Menu
Busca sexta, 10 de julho de 2020
(67) 99659-5905
SEU BOLSO

Reajuste do salário mínimo fica abaixo da inflação de 2019

10 janeiro 2020 - 18h35Por G 1

O salário mínimo de R$ 1.039 fixado pelo governo federal para este ano não repõe a inflação do ano passado. Como o mínimo do ano passado de R$ 998 aumentou em 4,1%, o ajuste para 2020 ficou abaixo do Índice Nacional de Preços ao Mercado (INPC) de 2019, de 4,48%, divulgado nesta sexta-feira, dia 10 de janeiro.

O INPC (Indíce Nacional de Preços ao Consumidor) serve como base para correção do salário mínimo e é diferente do IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo), que mede a inflação oficial e também foi divulgado nesta sexta pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Com isso, se levada em conta a variação do INPC, o salário mínimo deveria ter chegado pelo menos a R$ 1.042,70 em 2020.

Para definir o valor de R$ 1.039, o governo federal usou a previsão do mercado financeiro para o INPC em dezembro do ano passado, que estava em 0,62%. O INPC, no entanto, acabou ficando acima do previsto. 

A inflação oficial, também anunciada nesta sexta pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), indica que:

grande vilão dos preços foi a carne, com aumento de 32,40%

o segundo item que mais pesou foi plano de saúde, com alta de 8,24%

a poupança ficou praticamente empatada com a inflação em 2019, sem ganho real

se a inflação fosse aplicada para reajustar o imposto de renda, a cobrança deveria ser 103% maior e subiria a faixa de isenção

com o INPC de dezembro, aposentadorias de mais de um salário-mínimo aumentarão 4,48% (veja tabela sobre aposentadorias ao final da reportagem)

INPC acima das projeções do mercado financeiro

O aumento acima do esperado do INPC se deu pela alta de dezembro, que foi de 1,22%. Isso elevou o valor do índice de inflação em 2019 para 4,48%, ou seja, acima das projeções do mercado financeiro.

O G1 questionou o Ministério da Economia se o valor do mínimo em 2020 poderá ser revisado, mas a pasta respondeu que "não vai comentar" os dados.

Em 31 de dezembro, o ministério informou que o valor usado para correção foi de R$ 999,91.

"Como a inflação efetiva de dezembro do ano passado [de 2018] foi um pouco mais alta que a estimativa, o governo corrigiu essa diferença. Especificamente foi utilizado o valor de R$ 999,91 para calcular o salário mínimo de 2020, ou seja, o reajuste foi aplicado a partir de uma base mais alta do que o salário mínimo vigente [de R$ 998]", informou a pasta na ocasião.

Se a correção de 4,48% do INPC de 2019 fosse aplicada sobre essa base, de R$ 999,91, o valor do salário mínimo deveria ter subido, então, para R$ 1.044,7.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Caixa antecipa saque do auxílio emergencial do terceiro lote
TRÁFICO
Polícia encontra veículo abandonado em rodovia com 400kg de maconha
ECONOMIA
Confiança da indústria mantém recuperação, revela CNI
PONTA PORÃ
Polícia cumpre mandados e prende cinco envolvidos com o tráfico
DOURADOS
Primeiro escalão da prefeitura teve quase 50 trocas em três anos e meio
BRASIL
Sancionada lei que suspende pagamento de parcelas do Fies
CONTRABANDO
Cigarros que seriam levados a Minas são apreendidos em MS
PANDEMIA
MS ultrapassa 12,2 mil casos de coronavírus e confirma mais 10 óbitos
DOURADOS
No Dia do Comerciante, Aced traz "o melhor trainer do mundo" para Roda Empresarial
PANDEMIA
Dourados passa de 2 mil recuperados da Covid-19, mas tem maior número de mortes

Mais Lidas

DOURADOS
Decreto vai mandar fechar bares e academias por 10 dias
DOURADOS
Publicado, decreto que fecha bares e academias por 10 dias poderá ser prorrogado
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências