Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
AGRONEGÓCIO

Preços da arroba bovina devem permanecer em patamares elevados em MS

03 dezembro 2020 - 11h35Por André Bento

Boletim Casa Rural divulgado pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) neste início de dezembro revela que os preços da arroba bovina devem permanecer em patamares elevados quando comparados a um ano atrás. 

Conforme a publicação, na terça-feira (1) a cotação da bovino cultura de corte no mercado interno do Estado registrou valor médio de R$ 260,42 na arroba do boi gordo e de R$ 248,33 na arroba da vaca.

“Os valores estão estáveis em relação ao final de novembro (30/11). Nesta época do ano o comportamento de alta perde força e os preços tendem a se acomodar em valores menores, isso em razão da redução dos negócios tendo em vista que, em boa medida, as indústrias já se abasteceram para atender a demanda de final de ano. Por outro, lado a oferta restrita será limitador para baixas consistentes e os preços devem permanecer em patamares elevados quando comparados a um ano atrás”, pontua. 

A entidade representativa do agronegócio sul-mato-grossense informa ainda que o preço médio da arroba no mês de novembro de 2020, em âmbito estadual, foi R$ 270,86 no caso do boi e de R$ 257,43 da vaca, representando valorização de 53,40% e 57,72%, considerado os onze meses transcorridos até então. 

“No comparativo anual a valorização nos preços em 2020 se mantém. A arroba do boi registrou alta nominal de 48,02% e a arroba da vaca valorizou 50,03% em relação à novembro de 2019, quando as cotações haviam sido R$ 182,98/@ e R$ 171,88/@, respectivamente”, acrescenta. 

Já no mercado futuro, esse boletim Casa Rural aponta que na Bolsa de Mercadorias e Futuro, B3 S.A. (BVMF3), os preços da arroba do boi gordo registraram queda no fechamento de 01/12 em relação a 30/11. 

“O vencimento de novembro fechou o mês ao valor de R$ 281,75/@. O contrato de dezembro/2020 com a arroba cotada a R$ 267,55 retraiu 2,16%. O vencimento de janeiro/2021 registrou queda de 1,84% encerrando ao valor de R$ 259,20/@. O contrato de fevereiro/2021 foi cotado a R$ 257,65/@, com retração de 1,28% entre 30/11 a 01/12. E o contrato de maio/2021 desvalorizou 1,82% finalizando ao valor de R$ 252,85/@”, detalha.

Segundo a Famasul, o mercado futuro foi influenciado pelo comportamento do mercado físico, que registrou queda. “No mercado físico, o Indicador Esalq/BM&F para o boi gordo em 01/12 foi cotado a R$ 271,60/@ (Gráfico 06), representou retração de 4,28% em relação ao dia 30/11. No comparativo com igual período de 2019, houve valorização de 17,39% quando a arroba havia sido cotada a R$ 231,00”, finaliza o documento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
IFMS divulga resultado de seleção para cursos a distância em dez municípios
LEGISLATIVO
Comissão de juristas vai revisar legislação sobre racismo
BRASIL
Vacinas da Índia devem chegar no fim da tarde de amanhã ao Rio
Onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
REABILITADA
Onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
EDUCAÇÃO
Vestibular Uems oferta 40 vagas em Mundo Novo
IMUNIZAÇÃO
Importação de insumo de vacinas é questão burocrática, diz Bolsonaro
UNIVERSIDADE
UFGD forma novos médicos em cerimônia remota nesta sexta
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Proposta obriga cidades turísticas a oferecerem acesso à praia para pessoas com deficiência
MATO GROSSO DO SUL
Governo do Estado e MPMS alinham estratégias de fiscalização no combate a Covid
PANDEMIA
Covid-19: mortes somam 214,1 mil e casos, 8,69 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019