Menu
Busca quarta, 16 de junho de 2021
(67) 99257-3397

EDUCAÇÃO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL

02 junho 2006 - 16h37

Por: Aldalgiza Ines CampolinA Embrapa Pantanal, comprometida com o desenvolvimento sustentável da Região, tem priorizado em suas pesquisas a conservação do ambiente, entendida como processo educativo. Num mundo assombrado pelas ameaças à vida humana, em suas diferentes formas, o grande desafio da educação é resgatar os valores que reforcem o vínculo entre o homem, a sociedade e o ambiente. Nesta perspectiva, a reflexão teórica se configura como a principal estratégia do educador envolvido com a vida em todas as suas manifestações. Os pressupostos que fundamentam uma educação para a sociedade sustentável devem ser suficientemente consistentes, de forma a desenvolver nos educandos a capacidade de pensar criticamente o homem e suas relações com a natureza. No entanto, se a educação tem por objetivo promover a continuidade da vida, porque o espectro da morte persegue a humanidade tão insistentemente?  Porque a fome, a doença e a degradação moral se propagam na sociedade?  Porque se poluem os rios, as cidades e os campos? Porque a flora e a fauna são agredidas com vigor cada dia maior?  A construção de uma sociedade sustentável envolve a promoção de uma educação que estimule a transformação ética e política dos indivíduos, bem como das instituições, promovendo mudanças que percorram o cotidiano individual e coletivo.  A história comprova que é possível harmonizar a convivência dos homens entre si e com a natureza, pois durante milhares de anos os sistemas naturais e os sistemas humanos conviveram de forma sustentável. Com a modernidade, no entanto, a crise ecológica se acirra e a continuidade da vida é ameaçada pela incapacidade de se pensar conjuntamente a espécie humana e a natureza que passa a ser entendida como um objeto inerte e passivo, separado do ser humano. A confiança humana na razão, aliada à política mercantilista, transforma a natureza em matéria morta, objeto da cobiça, fonte de enriquecimento rápido. Pode-se dizer então que a natureza se desumaniza e o homem se desnaturaliza, num processo em que o homem passa a ser considerado como o centro do universo e todas as demais coisas estão à disposição dele. Não existe mais interação e sim dominação do sujeito humano sobre o objeto natureza.Esse mito do homem enquanto sujeito de todos os direitos e da natureza objeto de toda exploração deve ser superado pela educação que se quer transformadora.  Para tal, há que se reforçar o vínculo entre cultura, linguagem e consciência, considerando, principalmente, que o poder também se expressa na linguagem.  E a linguagem é a alavanca do processo educativo.  Há que se cuidar, portanto, para que a palavra seja o reflexo de consciência crítica e comunicação dialógica dos homens entre si e com a natureza.  Aqui, é imprescindível a ação dos educadores, no sentido de que a ação educativa contribua para a construção de valores éticos a partir da consciência de que as perspectivas de um futuro feliz se fragilizam, concretamente, na manutenção do dualismo existente entre ambiente e sociedade.Neste cenário, o grande desafio da educação é mediar um novo projeto de sociedade, no qual os aspectos políticos, sociais, econômicos, culturais e ambientais sejam criticamente revistos.  Isso implica levar os educandos a uma compreensão de que sua realidade imediata sofre os reflexos da realidade social, ao mesmo tempo em que as ações individuais vão se somar às ações de outros homens e compor o tecido social. Essa relação dialética entre o individual e o coletivo vai dar movimento à realidade, concretizando um mundo mais justo e sustentável aos humanos e a outras entidades não humanas, mas sem as quais não haveria o mundo tal qual o conhecemos.* Aldalgiza Ines Campolin (alda@cpap.embrapa.br) é pesquisadora da Embrapa Pantanal, da Área de Comunicação e Negócio, Pedagoga e Mestre em Educação.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dupla abandona veículo roubado em Naviraí
POLÍCIA
Dupla abandona veículo roubado em Naviraí
Deputados solicitam agilidade na tramitação da autorização da autorregulação ferroviária
AÇÃO PARLAMENTAR
Deputados solicitam agilidade na tramitação da autorização da autorregulação ferroviária
Adolescente é apreendido com mais de 1t de droga
DOURADOS
Adolescente é apreendido com mais de 1t de droga
BRASIL
Monitor do PIB-FGV vê recuo de 0,7% na atividade econômica em abril
Abertas inscrições do 3º Prêmio de Jornalismo do Tribunal de Justiça de MS
OPORTUNIDADE
Abertas inscrições do 3º Prêmio de Jornalismo do Tribunal de Justiça de MS
REGIÃO
Veículo é apreendido com mercadorias de contrabando e descaminho
CORONAVÍRUS
Todos os munícipios de MS já aplicaram mais de 90% das doses de vacinas recebidas
LEGISLATIVO DE MS
Cinemas de MS deverão oferecer sessões mensais adaptadas
EDUCAÇÃO
Celulares apreendidos em presídios já foram doados a mais de 2 mil alunos de MS
DOURADOS
Caminhão de motorista vítima do "falso frete" passa por perícia

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescente morre atropelado na BR-163 e condutor foge do local
DOURADOS
Homem tem carro furtado depois de ir com quatro pessoas para motel na BR-463
DOURADOS
Adolescentes e jovem são levados para DP para esclarecer furto de carro em motel
DOURADOS
Após filas e aglomerações, secretário faz duras críticas à população