Menu
Busca sexta, 27 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
PROCESSO SELETIVO

Simted Dourados vai à Justiça por direitos constantes no PCCR

22 janeiro 2020 - 18h50Por Da Redação

O Simted (Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação de Dourados) ingressou com uma ação na Justiça Estadual, nesta terça-feira, dia 21 de janeiro, para que a Prefeitura respeite a Lei Complementar n. 118/2007 - Plano de Cargos, Carreira e Remuneração do Profissional da Educação Municipal de Dourados – no que se refere ao Processo Seletivo para contratação de professores temporários da Rede Municipal de Ensino.

Muitas reclamações e denúncias, por parte de candidatos, têm chegado ao sindicato sobre o Processo Seletivo Simplificado – Edital n. 86 de 19 de novembro de 2019 - para atribuição de aulas temporárias.

A prefeitura não estaria respeitando critérios estabelecidos pela Lei Complementar 118/2007, no que se refere às prioridades para atribuições de aulas de docentes na Rede Municipal.

O sindicato reivindica que a administração cumpra o artigo 58 da lei, que enfatiza: "a contratação temporária para o exercício na função de profissional do magistério poderá ocorrer quando não existir a possibilidade de suplência".

"A contratação a título de suplência terá preferência em relação à contratação temporária de professores não efetivos", reitera o documento protocolado na Vara Cível da Comarca de Dourados.

O parágrafo 2º do artigo 56 da LC 118/2007 veda a suplência em vaga pura, com exceção dos casos de vacância em decorrência de aposentadoria, falecimento, readaptação definitiva, exoneração, demissão e ampliação de salas de aula, casos esses que são geradores de grande número das vagas existentes.

O SIMTED ainda esclarece que é importante salientar que as contratações também devem respeitar a lista de aprovados em concurso público, conforme o artigo 59 da Lei Complementar 118/2007.

A petição judicial requer que a Prefeitura de Dourados, por meio da Secretaria Municipal de Educação, se abstenha de firmar contratos temporários sem observar a preferência da suplência e a lista de aprovados em concurso público. E que as contratações feitas sem observação a suplência e a lista de aprovados sejam revogadas para que os profissionais efetivos possam exercer o direito da mesma, bem como se observe a lista de aprovados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Entre aves e mamíferos, mais de 100 animais retornam à natureza após reabilitação no Cras
MEIO AMBIENTE
Entre aves e mamíferos, mais de 100 animais retornam à natureza após reabilitação no Cras
Com leitos de UTI lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
DOURADOS
Com leitos de UTI lotados, prefeitura aumenta toque de recolher e manda fechar clubes
Governo classifica Dourados com bandeira vermelha pela terceira semana seguida 
MAPA DA COVID
Governo classifica Dourados com bandeira vermelha pela terceira semana seguida 
Às vésperas de dezembro, ainda não há definição sobre horário estendido do comércio
DOURADOS
Às vésperas de dezembro, ainda não há definição sobre horário estendido do comércio
ELEIÇÕES 2020
TSE autoriza tropas federais em duas Capitais no segundo turno
CARTA MARCADA
Gaeco investiga empresas que atuam em prefeituras e Câmaras de MS
OPERAÇÃO VIGILANTE II
Operação termina com três foragidos presos e droga e armas apreendidas
PANDEMIA
Com nova 'onda' chegando, primeira morte de douradense por Covid completa 7 meses 
BRASIL
Maia: combate ao racismo deve ser agenda prioritária do Parlamento
FATALIDADE
Residência pega fogo e mulher morre queimada

Mais Lidas

DOURADOS 
Foragido, autor de homicídio condenado a 16 anos é preso no Novo Horizonte
DOURADOS
Júri condena membros de grupo de extermínio a mais de 100 anos de prisão
PEDRO JUAN
Quatro corpos são encontrados enterrados na fronteira
BONITO
Mãe de bebê também morre após carro bater em coqueiro na MS-382