Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Produção de celulose mexe com economia do Mato Grosso do Sul

27 fevereiro 2011 - 08h58

Ele serve para imprimir, escrever, enxugar, embalar. O papel faz parte da nossa vida. A matéria-prima básica para a fabricação do papel é a celulose e o Brasil já ocupa o 4º lugar no ranking mundial de produtores de celulose.

A celulose é um dos componentes naturais da madeira e 80% do que é fabricado sai do eucalipto. A reportagem do Globo Rural visitou o mais novo pólo nacional do cultivo da planta em Três Lagoas, cidade no leste de Mato Grosso do Sul, que fica na divisa com o estado de São Paulo.

Por quase um século, a pecuária reinou na região de forma absoluta. A história começou a mudar na década de 70. Procurando alternativas para diversificar a propriedades o governo do Estado incentivou o plantio de eucalipto, que cresce muito bem na região.

Entretanto, foi a chegada de um gigante que deu nova perspectiva ao eucalipto. Com capacidade para produzir cerca de 1,3 milhão de toneladas por ano, a Fibria é uma das maiores fábricas de celulose do mundo. A unidade é tão grande que alterou até o PIB, Produto Interno Bruto ou a soma de todas as riquezas produzidas num lugar.

Quando a fábrica entrou em operação, em 2009, o PIB de Três Lagoas triplicou. O do estado de Mato Grosso do Sul aumentou 13% e até o PIB do país sofreu alteração. Houve um acréscimo de 0,15%. “Por dia a gente recebe em torno de 48 mil árvores de eucalipto”, disse Alberto Pagano Gil, administrador de empresas.

Como uma árvore de eucalipto leva uma média de sete anos para atingir o ponto de corte, os plantios para abastecer a fábrica começaram muito antes de ela entrar em operação. Hoje, as florestas da empresa já ocupam mais de 150 mil hectares. Para garantir produtividade e qualidade, são usadas tecnologias modernas de cultivo.

Eucalipto
Para acomodar suas florestas, as empresas estão arrendando terras ou fazendo contratos de parceria com agricultores da região. O agricultor Sílvio Miúra, dono de uma fazenda com mais de 2,3 mil hectares, está apostando no eucalipto. “O preço do gado não estava bom. O eucalipto estava dando uma rentabilidade maior por hectare. Nós arrendamos para a empresa cerca de 1,75 mil hectares. A gente pensou mais na diversificação. A gente continua com gado e nessa fazenda a gente definiu a parceria”, justificou Miúra.

A fazenda tinha reserva de mata nativa, mas não do tamanho que a lei exige. “Nós tínhamos em torno de 250 hectares de reserva. A reserva é em torno de 500 hectares”, disse Miúra. Para regularizar a propriedade a própria empresa fez um projeto, cercou e isolou os 250 hectares que faltavam, onde agora a vegetação nativa pode se recuperar.

Para plantar o eucalipto a empresa fez um contrato de parceria com a família Miúra. Nele, o agricultor fica com um valor correspondente a 35% de toda a madeira colhida na propriedade. “Eles fazem um adiantamento anual. Fazem uma estimativa de produção e adiantam por ano. Eles estão pagando hoje por hectare por volta de R$ 350.”

“Eu estou despreocupado. Se a firma quebrar, eu quebro junto. Mas uma firma como esta não quebra muito fácil”, concluiu Hilário Pistori.

A expansão do eucalipto vem acontecendo em várias regiões do Brasil. Vale lembrar que 100% da celulose produzida no país sai de florestas plantadas, o que agrada muito o mercado internacional.

Deixe seu Comentário

Leia Também

STJ
Advogado acusado de matar ex-lider do PSL sofre nova derrota na Justiça
IBGE
Governo recorre da decisão do Supremo sobre realização do Censo 2021
Motorista perde o freio e caminhão carregado com frangos colide em carreta
Motorista perde o freio e caminhão carregado com frangos colide em carreta
BRASIL
Mulher vítima de violência terá prioridade em programa habitacional
Jeep bate em carreta, capota, sai da pista e fica destruído na BR-267
NOVA ANDRADINA
Jeep bate em carreta, capota, sai da pista e fica destruído na BR-267
BRASÍLIA
'Tô vendo uma barata aqui', diz Bolsonaro a apoiador com cabelo 'black power'
Suspeito de levar foragidos do ES ao Paraguai é preso com R$ 12 mil
UFGD
Workshop de saúde vocal para profissionais da voz acontece na próxima semana
NOVA ANDRADINA
Ex-namorado de líder do PSL encontrada morta, é indiciado por feminicídio
BRASIL
Caixa Econômica lança campanha para estimular transações pelo celular

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado