Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397
AGRONEGÓCIO

MS espera produzir 9 milhões de toneladas de milho, mas estiagem já preocupa

22 abril 2021 - 09h45Por André Bento

O primeiro boletim Casa Rural elaborado pelo Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) após a conclusão do plantio do milho segunda safra em Mato Grosso do Sul estima a área cultivada em 2,003 milhões de hectares e projeta uma produção total de 9,013 milhões de toneladas, com produtividade média de 75 sacas por hectare.

No entanto, a publicação revela que a falta de chuva já preocupa produtores sul-mato-grossenses de diversas regiões e a semeadura só foi feita na janela ideal em 56% da área, restando 44% com “maior risco de enfrentar condições adversas, como estiagem e geada durante seu desenvolvimento”.

“O plantio de milho 2ª safra encerrou com 3 semanas de atraso em relação ao ciclo anterior. O plantio teve o período entre 29 de janeiro a 16 de abril, porém o plantio teve 5 semanas fora do período ideal para o plantio”, detalha o documento publicado por Aprosoja-MS (Associação dos Produtores de Soja) e Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária).

Na região sul do Estado, onde estão localizados os municípios de Itaporã, Douradina, Dourados, Deodápolis, Angélica, Ivinhema, Glória de Dourados, Fátima do Sul, Vicentina, Caarapó e Juti, os técnicos do Siga-MS só apuraram chuva entre dias 12 a 18 de abril nas propriedades acompanhadas em Itaporã (20 milímetros), Angélica (10 milímetros), e Dourados (8 milímetros).

Mesmo assim, pontuaram que “o clima não está favorável para o desenvolvimento da cultura” porque “nos últimos 30 dias ocorreram apenas pancadas de chuvas na região e as plantas já começam a demonstrar perda de potencial produtivo”.

Quanto aos produtores da região, o boletim Casa Rural indica que “estão apreensivos com o desenvolvimento da cultura devido à escassez de chuva na região e no impacto que poderá causar no rendimento de grãos”.

Sobre o prognóstico de precipitação pluviométrica acumulada, a publicação indica que em maio está previsto até 160 milímetros e em junho até 100 milímetros, porém, volume “menor que a demanda hídrica exigida pela cultura no desenvolvimento do seu ciclo”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com caminhonete e pistola na MS-164 logo após assalto
POLÍTICA
Senado Federal aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos
APARECIDA DO TABOADO
Homem é esfaqueado ao tentar impedir mulher de sair para comprar drogas
IMUNIZANTE
Mais 628 mil vacinas da Pfizer chegam ao Brasil nesta quarta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Detetive particular já condenado é preso por dirigir embriagado após acidente
JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja
SELEÇÃO
Ibama é autorizado a contratar 1,6 mil funcionários temporários
NAVIRAÍ
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado