Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99659-5905
PROCESSO SELETIVO

Simted Dourados vai à Justiça por direitos constantes no PCCR

22 janeiro 2020 - 18h50Por Da Redação

O Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados) ingressou com uma ação na Justiça Estadual, nesta terça-feira, dia 21 de janeiro, para que a Prefeitura respeite a Lei Complementar n. 118/2007 - Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Profissional da Educação Municipal de Dourados – no que se refere ao Processo Seletivo para contratação de professores temporários da Rede Municipal de Ensino.

Muitas reclamações e denúncias, por parte de candidatos, têm chegado ao sindicato sobre o Processo Seletivo Simplificado – Edital n. 86 de 19 de novembro de 2019 - para atribuição de aulas temporárias.

A prefeitura não estaria respeitando critérios estabelecidos pela Lei Complementar 118/2007, no que se refere às prioridades para atribuições de aulas de docentes na Rede Municipal.

O sindicato reivindica que a administração cumpra o artigo 58 da lei, que enfatiza: "a contratação temporária para o exercício na função de profissional do magistério poderá ocorrer quando não existir a possibilidade de suplência".

"A contratação a título de suplência terá preferência em relação à contratação temporária de professores não efetivos", reitera o documento protocolado na Vara Cível da Comarca de Dourados.

O parágrafo 2º do artigo 56 da LC 118/2007 veda a suplência em vaga pura, com exceção dos casos de vacância em decorrência de aposentadoria, falecimento, readaptação definitiva, exoneração, demissão e ampliação de salas de aula, casos esses que são geradores de grande número das vagas existentes.

O SIMTED ainda esclarece que é importante salientar que as contratações também devem respeitar a lista de aprovados em concurso público, conforme o artigo 59 da Lei Complementar 118/2007.

A petição judicial requer que a Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Educação, se abstenha de firmar contratos temporários sem observar a preferência da suplência e a lista de aprovados em concurso público. E que as contratações feitas sem observação a suplência e a lista de aprovados sejam revogadas para que os profissionais efetivos possam exercer o direito da mesma, bem como se observe a lista de aprovados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

50 ANOS
Corpo de Bombeiros atinge marca histórica com desafios e luta contra a Covid-19 em MS
BRASIL
Ministério reúne voluntários para estudo clínico contra covid-19
OPORTUNIDADE
Inscrições para cursos de idiomas do IFMS vão até 10 de julho
DESACATO
Amambaiense é detido após insinuar que mulher não pode ser delegada de polícia
DOURADOS
Frente Parlamentar quer explicações sobre pagamentos com recursos do Covid-19
ECONOMIA
Contas públicas devem fechar este ano com déficit de R$ 828,6 bi
DOURADOS
Moradores de rua ganham cobertores após se recusarem a ir para abrigo
PANDEMIA
Julho abre repetindo baixo isolamento do mês anterior, afirma Saúde
BRASIL
Desigualdades e baixo aprendizado são os maiores desafios na educação
FISCALIZAÇÃO
PMA apreende mil metros de redes de pesca, solta 8 kg de peixes e uma tartaruga

Mais Lidas

REGIÃO
'Ciclone bomba' traz ventos fortes e alertas de granizo, chuvas e queda de temperatura a Dourados
PANDEMIA
MS soma mais cinco mortes de coronavírus; morador de rua douradense é uma das vítimas
POLÍCIA
Dupla é presa por tráfico de drogas no Dioclécio Artuzi
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico