE EXTINÇÃO
Após passar por MS, homem é preso com mudas raras que seriam vendidas na Bolívia
DOURADOS
Funsaud oficializa saída de diretor médico da UPA após denúncia de escala sem plantonista