Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
(67) 99257-3397
700 MILHÕES

Parceria garante economia no estudo do novo traçado da Ferroeste

06 abril 2021 - 06h24Por Da Redação

Resultado da parceria entre os governos de Mato Grosso do Sul e Paraná, o estudo preliminar sobre o novo traçado para construção da Nova Ferroeste garante uma economia de R$ 700 milhões, já que se reduziu a previsão da malha (ferroviária) de 1.370 km para 1.285 km. Assim torna o projeto mais viável e moderno para concessão e investimentos da iniciativa privada.

A nova Ferroeste vai ligar a cidade de Maracaju até o Porto de Paranaguá, sendo um projeto que pretende revolucionar o setor de transportes e logística de Mato Grosso do Sul, reduzindo em até 32% os custos do transporte na produção do Estado, com a utilização da nova malha ferroviária.

O projeto está sendo construído pelos dois governos e deve ser concluído até novembro deste ano, para que depois haja a concessão à iniciativa privada. A expectativa é levar a proposta em leilão na B3, e assim escolher a empresa que vai assumir a construção e administração da ferrovia.

“Trata-se de um projeto que vai revolucionar o Centro-Oeste, Paraná, Paraguai, Bolívia, e toda nossa região, nos dando mais competitividade, reduzindo custos e melhorando as condições de transporte. A nova ferrovia vai fortalecer a economia dos dois estados e fazer uma revolução na logística”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja.

Novo traçado

O estudo que definiu o novo traçado para Ferroeste prevê um percurso de 1.285 km de malha ferroviária, tendo uma abrangência em 49 municípios dos dois estados (Mato Grosso do Sul e Paraná). Comparado a proposta anterior, ele vai passar por apenas uma comunidade quilombola ao invés de três, assim reduzir (travessia) de sete para cinco (comunidades) indígenas. A economia prevista é de R$ 700 milhões.

“Isto facilita e dá agilidade ao desenvolvimento dos trabalhos, com foco no desenvolvimento sustentável, sempre em harmonia com a questão socioambiental. Com a nova Ferroeste a participação do modal no Porto de Paranaguá vai subir de 20% para 61%, praticamente uma inversão da matriz logística”, explicou o coordenador do Grupo de Trabalho Ferroviário do Estado do Paraná, Luiz Henrique Fagundes.

O traçado vai passar por cidades importantes de Mato Grosso do Sul como Maracaju, Amambai, Dourados, Caarapó, Mundo Novo e municípios do Paraná, entre eles Guaíra, Cascavel, Guarapuava e Balsa Nova. O projeto em conjunto entre os dois estados vai ganhar destaque e viabilidade em nível nacional.

O previsão é que ocorra a construção de dois terminais de cargas no Estado, um em Maracaju e outro em Amambai. 

Fagundes destacou que Mato Grosso do Sul vai ser um dos grandes beneficiados com o novo traçado e projeto, já que por estar mais distante do Porto de Paranaguá, a redução de custo logístico ao Estado chegará a 32%, enquanto que Paraná 23%. “Assim o empresário vai investir mais, gerar mais empregos e o ambiente de negócio ficará mais favorável”.

Para o secretário estadual de Infraestrutura, Eduardo Riedel, a nova ferrovia vai gerar empregos e aumentar a atividade produtiva do Estado. “Vai trazer redução de custo para toda região, sendo um eixo logístico importante para o Estado, que vai movimentar a economia local e o setor produtivo”.

O traçado terá influência direta em 425 municípios nos estados do Mato Grosso do Sul, Paraná e Santa Catarina. A expectativa é que os estudos de viabilidade fiquem prontos em setembro e sobre o impacto ambiental já em novembro.

“A empresa que assumir (projeto) vai operar a malha de Guarapuava até Cascavel e construir a malha de Cascavel até Maracaju. Todo investimento será privado”, destacou o titular da Semagro (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar), Jaime Verruck.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Câmara aprova projeto de lei que torna escolas serviços essenciais
LEGISLATIVO DE MS
Projeto visa criar programa para compra de computadores para professores
VACINAÇÃO
Presos indígenas e idosos são imunizados contra a Covid em duas cidades de MS
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
CAMPO GRANDE
Mulher é encontrada morta com ferimento de faca na cabeça
ATENTADO
Morador de rua é ferido a tiros em bairro da Capital
FUTEBOL
Palmeiras e Atlético-MG estreiam hoje pela Libertadores
CAMPO GRANDE
MP reitera pedido de multa por descumprimento do Plano de Biossegurança no transporte público
DOURADOS
Segunda dose da vacina contra Covid será aplicada hoje no Centro de Convivência do Idoso
DOURADOS
Grupo receberia comissão se conseguisse negociar carga de maconha no Água Boa
HOMENAGEM
Novo prédio do DOF receberá nome de coronel Adib Massad, após proposição de Neno Razuk,

Mais Lidas

DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro
DOURADOS
Perícia não encontra sinais de violência e morte de mulher pode ter sido por causas naturais
DOURADOS
Mãe de menor que organizou festa clandestina com mais de 40 pessoas é presa
TIRADENTES
Comércio, vacinação e bancos; veja o que funciona no feriado em Dourados