Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Economista fala sobre o Agronegócio para acadêmicos

19 setembro 2004 - 22h16

O economista e engenheiro, Jair de Almeida, que há 15 anos atua na área do comércio exterior em Miami (EUA), falou sobre a importância do Agronegócio para o Brasil a acadêmicos de Relações Internacionais, Administração, Agronomia, Medicina Veterinária e para o pessoal da pós-graduação da FAD/UNIDERP. O saguão do prédio da universidade estava lotado durante o encontro que aconteceu na última sexta-feira, (17). O evento contou com o apoio da Associação Comercial e Industrial de Dourados (ACID) e do Frigorífico Itaporã. Jair destacou o crescimento do Agronegócio nos últimos quatro anos e as suas linhas de atuação, a alimentação e o turismo, grandes demandas e fontes geradoras de empregos, o que dará um novo redimensionamento na economia brasileira. O economista destacou a produção da Soja Brasileira, responsável por 26,5% das exportações e por 41,7% da safra de grãos do País e importância estratégica de Dourados nesse contexto, já que é a cidade que mais produz em todo Mato Grosso do Sul. Jair também falou da importância do ensino e da pesquisa voltados para a área. A maturidade global do Brasil na questão das relações internacionais ainda foi outro enfoque da palestra. Dentre os futuros e importantes acordos ele chamou a atenção dos acadêmicos para o Mercosul, devido à expansão do País com o México e países andinos, para a União Européia, para a Alca e para projetos de infra-estrutura extremamente importantes para a expansão da economia brasileira, com foco a uma gestão inovadora e preços competitivos. “Pela primeira vez em 60 anos o Brasil é respeitado lá fora. Nosso País representa 63% da economia da América do Sul e vocês, acadêmicos, devem ter visão estratégica sobre o que está acontecendo, principalmente o que vai acontecer com a região Centro Oeste”, disse. Jair de Almeida finalizou a palestra chamando a atenção dos estudantes para a cidade de Dourados. Ele lembrou que o município possui três aldeias indígenas e por isso deve investir em Turismo, em rede hoteleira, na realização de feiras e eventos, no ecoturismo e, de forma prioritária, no Agronegócio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com baixa procura, saúde amplia público alvo para Dose 2 de Coronavac em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Com baixa procura, saúde amplia público alvo para Dose 2 de Coronavac em Dourados
FUTEBOL
Final do Cariocão 2021 começa neste sábado com o clássico Fla x Flu
TV furtada de comércio é recuperada e mulher presa por receptação
DOURADOS
TV furtada de comércio é recuperada e mulher presa por receptação
Deputado quer posto de saúde para atender cinco bairros em Dourados
LEGISLATIVO DE MS
Deputado quer posto de saúde para atender cinco bairros em Dourados
LEVOU OUTROS PERTENCES DO 'BAÚ'
Jovem tem moto furtada no centro de Dourados
PERMISSÃO
Detran-MS continua mutirão de renovação de CNH com EAR neste sábado
DOURADOS
Bandido furta comércio e é preso logo depois com bebidas que havia levado
CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
SAÚDE & BEM-ESTAR
Hospital dos Olhos Dourados orienta sobre a importância do acompanhamento oftalmológico na infância
ACIMA DE 69 ANOS
Dourados tem 'Dia D' para 2ª dose da coronavac em idosos acima de 69 anos

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor