Menu
Busca quinta, 25 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Pronaf injeta mais de R$ 18 mi na economia de Ponta Porã

16 outubro 2003 - 08h17

O Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), começou a liberar recursos da ordem de R$ 18,5 milhões para cerca de 1.800 famílias assentadas na região de fronteira. O anúncio da liberação do dinheiro foi feita pelo presidente do Incra, Rolf Hackbart, na manhã de ontem, em solenidade na Associação Comercial de Ponta Porã, que contou com a participação do prefeito Vagner Piantoni (PT), do superintendente do Banco do Brasil, Tarcísio Hubner; do gerente-geral da agência local, Gilson Marcos Rodrigues; do secretário de Estado de Desenvolvimento Agrário, Valteci Ribeiro de Castro Júnior; do superintendente de Produção do Estado, Ermínio Guedes dos Santos; do presidente da Associação Comercial, Homero Barbosa Carpes, entre várias outras autoridades, convidados e trabalhadores rurais de cinco assentamentos.Durante seu pronunciamento, o prefeito Vagner Piantoni recordou que há dois anos atrás lutava para conseguir assentar as famílias na Itamarati. “Nós acreditávamos que isso era possível e repassamos para a sociedade que a reforma agrária era uma necessidade. Hoje estamos aqui participando da liberação do primeiro financiamento através do Pronaf e assistindo as famílias assentadas a produzirem alimentos para subsistência e, também, para comercialização”.Piantoni disse que assumiu um município que tinha R$ 26 milhões de dívidas e em média 10 folhas salariais atrasadas, além do único hospital público fechado e todos os setores sucateados. “Agora está com a folha em dia, com as dívidas renegociadas, com o hospital funcionando e investindo cerca de R$ 150 mil por mês na melhoria das condições de vida dos nossos assentamentos”, afirmou.O prefeito disse que o que se gasta nos assentamentos se contabiliza como investimentos sociais, que demonstram que sua administração está no caminho certo. “A nossa luta sempre foi pela reforma agrária pacífica e ordeira. Agora estamos lutando pelo assentamento de outras 2.200 famílias que vivem acampadas nas proximidades da Itamarati”, destacou.O primeiro contrato do Pronaf A foi assinado pelo trabalhador do assentamento Boa Vista, Nelson Olmedo. Adão Bispo do assentamento Nova Era foi o segundo a assinar; depois foi a vez de Valteir Vieira de Amorim, que representou as famílias dos assentamentos Corona, Dorcelina e Santa Terezinha; logo a seguir assinou Carlos Enésio Benites, da Fetagri; e Salvador Monteiro, representando os agricultores familiares tradicionais de Ponta Porã. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRF apreende mais uma grande carga de roupas sem documentação fiscal
DESCAMINHO
PRF apreende mais uma grande carga de roupas sem documentação fiscal
JUDICIÁRIO
Gilberto Kassab é denunciado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro
TRÁFICO
Empresa paraguaia enviava cocaína à Europa dentro de contêineres
PANDEMIA
Brasil bate recorde de mortes diárias por Covid: 1.582 registradas em 24 horas
CAPITAL
Homem perde R$ 13 mil em golpe durante tentativa de comprar carro
MS
Confira a distribuição das doses de vacina contra a Covid-19 por município
TRÊS LAGOAS
Adolescente invade pátio de delegacia para furtar e incendeia veículos
EDUCAÇÃO
UFGD amplia prazo para inscrição no Vestibular Intercultural Teko Arandu
DOURADOS
Saúde capacita agentes sobre o Programa Rastrear
ECONOMIA
Disponível programa para declaração do Imposto de Renda 2021

Mais Lidas

REGIÃO
Homem é preso após estuprar menina de 11 anos
POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS
Câmara aprova projeto do Executivo para elevar remuneração de secretários municipais
BELEZA
Representante de Dourados está na final do Miss Brasil Teen