Menu
Busca sábado, 11 de julho de 2020
(67) 99659-5905
ECONOMIA

Produção industrial de MS tem melhor janeiro dos últimos 6 anos

02 março 2020 - 10h14Por Da Redação

Mesmo com a acomodação comum para o período, o nível de produção industrial de Mato Grosso do Sul em janeiro deste ano foi o melhor desde 2014, de acordo com a Sondagem Industrial realizada pelo Radar Industrial da Fiems junto a 61 empresas no período de 3 a 12 de fevereiro deste ano. Em janeiro, 47,5% das empresas industriais sul-mato-grossenses apresentaram estabilidade na produção, enquanto as empresas com crescimento responderam por 19,7% do total.

A acomodação no ritmo da atividade industrial na passagem entre os meses de dezembro de 2019 e janeiro de 2020 já era esperada e ocorreu dentro do padrão habitual para o período. Porém, esse desempenho foi melhor que dos anos anteriores, fazendo o índice de avaliação da produção fechar o mês em 45,4 pontos, sendo o maior resultado dos últimos seis anos para o mês de janeiro, ficando 5,4 pontos acima da média histórica registrada para o mês

Segundo o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems, Ezequiel Resende, a utilização da capacidade instalada também alcançou o maior patamar para o mês de janeiro em seis anos. “Em janeiro, a utilização média da capacidade instalada na indústria sul-mato-grossense ficou em 68%, um resultado 2 pontos percentuais acima da média histórica registrada para o mês nos últimos seis anos”, declarou.

Já o índice de utilização efetiva em relação ao usual ficou em 44,8 pontos em janeiro de 2020, um resultado 1,4 ponto acima do registrado no mesmo mês de 2019 e 6,5 acima da média histórica para o mês. “A sondagem mostrou que em janeiro a utilização da capacidade instalada ficou igual ou acima do usual para 59% dos respondentes. Não responderam 3,3% dos participantes da pesquisa”, pontuou o economista.

Perspectivas

Com relação ao índice de expectativa do empresário industrial, o coordenador da Unidade de Economia, Estudos e Pesquisas da Fiems detalha que, em fevereiro deste ano, 52,5% das empresas responderam que esperam aumento na demanda por seus produtos nos próximos seis meses. Para o mesmo período, 9,8% preveem queda, enquanto 36,1% das empresas acreditam que o nível de demanda se manterá estável.

A respeito dos empregados, em fevereiro, 27,8% das empresas responderam que esperam aumentar o número de trabalhadores nos próximos seis meses, enquanto 9,8% apontaram que esse número deve cair. Já as empresas que esperam manter o quadro de funcionários estável responderam por 60,7%.

No caso das exportações, 3,1% dos respondentes disseram esperar aumento nas vendas para o exterior de seus produtos nos próximos seis meses, enquanto 1,6% acreditam que deva ocorrer queda. Já as empresas que preveem estabilidade para suas exportações responderam por 13,1% do total, sendo 72,1% disseram que não exportam.

Sobre a intenção de investimento, a Sondagem também aponta uma melhora e atinge o maior patamar da série histórica em fevereiro com o índice ficando em 65,1 pontos contra 64,8 pontos no mês anterior. “A melhora foi influenciada, em boa medida, pelo crescimento na participação das empresas que disseram que provavelmente vão investir nos próximos seis meses, que passou de 48,5% para 50,8% do total”, ressaltou Ezequiel Resende.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Apenas quatro cidades de MS ainda não registraram casos de Covid-19
EDUCAÇÃO
Prouni disponibilizará 167.789 bolsas em 1.061 instituições privadas
CAMPO GRANDE
Mais de 12 toneladas de peixe passam por fiscalização na Capital
EDUCAÇÃO
Sisu tem 814,47 mil candidatos inscritos em todo Brasil
CRIME AMBIENTAL
Denúncia termina com a prisão de caçador com rifles e munições
CASSILÂNDIA
Justiça aumenta pena-base de condenado por estelionato
BRASIL
Covid-19: voo com carga de máscaras de cirúrgicas chega ao Brasil
PANDEMIA
MS tem mais sete mortes e se aproxima de 13 mil casos de coronavírus
DETRAN-MS
Para evitar aglomeração, mais de mil pessoas já agendaram atendimento nas agências de Dourados
DOURADOS
Aced solicita prorrogação de alvarás e aguarda aprovação da Câmara de Vereadores

Mais Lidas

ACIDENTE DE TRABALHO
Douradense morre após ser atingido na cabeça por peça de elevador de 20kg
PANDEMIA
Pneumologista é o terceiro médico a morrer por covid-19 em Dourados
DOURADOS
“Ele não conseguiu terminar o último plantão”, diz esposa de médico vítima da Covid
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências