Menu
Busca sexta, 10 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Projetos de 87 hidrelétricas no Pantanal de MS/MT estão paralisados

18 janeiro 2013 - 16h45

##### Valor

Os projetos de usinas hidrelétricas no Pantanal de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso foram paralisados após a Justiça acolher solicitação dos Ministérios Públicos Federal e Estadual do Mato Grosso do Sul.

A decisão afeta diretamente 87 empreendimentos que estão em fase de estudos ou de elaboração de projeto. Por outro lado, 29 barragens em operação e dez em construção tiveram confirmada a licença de operação.

Segundo o Ministério Público Federal, a Justiça proibiu liminarmente a concessão de novas licenças ambientais prévias e de instalação para hidrelétricas na bacia do Alto Paraguai e estabeleceu multa de R$ 50 mil por licença expedida.

A proibição é válida até que haja avaliação ambiental que considere o impacto dos empreendimentos hidrelétricos no ecossistema do Pantanal. Segundo ambientalistas, se todos os empreendimentos fossem instalados, o ciclo das cheias no Pantanal seria alterado, provocando danos em todo o bioma.

As licenças ambientais são concedidas individualmente a cada empreendimento hidrelétrico, mas, para o Ministério Público, em um bioma complexo e sensível como o Pantanal, não basta somar os impactos individuais, é preciso analisá-los em conjunto e considerar toda a bacia do Alto Paraguai.

HISTÓRICO

Em agosto do ano passado, os Ministérios Públicos Federal e Estadual do Mato Grosso do Sul ingressaram com ação civil pública na 1ª Vara Federal de Coxim (MS) para suspender a instalação de 126 empreendimentos hidrelétricos no entorno do Pantanal. A ação foi movida contra a União e os Estados de Mato Grosso do Sul e Mato Grosso.

A Justiça Federal de Coxim concedeu a liminar e determinou a paralisação de todos os empreendimentos.

Os réus ajuizaram recurso no TRF-3 (Tribunal Regional Federal da Terceira Região), que cassou a liminar e determinou a transferência do processo para a Justiça Federal de Campo Grande.

A instância superior aceitou o pedido de suspensão dos empreendimentos em fase de estudos ou de elaboração de projeto.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍCIA
Mulher foi atacada com facão pelo filho sem motivo após ele beber
AGLOMERAÇÃO
Bolsonaro abraça pessoas e posa para fotos em padaria de Brasília
CAMPO GRANDE
Condenado a 13 anos, homem é preso sete anos depois do crime
UFGD
Inscrições para contratação de professor visitante vão até o dia 17
RIBAS DO RIO PARDO
Caseiro atira contra ‘invasores’ e descobre que eram parentes do patrão
SOLIDARIEDADE
Campanha do Agasalho Abevê espere arrecadar 38 mil peças de roupa
DOURADOS
Inova Unigran desenvolve protótipos de protetores faciais para doação
ESTALIONATO
Produtor rural perde cerca de R$ 123 mil em golpe de venda de gado
RURAL
MS deve registrar safra de 11 milhões de toneladas, maios da história
TRÊS LAGOAS
Motorista é preso após digirir bêbado por mais de 30 quilômetros

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma mais um caso de coronavírus e Estado chega a 89
COVID-19
Dos casos de coronavírus em Dourados, três estão curados e um internado
DOURADOS
Mulher morta em acidente cursava pedagogia e terá corpo levado a Naviraí
DOURADOS
Dupla é presa acusada de tentativa de homicídio e fazer criança como escudo