Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
(67) 99257-3397

“Efeito Marina” não ajuda e candidato estaciona nas pesquisas

08 setembro 2014 - 06h23

Nem mesmo a expectativa de uma subida acompanhando o “Efeito Marina” tem ajudado o candidato pelo PMDB à sucessão estadual, Nelson Trad Filho. O ex-prefeito de Campo Grande, que chegou a ser o segundo colocado nas pesquisas antes do início da campanha eleitoral, caiu e estacionou na terceira posição a ponto de seus adversários já pensarem nele como um possível aliado para o segundo turno.

Em entrevista à Rádio Grande FM de Dourados na semana passada, o candidato do PSDB, Reinaldo Azambuja, chegou a dizer que estaria disposto a contar com a ajuda dele numa possível sequência. Ele aparece atrás do petista Delcídio do Amaral na corrida pelo cargo no Parque dos Poderes.

Após a morte de Eduardo Campos – aliado declarado de Nelsinho em MS - e a sequente indicação de Marina Silva para substituí-lo, fez com que o PSB ganhasse força inicial, principalmente devido a emoção dos brasileiros.

Porém, o mesmo fenômeno não se repetiu em Mato Grosso do Sul.

Recentemente, o peemedebista chegou a divulgar foto ao lado da candidata, atrelando também uma possível visita dela em terras sul-mato-grossenses. Dias depois a diretoria estadual da Rede Sustentabilidade, partido que a acreana tenta emplacar, negou qualquer ligação com o PMDB a nível local.

O caso teria irritado lideranças do partido e boatos sobre a troca de sua vice, pastora Janete Morais começaram a surgir, mas, negados posteriormente através de assessores e candidatos.

Apesar da difícil situação no pleito para o governo, a campanha de Trad deve ganhar maior aproximação de André Puccinelli nos próximos dias. O chefe do Executivo estadual deve fazer o que fez com Murilo Zauith (PSB) em 2008, quando o mesmo disputava a eleição municipal com Ari Artuzi.

Na época, o governador ‘arregaçou’ as mangas e foi para as ruas ao lado do postulante, porém, o efeito não foi o desejado e a disputa acabou com a vitória de Artuzi, que meses depois foi protagonista de um escândalo político que entrou para a história de Dourados.


Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
Funtrab oferece quase 2 mil vagas nesta segunda, 251 em Dourados
Mortos a tiros e jogados em terreno baldio na fronteira eram irmãos
TEMPO
Segunda-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
Auxílio emergencial volta a ser pago na terça para nascidos em Janeiro
ECONOMIA
Auxílio emergencial volta a ser pago na terça para nascidos em Janeiro
PANDEMIA
Justiça proíbe pai não vacinado para covid de visitar filha
POLÍCIA
Polícia prende acusado de matar rapaz a tiros em possível acerto de contas
POLÍCIA
Dois homens são mortos a tiros e tem corpos jogados em terreno baldio na fronteira
OPORTUNIDADE
Conselho Regional de Arquitetura prorroga inscrições de concurso até outubro
BRASIL
Crise hídrica: chuvas da primavera não vão encher reservatórios
POLÍCIA
A caminho de hospital, ambulância com paciente grave se envolve em acidente

Mais Lidas

'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
EVENTO CLANDESTINO
PM encerra festa com pelo menos 2 mil pessoas em Dourados
POLO INDUSTRIAL
Expansão industrial impulsiona investimentos logísticos em Dourados
LOTERIA
Douradense fatura R$ 31 mil ao acertar na quina