Menu
Busca domingo, 31 de maio de 2020
(67) 99659-5905
REGIÃO

Judiciário de MS destina mais de R$ 570 mil no combate à COVID-19

30 março 2020 - 20h20Por Da Redação

Desde que estabeleceu medidas para evitar a proliferação do coronavírus, o presidente do TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul), Desembargador Paschoal Carmello Leandro, permitiu que magistrados e servidores atendam a população por teletrabalho. Preocupado ainda com a disseminação da COVID-19, o presidente do TJMS, em conjunto como Corregedor-Geral de Justiça, Desembargador Sérgio Fernandes Martins, assinou a Portaria nº 1.725, que dispõe sobre a destinação dos recursos provenientes do cumprimento da pena de prestação pecuniária, transação penal e suspensão condicional do processo nas ações criminais para priorizar a aquisição de materiais e equipamentos médicos necessários ao combate da pandemia. No total, os valores direcionados pelos magistrados de Campo Grande e das comarcas do interior já atingiram R$ 578.816,32.

De acordo com o presidente do TJMS, a medida é mais uma forma de colaboração com a sociedade. Todos se beneficiam com a utilização desses recursos destinados para aplicação exclusiva na área da saúde neste momento de pandemia. “Acredito que essa união de esforços de todos é fundamental para superação desse momento difícil para toda a humanidade”, disse o Des. Paschoal.

A portaria foi publicada na edição do Diário da Justiça de quarta-feira (25) e, poucos dias depois, os juízes de todo o Estado fizeram acontecer. O juiz Marcelo da Silva Cassavara, em substituição na comarca de Iguatemi, destinou R$ 20.000,00 para o Fundo Estadual de Saúde.

Na comarca de Costa Rica, o juiz Francisco Soliman repassou R$ 50.000,00 do dinheiro das penas pecuniárias para a Fundação Hospitalar, que corresponde ao hospital local. Em Fátima do Sul, o juiz Vitor Dias Zampieri liberou R$ 20.000,00 para itens de higiene e equipamento de proteção individual (EPIs), como máscaras, luvas e roupas apropriadas, para integrantes das polícias civil e militar da comarca.

Apesar de não estar na Execução Penal, em Ivinhema, o juiz Roberto Hipólito da Silva Jr. destinou R$ 9.150,08 de valores de acordos que estavam destinados a outras instituições, para o Fundo Municipal de Saúde e, na comarca de Bataguassu, o juiz Marcel Goulart Vieira, destinou R$ 44.640,00 para a Secretaria Municipal de Saúde para aquisição de equipamentos a serem utilizados no combate à COVID-19.

Fábio Henrique Calazans Ramos, juiz da comarca de Camapuã, liberou R$ 20.000,00 ao Hospital e Maternidade de Camapuã, enquanto o juiz Idail de Toni Filho atendeu o Conselho da Comunidade de Ribas do Rio Pardo com R$ 10.000,00.

O juiz Vinicius Pedrosa Santos, de Três Lagoas, atendeu a Sociedade Beneficente Hospital Nossa Senhora Auxiliadora, com R$ 65.000,00. Na comarca de Angélica, a juíza Bruna Tafarelo liberou R$ 35.000,00 para a Associação Beneficente de Angélica Mantenedora do Hospital de Angélica, o único da cidade. Na comarca de Bandeirantes, o juiz Daniel Foletto Geller liberou para o Hospital do Município o montante de R$ 34.750,00.

O juiz Marco Antônio Montagnana Morais, de Maracaju, liberou R$ 35.000,00 para a Associação Beneficente de Maracaju, mantenedora do Hospital Soriano Corrêa da Silva, e, em Dourados, o juiz Marcus Vinícius de Oliveira Elias determinou a transferência de R$ 83.113,00 para o Fundo Estadual de Saúde (FESA), objetivando a aquisição de materiais e EPIs no combate ao COVID-19, além de R$ 6.205,54 para confecção de máscaras pelos presos da Penitenciária Estadual de Dourados.

O juiz Silvio Prado, de Chapadão do Sul, destinou R$ 110 mil para a área de saúde: R$ 90 mil para Chapadão do Sul e R$ 20 mil para a comarca de Paraíso das Águas para combate ao coronavírus, e o juiz Ricardo da Mata Reis, em substituição na comarca de Coronel Sapucaia, destinou R$ 10.957,70 para o Fundo Estadual de Saúde.

Na Capital, o juiz Albino Coimbra Neto liberou R$ 25 mil para compra de materiais preventivos no combate à disseminação do coronavírus, permitindo a produção de álcool em gel pelos presos do Estabelecimento Penal Jair Ferreira de Carvalho. O valor faz parte do montante arrecadado com desconto de 10% da remuneração do trabalho dos presos.
 
As doações continuarão, de acordo com a disponibilidade financeira de cada comarca, atendendo e auxiliando todos os órgãos de saúde do Estado no combate ao COVID-19.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DURANTE A PANDEMIA
Saiba quais foram as maiores lives musicais realizadas na internet
SOLIDARIEDADE
Ação de ONG leva roupas e itens de higiene para famílias de Campo Grande
BRASIL
Parques e igrejas de maior porte reabrem no DF na quarta-feira
CORRIDA ESPACIAL
SpaceX e Nasa lançam foguete com astronautas nos EUA
BRASIL
Cidade de São Paulo prorroga quarentena até 15 de junho
"RAÍZES"
Documentário sobre sacis filmado em MS tem estreia online em junho
EM MIRANDA
Mulher é estuprada após ser levada para quintal de residência
REDES SOCIAIS
Bolsonaro tira fotos sem máscara após ir a lanchonete em Goiás
NA CAPITAL
Criança fica ferida ao ser atropelada por moto em avenida de Campo Grande
RELAÇÕES INTERNACIONAIS
EUA anunciam mais US$ 6 mi para ajudar Brasil no combate à pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
PANDEMIA
Estado alerta que Dourados deve ser cidade com mais casos de Covid-19 na próxima semana
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
POLÍCIA
Homem encontrado morto sob a ponte do Calarge tinha 38 anos