Menu
Busca quinta, 02 de julho de 2020
(67) 99659-5905
ESTADO

Refis estadual prevê até 95% de desconto sobre juros e multas

24 janeiro 2020 - 11h01Por Redação

O Governo de Mato Grosso do Sul informou que empresários em débitos com o Estado, com fatos geradores ocorridos até 31 de dezembro de 2018, e dispostos a buscar regularização com o fisco, podem receber até 95% de desconto sobre juros e multas. Para tanto basta aderir ao Programa de Recuperação de Créditos Fiscais (Refis) do ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços).

Em matéria divulgada no site institucional, cita o secretário Estadual de Fazenda, Felipe Mattos, segundo quem a expectativa de arrecadação em ICMS com o Refis está entre R$ 40 milhões e R$ 50 milhões.

“Podem participar contribuintes que tenham fatos geradores até 31 de dezembro de 2018, ou seja, débitos referentes a 2019 não entram no Refis”, destacou.

Segundo o governo estadual, os interessados devem procurar a Agência Fazendária (Agenfa) mais próxima ou acessar o site da Secretaria Estadual de Fazenda (Sefaz-MS). Já os contribuintes com débitos inscritos em Dívida Ativa, ou seja, que já foram ajuizados, deverão se dirigir à Procuradoria-Geral do Estado (PGE).

“Do total, 25% do valor arrecadado será repartido com os municípios, obedecendo o critério do Índice de Participação dos Municípios (IPM). Estar em dia com o fisco permite que, além de regularização tributária, os contribuintes participem de licitações, processos de compra do Governo e tenham certidão negativa em relação aos débitos de competência estadual”, pontua.

Quanto as formas de pagamento, detalha que os débitos podem ser pagos em três formas diferentes. A primeira delas à vista, em parcela única, com redução de 95% das multas, punitivas ou moratórias, e de 80% dos juros de mora correspondentes.

A segunda é com duas ou até 60 parcelas, com redução de 80% das multas, punitivas ou moratórias, e de 60% dos juros de mora correspondentes – desde que a parcela tenha o valor mínimo de 10 UFERMS e não seja inferior a 5% do crédito tributário.

O terceiro e último formato para adesão é para grandes devedores, que podem fazer o pagamento dos débitos em até 90 ou 120 parcelas (a depender do valor) e com desconto de 80% sobre multas e 60% sobre juros. (Com informações do Portal do Governo de Mato Grosso do Sul)

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Prestes a retomar voos, Aeroporto de Dourados passará por descontaminação
RIO BRILHANTE
Mais de 20 presas testam positivo para o coronavírus em presídio
BONITO
Polícia fecha boca de fumo e prende traficante
50 ANOS
Corpo de Bombeiros atinge marca histórica com desafios e luta contra a Covid-19 em MS
BRASIL
Ministério reúne voluntários para estudo clínico contra covid-19
OPORTUNIDADE
Inscrições para cursos de idiomas do IFMS vão até 10 de julho
DESACATO
Amambaiense é detido após insinuar que mulher não pode ser delegada de polícia
DOURADOS
Frente Parlamentar quer explicações sobre pagamentos com recursos do Covid-19
ECONOMIA
Contas públicas devem fechar este ano com déficit de R$ 828,6 bi
DOURADOS
Moradores de rua ganham cobertores após se recusarem a ir para abrigo

Mais Lidas

REGIÃO
'Ciclone bomba' traz ventos fortes e alertas de granizo, chuvas e queda de temperatura a Dourados
PANDEMIA
MS soma mais cinco mortes de coronavírus; morador de rua douradense é uma das vítimas
POLÍCIA
Dupla é presa por tráfico de drogas no Dioclécio Artuzi
PANDEMIA
Dourados tem quatro mortes por Covid em 24 horas, uma das vítimas médico